terça-feira, 16 de março de 2010

No Peito Um Coração de Poeta
No peito bate um coração
Mas não é um coração qualquer
É um coração de poeta
Que vê o mundo diferente
Da maneira que ele quiser
Conta as estrelas na madrugada
Espalha as nuvens implorando amor
Dedilha versos num violão desafinado
Só ele mesmo pra entender sua dor
Passa uma flanela na lua
Só pra brilhar o luar
E ao te ver no quarto, deitada e nua
Olhando seu corpo ele logo pensa
Em todas as curvas das ondas do mar
Ondas que fazem bailar as ilhas solitárias
Das paisagens dos oceanos
E em suas historias imaginarias
Ele desenha seus versos e planos
Ele desce do alto de sua colina
Para passear pela sua cidade
Entende o balé das folhas das árvores
Tocadas por ventos de amor sereno
E vê na grandeza desse universo
O quanto cabe seu imenso sentimento
Nesse seu sonho tão pequeno
As ondas do mar se arrebentam em pedras
Os ventos se escondem em seus cabelos
As luas mudam suas marés
E seu corpo se entrega aos seus apelos
O sol nasce imenso no infinito
Pra dourar sua pele e aquecer sua alma
Enquanto vive nesse intenso conflito
Ele olha da janela a chuva que se anuncia
Pra lavar todos os seus sentimentos
E seu corpo numa imensa e tórrida calma
Enquanto bater um coração de poeta
O mundo terá uma oração de rebeldia
Mas quando parar de pulsar essa harmonia
Calará a voz dos planetas
Que não mais ecoaram em uma noite fria
Inicio meio e fim
É a poesia que mora dentro do meu peito
E eu me alimentarei sempre dela
E ela se alimentará sempre de mim.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98

Visite também:
O Ultimo Barco do Planeta
A Tempestade

40 comentários:

Lou a esquizoffrenica disse...

A ler os seus poemas de sonhar
antes de me ir deitar =)

beijos meu amigo, um dia maravilhoso

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Lindo, Poeta* Nem tenho palavras.
Só um poema de uma poeta menor que o vê o tempo todo.

*Eu vi você em vários carros no trânsito. Atravessando a rua. Também dentro das lojas, eu vi você conversando com as pessoas.
Tinha flores nas mãos, andava só na praia, riaaaaaaaa
Eu vi você no ônibus que passou, namorando.
Eu vejo você em muitos lugares. Vejo muito.
Mas na real não é você. É só a minha vontade de ver.
Minha imaginação. Desejo.
Cada um vê o que quer.

Eu vejo você o tempo todo*
Poema da Renata.

Beijos, querido*
Bom Sonhos e Bom Dia!
Obrigada*

ღPat.ღ disse...

Definitivamente nasceu para escrever poeta amigo.

E vê na grandeza desse universo
O quanto cabe seu imenso sentimento
Nesse seu sonho tão pequeno
As ondas do mar se arrebentam em pedras...

Dizer o que mais?!
Muito obrigada por dedicar palavras tão lindas a todos nós que apreciamos demais você.

Um beijo com amizade e carinho.

Nany C. disse...

Li e me lembrei do nosso amigo...
Vou sentir falta dos poemas, das palavras... vou sentir falta dele.

Adoro o seu coração desencanado e seus pensamentos vivos... Everson... não dá pra não lembrar e lamentar...
O Maurizio já está fazendo falta. É uma pena...

Beijos no teu coração meu amigo... o meu está aqui...um pouco mais triste...

Impulsiva disse...

Teu coração abriga uma capacidade infinita em escrever sonhos e fazer sonhar...é muito mais que poesia.
Já fico sem palavras ao vir aqui, não sei de onde sai tanta beleza...

Adorei ler-te antes de dormir, certamente terei doces sonhos...

Beijos,
Kenia.

Fátima disse...

Poder ver o mundo da forma que quiser ...só mesmo tendo coração de poeta.
Você está se superando, se é que isso é possível.
Eu adorei.

