terça-feira, 26 de junho de 2012

My Soul Suffered
Do outono que surgiu
E do frio que em nosso quarto entrou
No momento em que você partiu
Nossa estrela se apagou
Eu não consegui mais dormir
Pois me vinha na memória a todo instante
Ver você pela porta sair
E olhar o seu retrato em cima da estante.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais©®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98
Visite também:
O Ultimo Barco do Planeta

38 comentários:

Thomas Albuquerque disse...

A alma sofrida há de encontrar o devido consolo, com o amor verdadeiro queexiste em cada um de nós

Cristina Lira disse...

Pior frio esse da ausencia do calor de alguem.... doi ossos e alma...
Cristina Lira

Bjos e boa noite!

Evanir disse...

Boa Noite Meu Amado Filho.
Já estava com saudades de vir ler você.
Se Deus quiser logo estarei bem tenho orado muito por isso.
Ligo para você essa semana ainda Sim filho??
Beijos linda terça pra ti meu anjo lindo.
Saudades mãezinha,Evanir.

Sónia M. disse...

Aquele momento do adeus...a pior das dores da alma...

Tenha uma ótima terça feira Everson.
Beijo
Sónia

LUZ disse...

Bom dia estimado Everson,

Alma sofrida!
A partida dói, sempre muito, mas a vida tem de continuar.
Expressiva, embora triste a imagem.

Boa 3ª feira, com amor.
Beijos com ternura da luz.

✿ chica disse...

Linda triste lembrança e saudade em versos! abração,chica

Rô... disse...

oi meu querido,

ver nosso amor partir é sempre um momento de dor intensa e de uma tristeza enorme...
só mesmo o tempo...

beijinhos

Pedro Luis López Pérez disse...

Ese Otoño que ha dejado hojas caidas de Ilusión y Esperanza y un enorme rocio de vacio mostrado en ese retrato, que irradia vahos de emociones constantemente.
Preciosa, como siempre, Everson.
Un abrazo.

Sônia Amorim disse...

Dói sim no fundo da alma, a dor da perda e da saudade que ficará no lugar do amor que viveu, lindo, beijos e bom dia

lis disse...

O amor trás alegrias e também alguma dor Everson
E as estações tem o poder de influenciar na dimensão que nossa alma chora.
Seu poema retrata dias assim.
Fica um abraço e meus parabéns pelo singelo poema.
Bom dia

Mariangela disse...

Não há dor pior que essa, desse vazio que ficou... só o tempo cura.
Beijos querido amigo!
Um ótimo dia!
Mariangela

MA FERREIRA disse...

Ola Poeta..

E sempre triste ver um amor ir embora..
fica a saudade......
bjs......boa semana!!

David C. disse...

que nostalgia.

Pelos caminhos da vida. disse...

Restou a saudade...

Bom dia querido poeta.

beijooo.

marlene disse...

a falta daquele calor que nos aquece a alma é insubstituivel nos deixa a vida sem razão de ser um abraço grande poeta saudades de voce de seus versos,bjs marlene

Kellen Bittencourt disse...

Nada mais triste do que ver nossa estrela partir, Deus me livre rsrs abraçossss

Ivana disse...

As partidas tem sempre lembranças tristes. Abraços, amigo poeta!

Smareis disse...

A partida de quem a gente ama, e dolorida demais,o importante é que fica a saudade.

Beijos poeta amigo!
Ótimo dia!

Flor de Jasmim disse...

O frio da ausência, a dor da partida, não existe nada que alivie a saudade.
Sinto-a muito presente mneu amigo.

Beijinho e uma flor

Bandys disse...

Me boicotou ou eu to maluca,?
Serio que eu ja tinha vindo aqui e comentado !!
É essa coisas de partida, de adeus deixa meu coração partido...
A melhor coisa é trocar o retrato, rs; Cantar outra musica acender outra estrela.

Uma tarde cheia de coisinhas boas pra voce e um monte de borboletas pra enfeitar teu espaço.

Beijos

edumanes disse...

Do frio que no quarto entrou
O corpo que precisava de colar
A luz que nele brilhou
O iluminou e aqueceu de amor!

