quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Eu Sou Poeta e Não Aprendi a Amar
Entre noites de lua
Entre dias de sol
Na solidão da rua
Ou na luz do farol
Versos sobre a mesa
Alguém sob o lençol
Acordes perdidos no ar
Um violão que toca sem parar
Eu me perco no sereno
Aonde o som do vento aportar
Ou na luz que brilha no horizonte
Eu procuro no infinito
Alguém que me ensine sobre a vida
Ou queira ao meu lado morar
Eu não aprendi nada do tanto que vivi
Pois eu sou poeta e não aprendi a amar.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98

Visite também:
O Ultimo Barco do Planeta
A Tempestade
O Livro dos Dias Poesias
Pedidos no email: evr.russo@uol.com.br

47 comentários:

Guará Matos disse...

É como citou Cecilia Meireles em

MOTIVO

"Eu canto porque o instante existe
e a minha vida está completa.
Não sou alegre nem sou triste:
sou poeta.

Irmão das coisas fugidias,
não sinto gozo nem tormento.
Atravesso noites e dias
no vento.

Se desmorono ou se edifico,
se permaneço ou me desfaço,
— não sei, não sei. Não sei se fico
ou passo.

Sei que canto. E a canção é tudo.
Tem sangue eterno a asa ritmada.
E um dia sei que estarei mudo:
— mais nada."
____
Abraços.

Bandys disse...

Qual é o poeta que não aprendeu a amar?

Basta pensar em sentir
Para sentir em pensar.
Meu coração faz sorrir
Meu coração a chorar.
Depois de parar de andar,
Depois de ficar e ir,
Hei de ser quem vai chegar
Para ser quem quer partir.
Viver é não conseguir.

Fernando Pessoa

Acho que voce ama escondido, rssss

Beijos

Lua Nova disse...

Boa noite, meu poeta. Vim te trazer meu carinho e saborear minha porção de poesia.
Beijokas.

Bandys disse...

Ô menino, eu disse escondido!!!
Não disse que você tem vergonha...
Esse seu trem ja esta até enferrujado de tanto que anda para as estrelas, rssss.
Parece que bebe!!
Boa madrugada e adorei você cantando Cazuza, rsss

Beijos

Isadora disse...

Ah, meu amigo isso é que não. Claro que aprendestes a amar e isso, fica claro em seus poemas.
Um beijo

Rosemildo Sales Furtado disse...

Oi amigo! Hoje estás muito modesto. Afinal, qual é o poeta que não sabe amar?

Abraços,

Furtado.

Nany C. disse...

Como me disseram,uma vez:
É mais fácil ensinar que aprender...

Beijos nesse teu coração!
Uma ótima quarta-feira!!

Glória disse...

Como assim, meu amigo?! Sou eu que passo um tempo longe e, quando eu volto, é vc que está triste.
Nada disso! Você tem as suas músicas, tem o seu violão, tem as suas musas e uma tremenda inspiração.
Você é um poeta super querido!!

Oi, Everson! Eu pareço mais como as ondas do mar...
Preciso explicar?!!

Beijinhos
Glória

Fátima disse...

É claro que aprendeu meu querido, só não encontrou ainda quem mereça esse seu amor tão especial e tão puro, tipo "a moda antiga ".
Vai sim encontrar quem queira a seu lado morar , e dessa pureza de coração desfrutar.

Que delícia essas musicas, não vou desligar o PC para dormir nesse embalo gostoso, saudade!!!
Tem você aí com seu violão...

Tenha lindos sonhos meu amigo, e também adoro sua amizade, muito mesmo.
Obrigada pelas flores, amei.

Wanderley Elian Lima disse...

Olá poeta
Acho que chegamos ao fim da vida, tendo ainda como o maior mistério o Amor. Ninguém aprendeu a amar.
Grande abraço

Lucimara Souza disse...

Linda postagem!
Abraços de excelente dia...
bjs

Pelos caminhos da vida. disse...

Vc aprendeu sim a amar poeta, seus poemas estão ai provando esse amor.

beijooo.

VERSOS disse...

LINDO BLOG.;)

carol sakurá disse...

Poeta..poeta...poeta!Em fase um tanto silenciosa,mas estou por aqui.
BEijo!

Malu disse...

