sábado, 3 de novembro de 2012

A Dor Não Me Incomoda Mais
Num mundo distante
Onde o amor procurava paz
Um coração não sabia
Que com o vento
A nuvem se desfaz
Acreditou no infinito
E em tudo que lhe prometiam
Depois foi entender no grito
Que nenhum dos abraços
Eternamente lhe acolhia
Entendeu como um aviso
Uma demonstração de loucura
Passou a não sentir dor
De tanto ser maltratado
Hoje não vê no mundo cor
E não quer viver mais apaixonado
Resolveu deixar o passado pra trás
Porque definitivamente
A dor não me incomoda mais.
 
By Everson Russo
evrediçõesmusicais©®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98
Visite também:
O Ultimo Barco do Planeta

24 comentários:

lua prateada disse...

Compreendo perfeitamente e sei do que falas Everson...é muito difícil e a dor parece nunca mais ter fim....será que um dia terá?...a mim deixou-me abstrata, alheia a tudo e continuo esperando que passe...e assim se faz que há tempos não visito ninguém e pouco tenho postado...força temos de arribar né?...
Bjito prateado

SOL

Crys SJ disse...

Lindo,triste mas lindo...
Deixo-te meus carinhos...bjs, doce poeta.

Felisberto Junior disse...

Olá!Bom dia!
Everson...
que bom q a dor não incomoda mais, pois viveu as suas emoções sem deixa-las transporem os seus limites...porém, a lua e o Sol lhe trarão a luz necessária para te livrar do escuro...
Obrigado!
Ótimo final de semana!
Abraços

Daniel Costa disse...

Everson

A paz é sempre essenssial ao amor, podemos dizer dizer que a a tudo na vida, por consequên, até à poesia,
Abraços de Sábado, meu amigo

✿ chica disse...

Bela inspiração!Que teu fds seja lindo! abração,chica

Mariangela disse...

Que bom não se incomodar mais com ela, agora pode abraçar essa nova chance que a vida lhe dá!!
Muitas flores e alegrias!
beijos
Mariangela

LUZ disse...

Oi querido Everson,

Estamos sempre a tempo de remodelar nossas atitudes e sentires.
Agora, o tempo é de paz e de procurar um novo amor, sem dor e sofrimento.
A angústia e o pesar terminaram e dias melhores estão pra chegar.

VIVA, "SEU" CORAÇÃO LIVRE E SEM SOFRIMENTO!

Bom final de semana.
Beijos e abraços da Luz, com estima e carinho.


LUZ disse...

NÃO PUBLICA, TÁ?

Everson, meu querido, uma pequena distração ortográfica em seu poema.
Na 17ª linha, verso, quando você escreveu "pra traz", não está correta a palavra traz, que existe, sim, mas do verbo trazer.
No seu poema ela é preposição, portanto o correto será, "pra trás".
O PC não assinalou erro, porque existem as duas palavras, embora com significados e categorias morfológicas diferentes.

Beijo.

Não fica "zangado", não, tá? Distrações dessas, todo o mundo tem.

Satine Rouge disse...

Lindo poema, mas adorei e levei comigo a imagem! Belíssima.

Beijocas.

vendedor de ilusão disse...

Olá nobre poeta, bom dia!
Vim encantar-me com suas postagens!
Bom fim de semana!

Pedro Luis López Pérez disse...

Precioso Poema lleno de Profundidad y distancia, donde el Amor sólo quiere vivir en Paz.
Un abrazo.

Dorli disse...

Olá amigo
Bobo aquele que sofre por amor, se alguém não o ama mais, sai a procura de amor, pois ficar mudo e sem anseios por causa de um amor mal resolvido falta de amor a si próprio.
Poesia linda e ao mesmo tempo triste.
Beijos Lua Singular

Anne Lieri disse...

Poeta,triste quando a desilusão nos torna insensiveis até a dor!Poesia comovente e linda!bjs,

Severa Cabral(escritora) disse...

Boa tarde meu príncipe das letras !!!!!!!
Até na dor de amor vc faz a poesia ganhar um somante valioso...
vjssssssssssssssssssssssss

edumanes disse...

O amor procura a paz
Num mundo distante
A nuvem que se desfaz
Num olhar brilhante!

O vento que afasta
Distante do chão
Com saudade abraça
Quem ama sua coração!

Bom fim de semana para você,
amiga Everson,
um abraço
Eduardo.

© Piedade Araújo Sol disse...

se a dor já não incomoda, então é melhor assim.

um bom fim de semana.

um beijo

Anônimo disse...

Estoy totalmente de acuerdo contigo, http://farmaciaporvera.com/#242 creo que te estas dando con una tabique, no insistas e invierte donde creas, este foro no es de consulta, se mueve por intereses de unos pocos que hablan del interés personal de lo que debe de hacer un valía y no un estudio de cada valía.
[url=http://farmaciaporvera.com/#388]cialis online[/url] Hola.

... "gigi"... disse...

Poeta...

Coraçao maltratado, alma despedaçada, sucumbem-se em desilusão...

Belo e forte este teu poema de amor e dor...

Bacio blu... Buon fine settimana...

MARILENE disse...

Com a dor se vai, também, o medo. E sempre chega uma nova luz e outras esperanças. Bjs.

Rute disse...

Um poema triste, meu amigo.
Beijos e ótimo sábado

Mary disse...

Oi Everson!
As Vezes a dor é tão frequente na vida, que não ha muitas escolhas, a não ser acostumar com a mesma.
Coisas do amor!

Linda poesia!

Bjos querido, ótimo domingo pra vc.

Mary disse...

Oi Everson!
As Vezes a dor é tão frequente na vida, que não ha muitas escolhas, a não ser acostumar com a mesma.
Coisas do amor!

Linda poesia!

Bjos querido, ótimo domingo pra vc.

Marcia Melo Morais disse...

Simplismente amei!!Bjo

Suely Rezende - Ministério HD disse...

Olá Querido,

Quantos poemas lindos, quanta inspiração.

beijos

 
Web Analytics