terça-feira, 7 de setembro de 2010

Esse é o Meu Outono da Alma
Eu acredito que cada folha que cai,
É um pedaço do sonho que se vai,
Uma saudade que volta,
Um galho de arvore,
Arvore da vida que sacudida pelo vento
Não agüentou a solidão
E soltou sua folha em lagrimas e desespero de amor,
E ali,
Ela fica fotografando na memória,
Na retina,
Todos os momentos bons já vividos,
Todos os desejos até contidos,
E todos os sonhos sonhados
Que repousaram ao chão com aquela folha seca do outono da alma
Outono que insiste em não passar
Em não permitir aquela menina
Ver todas as cores do mundo outra vez
Não se sabe se por ela querer assim
Ou se por avisar de um rigoroso inverno que virá
E trará toda a loucura de uma possível solidão sem fim.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98

Visite também:
O Ultimo Barco do Planeta
A Tempestade
O Livro dos Dias Poesias
Pedidos no email: evr.russo@uol.com.br

43 comentários:

carol sakurá disse...

Um beijo primaveril e com saudades do meu amigo Poeta!

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

O seu poema é lindo, meu querido! mas eu digo Não! a este clima de Luto, de velório em plena Primavera aqui na blogosfera. Desculpe-me a veemência, meu amigo tão amigo. O tempo não é *coisa*, entenda de vez, você que sabe o é que o Amor!

"Primavera
Não espere a próxima Primavera
Para sentir o perfume de todas as flores.
Amanhã, pode ser tarde!
E. Marques"

Percebo a borboleta, sei que se lembra muito bem. Lembre-se do Bom, o resto deixa. Ainda que vc mude aí, é a Borboleta que eu lhe ofertei, quando principiou a nossa amizade e vc compôs um poema.

Beijos e Tenha um Lindo Dia.
Não tenha pressa, durma bem.

Nanda Assis disse...

maravilhoso!! poema e imagem.

bjoss,...


_______000000__________000000_______
_____0000000000______0000000000_____
___000________000__000________000___
__000___________0000___________000__
_000_____________00_____________000_
_000____________________________000_
_000____________________________000_
__000___________________________000_
___000_________________________000__
____000_______________________000___
______000___________________000_____
________000_______________000_______
__________000___________000_________
____________000_______000___________
______________000000000_____________
________________00000_______________
_________________00_________________

Marilu disse...

Querido amigo, a primavera está chegando e com ela, novas flores, novos amores...Beijocas

Pluma Roja disse...

Se siente triste y melancólico al poeta. Bellas letras.

Te deseo un feliz inicio de semana.

Hasta pronto.

HSLO disse...

Triste mais bonito.

abraços

Luís Coelho disse...

É sempre bonito ver as folhas das árvores se renovando.
As que caiem dão lugar às novas.
Bonito este olhar poético.

Josy Nunes disse...

Everson,
meu querido o outono é mesmo a estação dos ventos onde as folhas se vão levando recirdações...Muito lindo o seu poema...Beijão no seu coração, bom feriadão e fica com Deus

ELANE, Mulher de fases! disse...

mas o outono passou, ja estamos na primavera e com ela a renovaçao virá, saudade de vc, to sem tempo pra muita coisa, to com vergonha da foto nao tirada e do livro nao pago ainda, puro relaxo, manda a conta de novo q ja perdi,prometo q anotarei e mandoooo,aff, desculpe mesmo, aqui tb ta friooo e chuva, um sacoo, odeio frio, adoro sol e o calor daqui,saudade, apareça em nosso cafofo!!!!

RECANTO DA POESIA disse...

Quando fala o amor, a voz de todos os deuses deixa o céu embriagado de harmonia.

William Shakespeare

Bom dia e carinho meu!....M@ria!

Daniel Costa disse...

Everson

Por vezes um hiato de solidão pode terminar a acabar em reflexão, para iniciar nova união. Atenta estará sempre uma imagem de sensual de ternura. A fogosidade sempre à mão.
Abraço fraterno

ღPat.ღ disse...

Deixa o outono passar e vê a primavera chegar...

Meu beijo especial com carinho e amizade. Bom feriado meu querido...

Beijoooooooooos.

Fernanda disse...

Olá Everson, amigo!

Sinto aí muita desilusão!
O poema é lindo, mas espero que no seu coração haja calor de Verão.

Beijinhos

Wanderley Elian Lima disse...

Olá poeta
Tenha um grande e proveitoso feriado.
Amanhã tem rsrsrs
Abração

sonho disse...

Ola meu querido!
Não tarda está ai a Primavera...e com ela novas folhas...:)
Beijo d'anjo

Assis Freitas disse...

outono primaveril,


abraço

flaviopettinichiarte disse...

bom trabalho falando da tristeza..
agora sim estamos ligados..grande abraço!!

Nany C. disse...

Sabe quando você quer escrever algo e alguém, magníficamente, consegue colocar no papel o que você está sentindo?! Pois bem, você fez isto! Era o que eu queria ter escrito ou, ter escutado de alguém...

Você é inigualável, meu amigo!

Beijos n'alma e coração!!
Um ótimo feriado!

Flor de Lótus disse...

"Eu acredito que cada folha que cai,
É um pedaço do sonho que se vai,
Uma saudade que volta,
Um galho de arvore..."
Nunca tinha parado para pensar nisso,mas concordo cada folha que cai se vai com um pedaço de sonho que por um motivo ou outro não pode se concretizar e é preciso mesmo que essas folhas caiam para dar lugar as folhas jovens que vem nos trazer paz e esperança num futuro melhor...
Beijoss

Flor da Vida disse...