Beijinho.

Delirius disse...

Fantástico Everson!
Bom dia querido!

Delirius disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Daniel Costa disse...

Everson

Apesar de ser incapaz de ver um poeta de coração partido, fui lendo um belíssimo poema nunca desdizendo o amor. Ao poeta pode ser permitido um dia ter o coração partido. Porém sempre quererá dizer que é por amor,
esse anda sempre no ar aqui.
Abraço fraterno.
Daniel

Daniel Costa disse...

Everson

Apesar de ser incapaz de ver um poeta de coração partido, fui lendo um belíssimo poema nunca desdizendo o amor. Ao poeta pode ser permitido um dia ter o coração partido. Porém sempre quererá dizer que é por amor,
esse anda sempre no ar aqui.
Abraço fraterno.
Daniel

Daniel Costa disse...

Everson

Apesar de ser incapaz de ver um poeta de coração partido, fui lendo um belíssimo poema nunca desdizendo o amor. Ao poeta pode ser permitido um dia ter o coração partido. Porém sempre quererá dizer que é por amor,
esse anda sempre no ar aqui.
Abraço fraterno.
Daniel

Daniel Costa disse...

Everson

Apesar de ser incapaz de ver um poeta de coração partido, fui lendo um belíssimo poema nunca desdizendo o amor. Ao poeta pode ser permitido um dia ter o coração partido. Porém sempre quererá dizer que é por amor,
esse anda sempre no ar aqui.
Abraço fraterno.
Daniel

Daniel Costa disse...

Everson

Apesar de ser incapaz de ver um poeta de coração partido, fui lendo um belíssimo poema nunca desdizendo o amor. Ao poeta pode ser permitido um dia ter o coração partido. Porém sempre quererá dizer que é por amor,
esse anda sempre no ar aqui.
Abraço fraterno.
Daniel

Wanderley Elian Lima disse...

Olá poeta
Que seu coração seja sempre tão inspirado como é .
Grande abraço
êta tempinho bom sô rsrsrs

Mulher na Polícia disse...

O poeta é complentamente um fingidor, conforme Fernando Pessoa.

E o mais perigoso, eles sabem falar a linguagem da alma! Olha o risco!

: )

Mulher na Polícia disse...

O poeta é complentamente um fingidor, conforme Fernando Pessoa.

E o mais perigoso, eles sabem falar a linguagem da alma! Olha o risco!

: )

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Um coração de poeta é algo mesmo lindo. Diferente. E acho isso uma delícia de diferença. Gosto muito ser poeta e parabenizo ao amigo também,por assim o ser. Um dia um amigo me disse. "Um poeta nunca é pessoa ruim. Não tem como ser ao mesmo tempo poeta e pessoa ruim". Esse poema completa o "ESCREVER É". E sobre entnder o amor, é complicado mesmo,amigo. Agradeço seu carinho no meu aniversário. Um abração e ótimo dia

Ju Fuzetto disse...

Maravilhoso, como sempre!!
Tenha um lindo dia!!
abraço!!!

carol sakurá disse...

Oi poeta!
Seu coraçao é uma rocha da qual flui fonte de àguas.
Adoro banhar-me nelas!
Bjs!

Pelos caminhos da vida. disse...

Merece aplausos por mais um belo poema.

Bom dia amigo!

beijooo.

Desnuda disse...

Bom dia, poeta!

Poesia é vida! É amor. E por isso tanta inspiração (inesgotável) nos poetas.



Beijos e lindo dia, amigo.

Hosana Lemos disse...

e que permaneça assim, a poesia vivendo aí dentro, que não a deixe morrer.

lindo

Lau Milesi disse...

