sábado, 24 de novembro de 2012

Jeans
Leve e surrado
Do amor resistente
Desbotado e rasgado
Na alma da gente
Azul cor de céu
Dos seus olhos ou mel
É forte insistente
Moldando seu corpo
Sentimento presente
Cansado e morto
Sentado no chão
Acumula poeira
Cicatrizes e coração
Pra vida inteira
Costurado num corte
Marcas da paixão
É pura invenção da sorte
Inverno e verão
Leve como pluma
Na maciez da pele
Arrepia do desejo
Aguça o prazer
É pesado na chuva
Encharcado de sonhos
Quando perde o sentido
O caminho e o carinho
Perdido num vendaval
Pendurado num varal
Sem sentido é o gosto
Do seu beijo e a cor
Do azul infinito
Cercado de amor
Vem logo poesia
Acalma-me a manhã
Seus loucos arrepios
Beijos e hortelã. 
 
By Everson Russo
evrediçõesmusicais©®
Direitos autorais reservados  lei 9.610 de 19/02/98

24 comentários:

Nany C. disse...

Beijos no teu coração, poeta!

Felisberto Junior disse...

Olá!Bom dia!
Everson
Quando o amor perde o sentido
Do pó reconstruirmos sonhos , já que os de antes tornaram-se obsoletos.
Coloriremos nossos jeans que de tão tristes desbotaram por inteiro!...
Lamentar não cabe mais ... na vida , nem tudo é perfeito
Talvez um dia o destino dê uma nova chance
Obrigado!
Ótimo final de semana!
Abraços

✿ chica disse...

MARAVILHA!!! Linda! abração,chica

Severa Cabral(escritora) disse...

BOM DIA MEU PRÍNCIPE DAS LETRAS !!!!
O conteúdo do teu poema transborda-se em desejos vindo da alma ...
bjsssssss

Rô... disse...

oi meu amigo,

o amor deve nos arrepiar, vestido em qualquer tecido...
adorei!!!

beijinhos

Luzia Medeiros disse...

Quantos desejos!

Eu acho o jens super sensual!

Beijos.

Luzia Medeiros disse...

Demorei para vim aqui porque estava sem internet.

Beijos.

LUZ disse...

Bom dia, querido Everson!

Hummmmm, que cheirinho! Adoro hortelã e sua poesia também, que nunca será vã.
O que pode fazer um par de jeans...!!! Um poema, um desejo que até pode virar dilema.
Costurou, muito sensorialmente, todos os seus anseios, ou melhor, tudo aquilo que se esconde sob o jeans (em Portugal, dizemos as jeans, se referindo a calças, tanto faz para homem, como para mulher).

Bom sábado, pra você, com alegria.

Por aqui, chuva e frio.
Vou fazer um embrulho, e ponho lá dentro, um pouco de frio e chuva. Será plastificado para não molhar você.

Beijos da Luz, com carinho.

Bandys disse...

Adorei o DYlokita, kkkkk. É assim que estou mesmo, bem louca, insana... Brincs... Adoro um jeans ainda mais quando vou pra aí, então coloco ate bota com medo de cobra,rsrsrs Teve uma época que tinha tudo em jeans, não que usasse tudo junto mais tinha.

Hoje o jeans não é só azul, mas desbota do mesmo jeito. E trás a sensação de estar assim meio lokita.

Não mandarei beijos e hortelã, vai que tu se apaixona por mim?? kkkk
Mando beijos, uma pizza e uma coca zero, pra vc não engordar.

De quebra um sonzinho de renato. Só porque tu é meu amigo.



Rute disse...

Meu querido, ótimo sabado a vc, Bjs

Mary disse...

Everson

Uma mistura de sensualidade, mas sem perder sua marca maior, que é a sua alma.

bjos


Rita disse...

Bom sábado pra vc, com muito carinho
deixo meus parabéns por mais esse post lindo...
A amizade faz a gente muito alegre por
ter amigos que gratifica nosso dia
E ter vc na minha lista de presente
eu fico eternamente feliz
Abraços com carinho
Bjuss
Rita!!!

edumanes disse...

Afasta esses teus cabelos
Mostra a tua beleza
Deixa ver teus lindos seios
São perfeitos com certeza!

Sempre bela poesia
Leio logo pela manhã
Para melhor passar o dia
Tem cheirinho a hortelã!

Bom fim de semana para você,
amigo Everson,
um abraço
Eduardo.

Tamires disse...

BELO.

Flor de Jasmim disse...

um par de jeans e a tua sensibilidade, impressionante uma verdadeira arte! Lindo.
Resto de bom fim de semana meu amigo

Beijinho e uma flor

Ailime disse...

Olá Everson, que poema lindo na sua sempre elegância na forma como trata poeticamente o amor. Bjs e bom final de semana. Ailime

adolfo payés disse...

Siempre te leo amigo poeta...

Aunque mi ausencia escrita sea notoria..

un abrazo
Saludos fraternos..

Vera Lúcia disse...


Olá poeta,

Adorei a criatividade.

Uma bela noite de sábado para você.

Beijo.

lis disse...

Ele chegou pra ficar _quanto mais surrado mais inspiração pra usá-lo,não é?
modela o corpo seja"inverno ou verão'
vejo que gostas da peça Everson ,o poema está redondinho ,
e sempre acalma ...
abraços
bom domingo

Maria Rodrigues disse...

Um poema que é uma melodia para alma, absolutamente lindo.
Beijinhos
Maria

Pedro Luis López Pérez disse...

Una Preciosa Poesía, personificada en estos Jeans azules, como el color del Puro Amor.
Un abrazo.

Smareis disse...

Nada melhor que um Jeans desbotado e
encharcado de lembranças.Eu adoro!
Acolchoou esse poema maravilhosamente.
Beijos poeta amigo!

Ótima noite!

MARILENE disse...

Pode se desbotar, sem perder a beleza. E cantado nos seus versos, foi moldado pela sensibilidade.
Bjs.

Severa Cabral(escritora) disse...

Bom dia meu príncipe das letras !!!!
O amor as vezes é assim,precisa ser desbotado para ganhar novamente a cor necessária ...
bjs

 
Web Analytics