Boa terça-feira,
um abraço
Eduardo.

Daniel Costa disse...

Everson
As partidas deixam sempre um vácuo, um vácuo de frio.

Abraços de amizade fraterna

José María Souza Costa disse...

A despedida, é dolorida.
Mas, logo surge um outro tempo.
Abraços

Vera Lúcia disse...

Olá poeta,

É uma cena difícil de ser apagada, mas curável pelo tempo. Ainda bem!
Logo outro amor chega e uma nova estrela surge ainda mais brilhante.

Beijo.

Graça Pereira disse...

A saudade fica depois que o amor parte!
Mil beijos
Graça

Bandys disse...

Pelo visto vc estava la se divertindo mesmo, rsss.

Tudo bem fica em segredo mas um forro, um funk da mulher melancia eu faço questão de dar. kkkkkkk
Afinal eu devo ser a mais antiga dessa bagaça aqui com todo respeito meu nobre amigo.

Beijos e um final de noite com uma lua enorme pra vc dar uma festinha.

Mariz disse...

Um grande amor sempre deixa uma falta, ao caminhar para outras direções.

beijos e ótima tarde!

rosa-branca disse...

Olá amigo, o frio da solidão e da saudade. Beijos com carinho

... "gigi"... disse...

Mio Poet...

Troque o retrato pelo de um outro alguém...

Parabéns pelo niver do teu cantinho poético...

Baci e molto dolce e coca cola per voi.
. rs

MARILENE disse...

Momento de tristeza e de abandono difícil de passar em branco e de fugir da memória. Um retrato ainda o alimenta, aumentando a saudade. Bjs.

Rute disse...

Oi querido as vezes a saudades, bate no peito, não tem jeito.
Beijos, ótima terça-feira a vc.

Lu Nogfer disse...

Os piores momentos deixam sempre as mais fortes lembranças!

Beijos meu querido menino-poeta!

Anônimo disse...

Parabéns ao grande poeta,

Ao cara q. traz na cara uma barba com aspecto de homem forte, austéro, arrogante e autoritário....

Porém, como ha tempos eu lhe disse e afirmei...Tens uma linda alma feminina cheia de sensibilidade q. consegue alcançar os mais íntimos e secretos segredos de uma Mulher...Fechando os olhos posso sentir o bom perfume q. sua essência transcende, ascende e reluz...

Sua resistência é de bater palmas de pé! Bravo, bravíssimo tens o dom, a inteligência e a paciência de um Buda...Q. seu blog sobreviva por séculos e séculos...AMÉM...

PARABÉNS!!!

Everson Russo disse...

Meu amigo (a) Anônimo, agradeço seu carinho e mais, sua lembrança, haja visto que eu mesmo me esqueci por completo que hoje o Livro completaria 7 anos de poesias, vamos por assim dizer, no ar,,,e isso só foi possível por todos os amigos que aqui fiz, que mantém alimentando em carinho a alma desse blog, infelizmente alguns se foram, mas deixaram também um pedacinho de si,,,um pouquinho de sua essência, posso assim por dizer que plantei um jardim de amor, que gerou flores, mas que perdeu algumas borboletas que ainda espero que voltem...

Quanto ao Austero, não acho, nunca fui rigoroso em nada,,,sempre fui maleável com tudo em minha vida, arrogante a autoritário menos ainda,,,sou alguém que adora ouvir,,,receber conselhos, calo silencio minha voz pra dar atenção a todos aqueles que de mim se aproximam,,,mas achei muito interessante sua colocação...

Já no quesito barba...é apenas por falta de vaidade mesmo...rs..rs..rs...desde que ela se fez presente, ela passou a fazer parte da minha personalidade,,,tímida, recatada sem querer anunciar força ou poder que nunca tive....

Com o passar do tempo, uma amiga muito querida, que hoje deixa apenas sua bela imagem na saudade, me comentou algo a respeito dessa alma feminina,,,o que me deixa bastante feliz, pois é uma alma encantadora essa feminina,,,se eu a tenho não sei, que eu tento dia apos dia entender tal alma,,,isso posso dizer que sim, mas claro, sem conseguir,,,pois o bom da vida é isso,,,um pouquinho de mistério guardado entre flores e folhagens do jardim....

