segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Evaporou
O amor é a gota de orvalho
Que não resistiu a chegada da manhã
Evaporou na intenção do sol
Escorregou entre folhas macias
Deslizou na janela entreaberta
Feito o seu olhar na multidão
Encontrou enfim outra direção
Perdeu-se no horizonte
Brilhou um novo arco-íris
Em sem respostas na vida
Sem entender o porquê é assim
Evitou o ultimo espinho do galho seco
E se afastou de mim
E ainda teve a coragem de pedir
Pra dosar a distancia do fim.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98
Dedicado a uma pessoa especial
Visite também:
O Ultimo Barco do Planeta
A Tempestade
O Livro dos Dias Poesias
Pedidos no email: evr.russo@uol.com.br

37 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Poeta, o Amor é Lindo, ainda que descarado! e o seu poema é 1000000000000 de Lindo! Parabéns!

É assim
tem mãos abençoadas,
carrega todo o sentimento do mundo
tem olhos de designer
e um sorriso generoso e largo.

É assim, um presente de Deus.
Uma oferenda dos céus.
A certeza de que a vida é um milagre.

Amor

Beijos***********
Tenha um Lindo Dia!

Marilu disse...

Querido amigo, não deixe que o amor se vá...siga-o...Tenha uma linda semana...Beijocas

Pat. disse...

Poema que fala de uma coisa sentindo outra ;)

Meu querido, deixo meu beijo especial para ti desejando uma semana linda e um feriado especial.

Te Adoroooooooo

carol sakurá disse...

Desejo um lindo e ensolarado feriado cheio de amor.

BEijo!

carol sakurá disse...

Desejo um lindo e ensolarado feriado cheio de amor.

BEijo!

"Cantinho Poético" disse...

Bom dia e Feliz Semana!!
Tem selinho aqui prá voce...pegue o seu!!

Beijossssss.......M@ria

Luís Coelho disse...

Bom dia
Direi que a gota de orvalho é vida que fica e sacia e amacia nossa sede de amor.
Deveremos lutar para que não se evapore nunca.

Daniel Costa disse...

Evenson

Assim pode ser o amor, como a gota do orvalho, que aparece a tornar tudo tão viçoso e evola de repente.
Abrtaços fraternos

Daniel Costa disse...

Evenson

Assim pode ser o amor, como a gota do orvalho, que aparece a tornar tudo tão viçoso e evola de repente.
Abrtaços fraternos

Pena disse...

Estimado e Consagrado Poeta Amigo:
Cria instantes poéticos sublimes de pasmar.
Foi embora, voltará, estou convicto.
A sua sensibilidade é divinal. Transcende.
Parabéns por mais um poema assente numa realidade sólida. Fá-lo com um brilhantismo fantástico.
Abraço amigo de gratidão pela sua visita amável e amiga.
Com respeito pelo seu imenso valor.
Sempre a admirá-lo

pena

Bem-Haja, notável poeta.
Adorei.
Tem um génio e um extraordinário potenciais de concretização das emoções. É por isso que todos vêm aqui.
É notável e fantástico.
MUITO OBRIGADO pela visita simpática.

Lilian F Gomes disse...

Amores findos são sempre tristes...


Principalmente para quem fica com ele.

Lindo!!

Bjos

Livinha disse...

Os falsos amores são assim
lotadinho de ingratidão.
Perdidos, não sabem o que quer,
sem donos da questão...

Lindo poema amigo querido.
O teu amor não evapora nunca,
os que assim se comportam, é porque era gasoso, sem solidificação...

bjs

livinha

Paula Barros disse...

Passou um filminho na minha cabeça com esta gota de orvalho que se evapora...

Um poema que me trouxe imagens.

beijo

..."re"... disse...

Poeta..

O amor é uma gota de orvalho pousando em uma pétala de rosa,
uma gota intermitente afogando-se no mar do esquecimento, um suspiro esperando ser correspondido, uma lágrima acariciando o rosto de quem amas.
É um grito esperando ser escutado,
um coração esperando ser aquietado,
um raio de luz na imensidão da noite.
Porém, sobre todas as coisas é o poder não gritar o que sente o coração.
Lindíssimo poema!

Doce beso

Lívia Azzi disse...

Amor é feitiço imprevisível, horizonte distante, "gota de orvalho que não resiste a manhã"!

Um beijo, poeta Everson!

Wanderley Elian Lima disse...

Olá poeta
Não se preocupe, toda noite tem orvalho e o amor voltará a aparecer.
Ontem foi dose dupla de alegria rsrsrs
Abração

IT disse...