Lindo dia pra você , Everson !
Que venha com muita poesia, vida , flores e amores ...

Bjo , amigo já mais que querido !

Assis Freitas disse...

esse aprendizado é longo,


abraço

Desnuda disse...

Querido amigo,


tão lindo este poema! O poeta nos ensina a amar. O poeta sabe o que é o amor e a sua verdadeira essência e por isso busca toda esta exatidão, esta perfeição tornando-se exigente na qualidade deste sentimento que é o AMOR para vivenciá-lo tal como o imagina, sonha e deseja , sem malandragem.



Carinhoso beijo, Everson. Lindo dia, querido poeta.

lita duarte disse...

Lindo mesmo!

Bom dia!

Beijos Everson!!

Lou Albergaria disse...

Lindo demais!!!

Não sei se sou poeta, mas também não aprendi a amar porque amo demais e por isso sou mal compreendida e interpretada.

Beijão , Meu Lindo!!!

Regina Rozenbaum disse...

Ah... me engana que eu gosto rsrs e faço minhas as palavras da Fátima (se realmente for o caso!).
Beijuuss n.c.

www.toforatodentro.blogspot.com

Bandys disse...

Vim agradecer seu carinho.
Obrigado principalmente pela sua atenção e por esse olhar de ver o mundo de uma maneira diferente.

Graccias moço!

Qualquer dia estaremos juntos de novo. Mas hoje não vou provocar.

Beijos

Adolfo Payés disse...

Muchos te leemos amigo por que escribes precioso..


Un abrazo
Saludos fraternos...

sonho disse...

Meu querido poeta eu sei que és...:)agora que não tenha aprendido a amar...duvido...
Beijo d'anjo

Machado de Carlos disse...

Dizem que o poeta tem vários amores. Fica difícil amar apenas uma pessoa. Parece que todas são nossos amores.
Bem, alegres ou tristes seus poemas são fascinantes! Vale à pena ler cada um deles, minuciosamente.

Grande Abraço, grande Artista!

Paula Barros disse...

Para uns amar é mais fácil do que para outros. Nen entendo, nem sei amar, nem sou poeta...rsrs Só sei viajar.

beijo

Marilu disse...

Querido amigo, amar verbo do destino, todos vamos conjugá-lo em algum momento da vida. Beijocas

Graça Pereira disse...

Não tenhas receio,
nunca de chorar!
Pois que, quem não chora,
julgando ser forte,
è duro;e embora

penses que é melhor
Estás enganado,
vivendo sem norte!
Choraste no passado,
choras no presente
e até no futuro,
se o destino é duro
chorarás certamente!


Beijos amigos, Poeta!
Graça

Amor feito Poesia disse...

Vem do mar esse gosto de poesia
trazido pelo vento nas areias
a embalar a clara luz do dia...

£uma

Beijos poéticos neste dia! M@ria

Sonia Pallone disse...

Querido Everson, as vezes, o amor é tanto que transborda, se derrama, acaba se perdendo e a gente se perde no meio disso tudo. Essa tristeza 'entrelinhas'vai passar, sempre passa. Um beijo meu lindo.

Rafael Castellar das Neves disse...

O bom de ler essas coisas, à parte a beleza do texto, é saber que essa maldição não é única!!

[]sss

Felina Mulher disse...

Como assim não aprendeu a amar?
Então nos enganou esse tempo todo com esses lindos poemas que falam de amor?
Poeta, ao dizer que não aprendeste a amar, tu renegas a vida, pq amar é doar, é a entrega definitiva.
Infelizmente não existe manual para isso, se tivesse te enviava um....eu acho que não é que vc não aprendeu a amar, creio que vc ama demais.

Um beijo....FE!

Lívia Azzi disse...

Sabe que isso que você diz é lindo "Eu não aprendi nada do tanto que vivi
Pois eu sou poeta e não aprendi a amar".

Coisa mais bonita essa a de não se saber amar, e se alguém o souber nada mais haveria de aprender, que sentido teria viver depois que se aprende a amar?

Eu prefiro esse vazio de não o saber, que me faz querer buscar tudo, do que a satisfação de compreender o inteligível e não vivê-lo!

Um beijo, poeta do amor!!

Fátima Guerra (Mellíss) disse...