Quanto aos aplausos, mais uma vez agradeço, mas na realidade O Livro dos Dias é que tem que se postar de pé e aplaudir em agradecimento a todos que por aqui passam ou passaram, pois sem essas pessoas EU NADA SERIA, e também incluo a sua pessoa, que mesmo sem assinar, me trouxe esse carinho....

Amém pra todos nós e que Deus nos abençoe sempre....obrigado..paz,,,flores e muita poesia a todos....

... "gigi"... disse...

Poetaaaaaa... Tens alguma dúvida ainda? Eu não!! ...

Baci...

LUZ disse...

Oi querido Everson,

NOTA 10 para a sua resposta/agradecimento ao comentário do anónimo(a), que é Brasileiro(a). Se nota, perfeitamente. Aliás, se fosse homem, e hetero, não faria apreciação da sua barba, só mulher pra falar disso. Você compreendeu, claro.
Acho você flexível (mas sabe aquilo que quer e pra onde vai), tolerante e "aberto" a todas as correntes de pensamento e comportamentais.
Você recebe todo o mundo do mesmo jeito, mas deve ter, repare, eu disse, deve ter mais empatia com uns(as) do que outros(as). É normal, natural e humano.
Eu faço um esforço pra aproximar o Português, de Portugal, do Português do Brasil, pra que nos possamos entender melhor. Exemplificando: vocês dizem: esse negócio, nós dizemos esse assunto, essa questão. Somos mais coloquiais, menos livres e dóceis, eu sei. Não temos tanta praia, calçadão, samba, Carnaval.

O Brasil foi, desde sempre, o país que recebeu os Portugueses, de braços abertos, pelas mais diversas causas, sobretudo políticas e económicas. Começou na Monarquia e continua na República.
Vocês, também cá estão, mas por motivos económicos. Não há shopping, que não tenha nas lojas, um brasileiro(a). Sabem receber, vão ter com o cliente, e lhe perguntam: em que posso ajudar? Claro que a maior parte dos portugueses, que estão empregados nas lojas, não faz isso. Você entra, você vê, você escolhe, você paga e por vezes, se ouve um obrigado muito "fraquinho".

Me esqueci da FESTA DE ANIVERSÁRIO DE SEU BLOG, e ao que parece, você também. Está patente, mais uma vez, a sua humildade. Dar nas vistas não é seu apanágio.

FELIZ ANIVERSÁRIO PARA O BLOG E QUE SEU "PROPTRIETÁRIO" NOS CONTINUE OFERECENDO PALAVRAS DE AMOR, QUE TODOS OS DIAS EMBELEZAM NOSSAS VIDAS.

Seja feliz e faça, todos os dias, os outros felizes, também. É sua missão, aquela que você escolheu.

Beijos de muito carinho da Luz.

PS: obrigada por me ter dito o nome da canção de Roberto Carlos. Já a escutei. Linda, divinamente sensual.

LUZ disse...

NÃO PUBLICA, POR FAVOR:

Vai falar a língua e a curiosidade feminina:
Um dia desses te deixo um comentário do género dos que o David C. lhe deixa. Puxa, leva tempo a ler. É "enorme".
A Gigi é italiana? Já vi o blog dela e encontrei mtas expressões em Italiano. Eu sei k aí, há uma grande colónia de italianos.
Vocês se misturam com todo o mundo, eu sei.
Já disse pra Bandys, ontem, que adoro as vossas conversas, que, por vezes não entendo, por não saber de quem estão falando. Mas, me dá gozo ler o que você lhe escreve e vice-versa. Deliro com aqueles eufemismos, que só vocês sabem do que estão falando.

No final de semana, visualizei o blog "A Casa da Anita" e lá fui encontrar o seu digno comentário.
Você sabe estar em todas, com elevação.
Do blog da Anita não vou nem falar, porque você já sabe qual a minha opinião, já me "conhece".

Beijos de muita estima e ternura da Luz.

Elisa T. Campos disse...

É triste a memória de um amor que se apagou.

 
Web Analytics