Sentimentos evaporados, desejos contidos de um poeta. Aquiete teu coração, somente o amor perdura para sempre, ainda que evapore, estará gotejando gotas de orvalho em ti.

Bom Feriado! bejim.

Felina Mulher disse...

E o poeta falou....as palavras são extensões da nossa alma e muitas vezes elas tem o poder de vida e morte, de amor e dor.

Um beijo poeta.

Ju Fuzetto disse...

Boa semana amigo!!!

beijossssssss

Desnuda disse...

Bom dia, querido poeta!


Um poema divino, Everson. Muitas vezes é o que acontece.

* Amigo não há melhor culinária pra mim do que a mineira. Pão de queijo eu adoro! " Inda" mais com um cafezinho e um dedinho de prosa mineira rsrs.

Beijos, querido.

Crys disse...

O fim de um amor é sempre muito triste, mas as vezes temos a opção de não deixarmos ele ir...bjs no coração e um lindo feriado pra ti meu poeta querido...

Guará Matos disse...

O amor é um cálice de veneno.

Abraços e um dia bom demais!

Carlos Augusto Matos disse...

Eu não acredito no amor, mas não me importo se o amor acreditar em mim. By Everson Russo

HSLO disse...

Quando acreditamos sempre surge um belo arco-íris...

abraços
de luz e paz

Hugo

lidia disse...

QUE HERMOSURA!QUE HERMOSO!
un abrazo
lidia-la escriba

Sandra Botelho disse...

Logo outra noite vem, deixando orvalho na petala da flor...ou o amor no coração do poeta.
Bjos achocolatados

Ava disse...

Everson, eu só queria entender por que o amor tem que ser assim, tão frágil e efêmro, como uma gotinha de orvalha em uma pétala de uma flor...
Por que ele não poderia ser um rocha, um pedra tal qual o diamante, imquebrável?

Será que deixaria de ser amor, se assim fosse??? rsrs

Divagações de uma alma inquieta...rsrs

Beijos e saudades

Ava disse...

Everson, eu só queria entender por que o amor tem que ser assim, tão frágil e efêmro, como uma gotinha de orvalha em uma pétala de uma flor...
Por que ele não poderia ser um rocha, um pedra tal qual o diamante, imquebrável?

Será que deixaria de ser amor, se assim fosse??? rsrs

Divagações de uma alma inquieta...rsrs

Beijos e saudades

Saozita disse...

Estimado amigo, amor assim, não é amor! Amor não se vaporiza de uma hora para a outra, não desaparece como o fumo.
Aceitemos, que é amor só de uma parte a outra será uma atracção.
Gostei do poema.

Tem uma boa semana.
Bjs
Sãozita

flaviopettinichiarte disse...

poema interessante..de uma contrução muito sólida...sem filosofar sobre ele..ou sente ou não sente...obrigado pela visita no meu Blog, mas ouve um erro ..o meu blog real é o artenasveias, vim descobrir a tua mensagem agora..ate falei para Minha Mulher..o Everson não me respondeu..peço desculpas..ate a proxima..passa por lá artenasveias, abraços

Assis Freitas disse...

a distancia do fim, muralha inexpugnável


abraço

Marly Costa disse...

Quanta poesia!

Gostei muito do seu blog!

Estou te seguindo...

Beijos,

Sylvia Rosa disse...

E, como é que se dosa o fim?
Everson, amo sua companhia... boa noite e muita paz nesta semana.
Bjs

Flor de Lótus disse...

O amor se vai as vezes sem nem chegar direito, se vai com tanta pressa que nem dá para saber o que houve, ele vem mexe com nossas certezas, faz a gente baixar a guarda e quando se vê ele já foi...
Um ótimo feriado!
beijosss

tossan disse...

Estou com sono, mas valeu a pena vir e degustar mais um magnífico poema seu. Abraço

Fátima disse...

Amor que não resiste ao calor do sol, que se evapora com essa facilidade, é protótipo de qualquer coisa, menos amor.
Deixa pra lá, espera por um verdadeiro e concreto, que resista a tempestades ... furacões...terremotos e se acomode na calmaria do seu coração ao acorde do seu violão.

Saudade meu querido poeta e amigo.
Beijo no coração.

Lau Milesi disse...

Poeta, penso como o outro poeta,o Vinicius de Moraes. "Se o amor é fantasia, eu me encontro em pleno Carnaval".
Esse amor não evaporou, ele recolheu-se para voltar mais forte ainda.
Você não existe, poeta.Benza Deus!!!
Um beijo

 
Web Analytics