sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Aonde é o Caminho Enfim?
Sentado num banco da vida
A noite se faz menina
Sereno caia da imensidão
Eu olhava fixamente o mar
A lua se escondia entre nuvens que choravam
No peito a mais profunda dor
Dor que não tem jeito
Dor da solidão do amor
Eu me sinto tão só
Eu sinto tanto frio. 
 
By Everson Russo
evrediçõesmusicais©®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98
Visite também:
O Ultimo Barco do Planeta


32 comentários:

Felisberto Junior disse...


Olá!Bom dia!
Everson!
...quando a solidão invade o coração, dos olhos brotam lágrimas que parecem gotas cristalinas de chuva a cair do céu...mas passa...
Obrigado pelo carinho da visita!
Boa quinta feira!
Abraços

Casa de Anita disse...

Boa noite lindo amigo, ou seria bom dia?!
De qualquer forma que a sexta-feira lhe venha cheia de felicidades e luz.

Tem um Meme lá na casa com umas perguntinhas e você foi um dos que indiquei, mas fique à vontade pra participar ou não ok?

Beijos suculentos,
Anita

Rita Freitas disse...

Navegamos no barco da vida e a dor por vezes nossa companheira.

Beijinhos

Rô... disse...

oi meu amigo,

costumo dizer que
coração quentinho,
é coração preenchido...

beijinhos

Vivian Fernandes de Goes disse...

Bom dia,Everson!!!

Belo e triste poema!!!!
Mas na vida,às vezes é assim né?!
Beijos e meu carinho!!
Te cuida!!

Dorli disse...

Bom dia Everson
Tua poesia é cheia de sentimentos, só quem ama ou já amou até quase a loucura, pode formar versos tão profundos de solidão.
Inevitavelmente, à partir do dia em que nascemos a solidão veio nos abraçar, cabe a nós driblá-la e compreender toda natureza da vida.
Teu blog é lindo!
Voltarei mais vezes
Beijo no coração
Lua Singular

AC disse...

Everson,
Há solidões que fermentam o mais profundo amor.

Abraço

Assis Freitas disse...

o caminho é seguir adiante,


abraço

decorehouse.blogspot.com.br disse...

Lindo lindo poeta.
A conseguiu comentar né...
É que nem eu te disse no face a nova interface do blogger tinha engolido ela,me deu o maior trabalhão coloca-la de volta...
Bjos amigo muito querido que vc tenha um dia perfeito...
decorehouse

Kellen Bittencourt disse...

Se sentir só não é nada bom amigo! Abraçossss

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Meu querido poeta

Passando para te deixar o meu carinho e desejar um bom fim de semana.

Um beijinho
Sonhadora

edumanes disse...

Onde é esse caminho
Onde te posso encontrar
Espera mais um pouquinho
Prometo muito não demorar!

Porque estás tão triste
Tem cuidado não caias ao mar
Porque a felicidade existe
Ela está quase a chegar!

Bom fim de semana para você,
meu amigo
Um abraço
Eduardo.

Sandra Subtil disse...

Segue o caminho que te indica o coração.
Beijinho

Majoli disse...

Que triste meu querido!
A solidão, quando é grande assim, causa um frio diferente, é na alma.
:(

Beijos com carinho.

Daniel Costa disse...

Everson

Poema muito valorizado, pelo pelo magnífico cenário de que está rodeado.
Abraços de fraternos de amizade

Bandys disse...

As dores as vezes são tão profundas que precisamos de algoo urgente para aliviar. Belo poema, simples e belo.
Um beijo na alma, e um fds de paz. Esse final de semana em céus diferentes, vou ficar no Rio.

Anne Lieri disse...

Everson,que linda e triste sua poesia!A solidão é muito fria mesmo!bjs e meu carinho,

rosa-branca disse...

Olá amigo, um poema triste, como triste é a solidão. Beijos com carinho

Mariangela disse...

Essa é uma dor imensa, que só o tempo é que cura...ou também um novo amor!
Beijo querido amigo, uma boa noite e
um belo final de semana!
Mariangela

Flor de Jasmim disse...

Que esse frio passe rapidinho, e que voltes a sentir a ausência da solidâo!

Meu amigo tenho estado ausênte por motivos de saúde da minha mãe como explico no meu blog.

Bom fim de semana

beeijinho e uma flor

Vera Lúcia disse...


Querido poeta,

Dor de amor só se cura com outro amor.
Receba aí um forte abraço para aquecê-lo do frio da solidão (e da temperatura também - rsrsrsrs).

Beijo.

Mary disse...

Oi querido poeta!

Quem vai dizer qual é o caminho...quem vai livrar dessa dor...quem é capaz de levar a solidão,aquecer o frio das noites triste...
Só um novo amor...Lindo...e triste!

bjos meu amigo, tenha um ótimo fim de semana.

Ailime disse...

Olá amigo Poeta,
Há momentos em que a solidão nos invade e a noite parece surgir!
Mas amanhã é outro dia e o sol brilhará!
Beijinhos e bfs.

Lu Nogfer disse...

A solidão corroí todo o espaço que o pensamento ocupa mas quando a nuvem cinza se dispersa a lua faz companhia!

Beijos amigo poeta e muita poesia sempre!

Flor de Lótus disse...

Olá meu caro Poeta!Queria tanto ter a resposta para essa pergunta,mas ela surgirá no nosso caminho quando menos esperarmos por ela.assim de repente de mansinho do nada e mudará toda a nossa vida.
Um ótimo fim de semana!Beijosss

Machado de Carlos disse...

“Ela chegou à noite fria. Mostrou o amor que viajava entre as nuvens, cujas águas caiam no mar. Ah, menina, tenho tua noite, tua vida.”

Abraços, grande Amigo.

Obrigado por nos presentear com belíssimos versos!

Rosemildo Sales Furtado disse...

Quando a solidão acaba, a dor perece e o prazer de viver volta com toda a sua amplidão.

Abraços e um ótimo fim de semana pra ti e para os teus.

Furtado.

MARILENE disse...

O frio da solidão pede que se dê outro amor ao coração. Bjs.

Priscila Rodrigues disse...

A dor que dói só de pensar.. Só é lindo em versos tipo o seu, querido..

Beijos.

Severa Cabral(escritora) disse...

Boa noite meu príncipe das letras !!!!
Na frieza da solidão que causa dor,vale ir em busca de um novo amor ...
bjsssssssssssssssss

LUZ disse...

Oi querido amigo Everson,

Nem sempre encontramos o caminho, o tal, o perfeito.
Mas, tenhamos fé, porque após a tempestade vem sempre a bonança.

Bom início de semana.
Beijos da Luz.

LUZ disse...

Oi estimado Everson,

Obrigada, SEMPRE, pelo carinho demonstrado neste tempo todo, pelos seus sinceros beijos e pelas flores, que mesmo na minha ausência me enviou.
Gosto muito de você.

Beijos da Luz, com apreço e consideração.

 
Web Analytics