Um coração de poeta que diz: " passa uma flanela na Lua só para brilhar o luar", vamos combinar que deve ser um coração que pulsa maravilhosamente.
Benza Deus!!! Que coisa mais linda e romântica, Everson!!!
Parabéns!!!
Um beijo

Maria Bonfá disse...

oi querido parabens pelo lindo poema

Enquanto bater um coração de poeta
O mundo terá uma oração de rebeldia
Mas quando parar de pulsar essa harmonia
Calará a voz dos planetas
Que não mais ecoaram em uma noite fria
Inicio meio e fim
É a poesia que mora dentro do meu peito
E eu me alimentarei sempre dela
E ela se alimentará sempre de mim.

o que dizer diante de tanta beleza? so que me curvo a vc.. meus aplausos.. grande poeta.. beijão

Felina Mulher disse...

Não é de hoje que os poetas são considerados sujeitos especiais. E vc é o mais especial deles.Acho lindo a tua maneira de poetizar o amor, até mesmo um coração partido.Vc usa uma lente especial para ver o amor.A poesia me é indispensável e, como diria, Cecília "Eu canto porque o instante existe e a minha vida está completa. Não sou alegre nem sou triste: sou poeta."

P.S: estou trabalhando, sem tempo pra pensar em nada.

Um beijo carinhoso pra ti.

Mulher na Polícia disse...

Oi Everson,

Te assustei com aquela foto?
É... um cano daqueles virado pra nossa cara não deve ser nem um pouco confortável.
kkkkk

Mas fica frio... em você eu só atiraria flores, meu poeta. Roses'n guns... rs rs rs

Sonhadora disse...

Meu querido Poeta
Lindo poema, como todos que nos dás.

É a poesia que mora dentro do meu peito
E eu me alimentarei sempre dela
E ela se alimentará sempre de mim.

Adorei.

Beijinhos
Sonhadora

Pena disse...

Admirável Poeta:
Numa só única palavra: DIVINAL!
Abraço amigo de respeito e sempre a admirá-lo.


pena

É brilhante. Bem-Haja, fabuloso e extraordinário poeta.

Delirius disse...

Oi Everson, hoje estava um desassossego para comentá-lo, hoje e quase todos os dias. Vim conferir se o com. tinha colado, uffff... que trabalheira!....

Beijos querido, tenha resto de dia feliz!

Bandys disse...

Everson,

Parabéns peolo livro ando sem tempo.

O tempo não para!

Beijos no teu ♥

Caurosa disse...

Olá meu caro amigo poeta Everson Russo, a poesia dorme escondidinha lá no fundo do nosso coração...

Paz e harmonia,

forte abraço

C@urosa

Mariana disse...

Poeta, como sempre, teu talento me encanta.
amo passar por aqui.

Pérola disse...

Parabéns pelo poema...
Admiro a sua capacidade de lidar com as palvras de uma forma tão sublime.A intensidade como são escritas é visível aos olhos de quem lê.
Beijos meu lindo.

lidia disse...

EVERSON GRACIAS,GRACIAS,GRACIAS,POR LA CALIDEZ DE TUS COMENTARIOS Y LA CALIDAD DE LOS MISMOS,PARA MI ERES UN POETA CON MAYUSCULAS,QUE ENTREGA SENTIMIENTOS,EN CADA PALABRA ESCRITA!
MEU CORAZON LO DICE
GRACIAS
LIDIA-LA ESCRIBA

FOTOS-SUSY disse...

BOA NOITE EVERSON, FANTASTICO POEMA...ADOREI...QUE TENHAS UMA BOA NOITE QUERIDO AMIGO!!!
BEIJOS DE AMIZADE E CARINHO,


SUSY

Lu ;) disse...

Belo! Perfeito! Tks poeta!

seu gordo disse...

coraçao no pe da letra sentimentos pulsando a todo vapor,parabens desse humilde fa

Elaine Barnes disse...

"Passa uma flanela na lua
Só pra brilhar o luar Dentre toda beleza dos teus versos essa frase me encantou demais. Muito lindo seu caminhar nas palavras amigo. Grande poeta,.amei!

Cris disse...

Enquanto a poesia ainda morar em você terá vida... Parabéns pelo texto!
Beijos

MISCELÂNIA RIFF disse...

Obrigada pela visita e doces palavras.Bjitos

 
Web Analytics