segunda-feira, 20 de abril de 2009

Ela Brinca de Viver
Corre na chuva
Molha-se por inteiro
Dá um sorriso
Balança os cabelos,
Rouba uma flor
De um jardim qualquer
Canta o amor
No acorde que quiser,
Ela dança nas ondas
Deita na areia
Faz-se de sereia
Buscando o amor,
Disfarça num sorriso
E não sente dor
No frio se aquece
E divide o calor,
Ela é minha vida
Meu sol minha lua
Quero-te bem nua
Numa historia perdida,
Ela grita e se agita
Faz dos sonhos o seu bem querer
É alegria é menina é bonita
Ela brinca de viver.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98
Visite também:
O Ultimo Barco do Planeta
A Tempestade

6 comentários:

Blue disse...

Bom dia amigo Poeta e roqueiro! Ela brinca ou todos nós brincamos de viver? Entendi! É menina, é bonita, é gostosa, ela grita, se agita e até geme por assim dizer... Abraços e boa segunda.

Tereza Freire disse...

Oi primo, rendendo-se aos apelos do blogspot, heim! Boa escolha! Essa menina que brinca de viver tinha mesmo que sair de sua imaginação... ela me lembra alguém... beijos, priminho. Uma ótima semana pra tu!

paula barros disse...

É bom brincar de viver....não é mesmo poeta?
Fazer da vida um carrocel, girar na roda gigante, mergulhar na imensidão dos mares, voar pelos céus....
A vida é muito mais que o sonho....mas enquanto o sonho não vem, vivemos a vida.

beijos mil, saudades.

Anônimo disse...

Que saudades de vc meu amigo, teu blog tá lindo demais, me deu até vontade de ter um!! rsrsrsr - Me ensina a fazer um blog???? rsrsrsrsr - Já me esqueci como se faz...rsrsrsr - Obrigada por todo o carinho e ternura , ti dolú meu anjo! Uma semana de Paz e muito Amor ! beijos e abraços e conte sempre comigo! Estou muito feliz pelo teu irmão! ....Marcinha*

Luciana disse...

Ah, Everson, e como seria bom brincar de viver, fazer o que quiser, na hora que der vontade... Seria maravilhoso! Se a moça da foto morasse aqui no Sul, teria que se cobrir correndo (rsrsrs), pois aqui está o maior frio já. Beijos, querido, boa terça pra ti!

Desnuda disse...

Um belíssimo poema Everson! Tem sonoridade, beleza e faceirice. Lindo!


Obrigada pela visita amigo...E tenho certeza que ja me veio visitar antes...Perdi o contato, mas lembrei-me logo quando aqui cheguei pela beleza do espaço.


Beijo

 
Web Analytics