quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Deixo Aqui...
Flores jogadas no chão
Perfume de amor pelo ar
Delírios e desejos de um coração
E a tristeza de quem se foi
Sem aprender e nem me ensinar a amar. 
 
By Everson Russo
evrediçõesmusicais©®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98
Visite também:
O Ultimo Barco do Planeta

34 comentários:

Evanir disse...

Boa Noite Filho Querido.
Agora a cada dia ais corrido embora estou super cansada ,mais quem para não sai do lugar.
Depois do casamento vou te ligar
além da correria do tal casório ainda
cansada sem resolver nada por aqui.
Hoje tive que correr para andar na água do mar minhas perninhas e pé doendo muito lá a fisioterapia vem de Deus .
Amor de filho linda noite um dia de paz para ti beijos mãezinha,Evanir.

Mary disse...

Olá Everson!

Olha!eu acredito que se o Perfume de amor ficou pelo ar,alguém ensinou a alguém a amar!
É sempre triste tanto para quem parte quanto para quem fica, deixando, ou levando uma saudade.

Bjos e obrigada de coração pelo seu carinho e amizade,saiba que a recíproca é verdadeira.

✿ chica disse...

Tristeza linda aqui! abração,tudo de bom,chica

Rô... disse...

oi meu amigo,

toda vez que nos bate a solidão,
o coração aperta...

beijinhos

Vanuza Pantaleão disse...

Bom dia, amigo!
As pessoas chegam e partem nas nossas vidas, essa é a lei da própria transitoriedade do tempo.
Abraço muito carinhoso, Everson!!!!

Soninha disse...

que lindo,,, é uma saudade!!

INTEGRAL DE MIM E DE MEU TEMPO disse...

Everson.... muito lindo teu poema.
Bela imagem das flores ao chão.
Um grande abraço artista de grandeza e talento!

Assis Freitas disse...

flores pelo chão deixam perfume



abraço

Daniel Costa disse...

Everson

Quem se foi, jamais ensinará a voar. Se amou a lição ficou no ar.
Abraços de fraterna amizade

Marilu disse...

Querido amigo e poeta, restou apenas a saudade. Lindo. Beijocas

edumanes disse...

Ela deixa ali
As flores jogadas no chão
Quem terá deixado não vi
Tristeza em seu coração!

Boa quarta-feira para você,
amigo Everson,
um abraço
Eduardo.

Sandra Subtil disse...

Tu deixas e eu levo esse perfume de poesia.
Beijo

Severa Cabral(escritora) disse...

Boa tarde meu príncipe das letras !!!!!
Entre delirios e desejos o amor sempre reina...
bjssssssssssssssssss

© Piedade Araújo Sol disse...

amar não se ensina.

apenas se sente.

um beij

Pedro Luis López Pérez disse...

Poema lleno de Nostalgia y añoranza por alguien que partió sin habernos enseñado la Intensidad de saciar nuestro Amor.
Preciosa Composición, Everson.
Un abrazo.

Cristina disse...

Perfume de amor en el aire...el mejor aroma.
Un placer leerte mi querido Everson, feliz día del poeta virtual!

Bandys disse...

Eu queria aprender a amar tambem. Um dia eu aprendo.

E olhas estou fazendo as analises, kkkkkkkkk

Amanha o mesmo céu e lua.

Mando emails.

beijos meu querido amigo

Felisberto Junior disse...

Olá!Boa tarde!
Everson...
"É difícil esquecer alguém com o qual você fez tantos planos. Não dá para apagar uma parte da sua história."
William Shakespeare

...ficando meio...estava "crente" q já tinha vindo aqui...sorry!
Ótima quarta feira/quinta feira!
Abraços

Anne Lieri disse...

Se foi sem aprender e nem ensinar a amar...muito linda e emocionante essa frase poética no final!Adorei sua poesia,Everson!Bjs e meu carinho,

Mariangela disse...

Tristeza de quem se foi
sem aprender e nem te ensinar a amar, mas o perfume das flores,
espalhando esperanças no ar!
Beijos amigo, cheio de esperanças!!
Mariangela

LUZ disse...

Oi querido Everson,

As partidas são sempre dolorosas, pra ambas as partes.
Tenho certeza que você vai aprender a amar "sozinho", enquanto espera um novo amor.

Beijos da Luz, com carinho.

Zilani Célia disse...

OI EVERSON!
SEMPRE QUE UM AMOR SE FINDA, FICA O SENTIMENTO DE PERDA, MAS,EM ALGUM MOMENTO ELE ESTEVE POR ALI...
LINDOS VERSOS.
ABRÇS

zilanicelia.blogspot.com.br/
Click AQUI

Vera Lúcia disse...



Que lindo, poeta!
O amor acontece naturalmente, sem regras.
Adorei o pequeno poema.

Beijo.

Dorli disse...

Oi Everson
Nós já nascemos sabendo amar, pergunta pra sua mãe, primeiro o filho pergunta se pode casar com a mãe(3 anos), cada pergunta que nos enrolam.
O amor nasce, morre, substitui, enfim vivemos sempre a amar.
Obrigada pela visita
Beijos
Dorli

Bandys disse...

Sei que seu lance são as morenas, mais se gostou d aloura eu te apresento, kkkkkkkkk

Toma juízo!!!


Beijos

wcastanheira disse...

Uuaua um mimo, o tio Castanha adorou passear nesta página linda, sensualidade e romantismo em alto e bom tom, gosto disto, faço meu deleite nestas leituras, pra vc meu fraterno e gauchesco abraço tchê.

wcastanheira disse...

Uuaua um mimo, o tio Castanha adorou passear nesta página linda, sensualidade e romantismo em alto e bom tom, gosto disto, faço meu deleite nestas leituras, pra vc meu fraterno e gauchesco abraço tchê.

Rute disse...

Como sempre , bela inspiração,Beijos meu amigo

Nos Amando... disse...

o que se foi não
volta mais nos ensina
alguma coisa
linda noite bjs

lis disse...

Oi Everson
Recolhi as flores perfumadas
e claro com os delírios expressos no poema.
obrigada
bom feriado, muitos abraços

MARILENE disse...

Quem chega e se vai, dessa forma, é como se não tivesse passado pelas nossas vidas. Bjs.

Enigma disse...

Olá poeta,

Belíssimo poema. Eva vai pra Porto Alegre. Tchau!!

Smareis disse...

As partidas sempre deixar dores profundas.
Beijos poeta amigo!
Ótima madrugada!

Toninhobira disse...

Uma tristeza perfumada pela flor, que não ameniza a dor da falta de amor.
Abraços amigo.

 
Web Analytics