Querido

A gente ensina e aprende a amar ao mesmo tempo...
E a gente se perde e se encontra, se desfaz e se remonta, até entender que o amor não tem nenhuma explicação.

Beijo
Fátima Guerra

Fátima Guerra (Mellíss) disse...

Querido

A gente ensina e aprende a amar ao mesmo tempo...
E a gente se perde e se encontra, se desfaz e se remonta, até entender que o amor não tem nenhuma explicação.

Beijo
Fátima Guerra

Fátima Guerra (Mellíss) disse...

Querido

A gente ensina e aprende a amar ao mesmo tempo...
E a gente se perde e se encontra, se desfaz e se remonta, até entender que o amor não tem nenhuma explicação.

Beijo
Fátima Guerra

Memória de Elefante disse...

Everson!
Adorei a foto!
Quanto ao poema os poetas sentem tanto e há sempre um tanto de verdade e invenção. Amam tanto que já nem sabem o tanto quanto...

Um beijo

Pena disse...

Oh, Talentoso Poeta Amiga:
Mais um divinal poema mágico saído da sua "cartola" poética de maravilhar.
Parabéns sinceros. É magistral.
Abraço amigo agradecido pela visita extraordinária ao meu blogue.
Com respeito e sempre a admirá-lo

pena

Já nos habitou ao deslumbre dos seus poemas extraordinárias.
Bem-Haja, excelente poeta.
Adorei.

Insana disse...

Muito bonito seu poema..

Eu sei amar, eu preciso é ser amada.

bjs
Insana

Luciana Penteado disse...

E quem aprendeu, poeta? Todos somos aprendizes do amor e de todos os mistérios que ele nos traz... Estamos sempre na contramão do vento, frágeis corpos a procura de amparo... E esse barco, talvez nunca consiga aportar no cais...

Beijos pra ti e uma ótima quinta!

Lau Milesi disse...

Quem não conhece o amor não consegue poetizá-lo do jeito lindo que só você sabe, poeta. Que isso...[rs]
Seu poema é lindo e sublime como saber amar.

Beijosss

Lau Milesi disse...

Quem não conhece o amor não consegue poetizá-lo do jeito lindo que só você sabe, poeta. Que isso...[rs]
Seu poema é lindo e sublime como saber amar.

Beijosss

Rute disse...

Sim você é poeta e sabe ama siM.
Beijos querido amigo, ótima quinta-feira a vc.

IT disse...

O mistério de tudo é exatamente isso!
buscar , conhecer e aprender sempre.
O amor então, qto mais se aprende com ele MelHor será!

BeijITOS

ღPat.ღ disse...

Será que um dia aprenderemos Amar?

Beijos meu.

ELANE, Mulher de fases! disse...

Ama sim, ama escrever, ama o amor desconhecido, mas o Medooo, maltrata e tira a leveza do q poderia ser lindo, mas o ser humano na sua evoluçao, ainda vai aprender a amar, sem mágoas, sem medo, apenas a compreensao e a alegria irao ser o ingrediente principal desse amor.
p.s. ainda nao deu tempo de responder seu email, sua sobrinha é inteligente,kkkkkkk, irei por um espaço herbalife, no centro da cidade, espero dar certo, qto a bunda carioca, tem pra todos os tipos e gostos!!!kkk
bjooo.
Sergio voltou a blogar!!

Rosane Marega disse...

Sabe qual é a nossa estrada?
O que é feliz para os outros, é feliz demais para nós.
O que é triste a eles, é triste demais para nós.
Sabemos amar sim, mas se encontrarmos alguem igual a nós,rsrs, vai ser sufocante.
Deus nos preparou assim, para que nos transformassemos em palavras...versos...poesias...pensamentos e que tudo seja jogado ao vento aconchegando corações.
Você é especial!
Beijossss

Um Cantinho para Sonhar disse...

Everson, estava passeando pelo blog e me encantando com suas poesias que ainda não havia lido, me deparei com essa. Acredito que aprendeu sim! Transmite esse amor em cada sílaba de suas poesias.
Me lembrou uma minha, “ Não sei falar de amor...”
Não sei se chegou a ler, fiz até um vídeo com ela.

Parabéns, amigo!

Com Carinho, Suzy.

 
Web Analytics