Teu pensar é valioso e verdadeiro...
Cada folha que cai, é um amor que se vai... A árvore da vida hiberna,
enquanto espera pela próxima estação... Que venha a primavera
em todo o seu esplendor a nos renovar lindas e vigorosas folhas de amor... Lindo poema!!!
Flores é o que hoje deixo a ti...
Abraços

Lívia Azzi disse...

Ah Everson,

Estou correndo do outono e mais ainda de um rigoroso inverno... Eu quero ver as cores das flores e as luzes do sol...

Um beijo, poeta!

Anônimo disse...

Com muito carinho venho desejar um feliz feriado.
E deixar um beijo carinhoso da maizinha ,Evanir
www.fonte-amor.zip.net
www.fonte-amor.zip.net

anita sereno disse...

ola querido amigo mas que bela poesia esta sua
diferente mas belo
tudo tem seu tempo
na vida
ate as folhas nascem ,
crescem vivem e termina mais uma passagem do seu tempo
na terra ate outras debocharem
e sempre fica a saudades
de quem com esta folha conviveu
e a lágrima é sinonimo de saudade amor e solidão
que esta solidão não te abata que teus dias sejam de cor e muito amor
beijos com carinho
desta amiga que anda sumida
boa semana querido Everson

Pena disse...

Admirável Poeta das Musas e do Amor:
Mais uma fantástica "explosão" poética extraordinária a que já nos habitou.
Acredite? Acredite sempre.
Toda a beleza do poema é por tanto encanto que as musas adoram em si.
Acredite e vá à luta.
Abraço amigo de parabéns por mais um sublime poema de sonho.
Com respeito.
Sempre a admirá-lo

pena

Bem-Haja, pelo seu poder e capacidade divinais de criar fantásticos poemas.
MUITO OBRIGADO pela amabilidade da visita.
É enorme o seu talento.
Acredite? Ela voltará.

Paula Barros disse...

Algo me foi familiar, outono, folha, fotografia,memória, solidão...

Um lindo paralelo da folha com o sonho...eles se vão, eles florecem.

beijo.

Guará Matos disse...

Solidão é uma bosta!
Que venha o calor.

Abç.
____
Deu cero, amigo. Tudo adicionado e seguido.
Grato.

Pelos caminhos da vida. disse...

A primavera já está dando o ar de sua graça amigo com suas belas flores, gostosos aromas e inspirando amigos poetas.

Estou de volta, e estava com muitas saudades daqui e de vc.

beijooo.

C@urosa disse...

Olá meu caro amigo e sensível poeta Everson Russo, que o amor seja sempre um momento de reconstrução de nosso mais puros sentimentos.

forte abraço

C@urosa

C@urosa disse...

Olá meu caro amigo e sensível poeta Everson Russo, que o amor seja sempre um momento de reconstrução de nosso mais puros sentimentos.

forte abraço

C@urosa

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Todos os momentos únicos...
... ficam grudados em nosso íntimo.

Que seu dia seja de luz, querido amigo.

Rebeca

-

lita duarte disse...

Everson,

Boa semana para você.

Beijos.

Machado de Carlos disse...

Prezado Amigo;

A vida é assim mesmo. Pregam-nos peças... Quanto menos esperamos a morte, uma visita inesperada chega de mansinho e nos leva para Mais Além.
Aqui é um espaço em que algumas pessoas fazem tantas coisas importantes e depois se vão...
Mas o Arquiteto do Universo deve saber o que está fazendo por lá.

Um grande abraço, Amigo!

Felina Mulher disse...

Acho que hoje, apenas hoje és Outono mas que amanhã,haverá em tua vida cores quentes... da nostalgia e das saudades irás encontrar o quente do verão. Gostei...Fica um beijo pra abrandar essa tristeza.

Bandys disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bandys disse...

Everson,
Solidão só se for a dois.

Cheguei da sua terrinha e pequei tanto frio como calor. Mas adoro... vi uma orquidea numa arvore linda demais...não fotografei, buaa

Eu mão me importo muito com as estações porque consigo amar em todas.

Um bom restinho de ferido e já tô de volta pro mundo urbano porque la nem celular pega, hehehehehe

Beijos no teu ♥

Malu disse...

Oi , Everson !
Que bom que me descobriu , só assim
pude chegar aqui e ver tanta poesia linda !!!!
Adorei seu blog , melhor , ... Amei !

Obrigada pela visita , por me seguir e me fazer conhecer sua poesia ...

Mil BjoOOoOs ...........

Livinha disse...

As folhas são as amarguras interioradas, quando um corpo busca renovação. Umas se vão outras renascem e nos acalaenta a alma....

Lindo Everson, bem verdade o que sentes, como todos sentimos, mas olhando tudo com olhos limpos, acrditamos que outros bem nos aguarda...


Feliz semana

Bjs

Livinha

Anônimo disse...

Também tenho saudade do que não existiu, e dói bastante.Eu te amei e vc nunca ligou para o amor que eu sentia.

Rosane Marega disse...

Lindo poema...e essa dorzinha estranha é como uma caixinha de surpresas...
Beijossss

Um Cantinho para Sonhar disse...

Vim deixar o meu carinho...!
Parabéns, mais um belíssimo poema!

Desnuda disse...

Boa noite, poeta

Bonito, sempre os seus poemas.

* Não sabia amigo, entrei muito rapidamente na net estes dias que estive fora...Vou enviar um email pra saber... Antes de viajar fui no ultimo post dela. É uma pena, realmente...

Carinhoso beijo, querido amigo.

Boccone Claire disse...

Magnifique blog!
De biens beaux poèmes!Bravo!
Amitiés de France:CLAIRE

Lau Milesi disse...

Há outonos que são momentos de colheita , outros de introspecção .
Belíssimo, seu poema.
Um beijo, poeta talentoso.

 
Web Analytics