domingo, 11 de novembro de 2012

A Minha Voz
A minha voz grita seu nome
Chama insistentemente pelo seu amor
A minha voz canta a sua canção
A minha voz implora por seu cobertor
A minha voz recita seu poema
Grita num impulso de solidão
A minha voz é a voz do dilema
De quem um dia morou no seu coração
A minha voz entoa o hino da paz
Das madrugadas que moravas aqui
A minha voz não se calará jamais
Mesmo se você não estiver mais comigo
A minha voz lê sua carta de despedida
Engasgada ela se cala sofrida
A minha voz agora vive no silencio
Desde o dia em que percebeu sua partida. 
 
By Everson Russo
evrediçõesmusicais©®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98

29 comentários:

Felisberto Junior disse...

Olá!Bom dia!
Everson
...eu penso que mesmo que o grito do amor tem que se calar
logo a alma se levanta
e eis que do silêncio
a mais bela melodia
Um canto de amor
Com todo o seu ardor...
Obrigado
Ótimo domingo!
Abraços

✿ chica disse...

A voz mesmo triste fala bem!! abração,lindo domingo! chica

D. Garcia disse...

Há de existir sempre essa voz
a clamar pelo calor de outrora
Que não deixará morrer jamais
o amor que pela amada fora...

Bela inspiração, amigo. Versos perfeitos!
E com um poema assim, o domingo só poderá ser ótimo!
Tenha um dia excelente!
Abraços.

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Essa voz de dentro é a pior, o grito sem resposta talvez, que ecoa, ecoa para dentro. Um abraço e bom final de semana.

Luzia Medeiros disse...

Que lindo!

Quando gritamos bem alto o nome de quem amamos, esse alguém ouvirá onde estiver, mesmo que seja no silêncio da alma.

Beijos.

Ailime disse...

Bom dia Everson,
Maravilhoso poema em que o seu coração chora a partida de um grande amor. Será?
Mas é muito, muito belo. Beijinhos e tenha um domingo de paz. Ailime

Pedro Luis López Pérez disse...

Esa Voz que enmudece por la partida de quien hace vibrar esas cuerdas vocales y que son motivos de inspiración a gritos.
Preciosa Poesía.
Abrazos.

Rute disse...

As vezes a voz embarga ao chamar a pessoa amada , e o que ouço é o eco da minha voz no silêncio.
Bjs, bom domingo e ótima semana a vc.

Assis Freitas disse...

a voz silencia, o canto não



abraço

You and Me disse...

Gestos de carinho, atenção e delicadeza é oque me transmite a tua forma de escrever e expressar teus sentimentos, os quais o sinto tão meus, e isso faz perceber quanto algumas pessoas são especiais na forma de ser , ver e viver a vida. Por isso se aqui há alguém para agradecer este alguém sou eu. Agradecer por ser uma pessoa iluminada e possuir um coração tão caloroso. Obrigado amigo por partilhar sentimentos tão nobres que como eu já disse, os faço tão meus.
Beijos amigo poeta dia lindo pra ti!♥

Rô... disse...

oi meu amigo,

e essa voz é a voz mais verdadeira,
é aquela que fala a língua do coração...

beijinhos

Daniel Costa disse...

Everson

A voz sempre se engasgará no silêncio, quando os sentidos da audição já não sentirem ecos.

Abraços de amizade fraterna

LUZ disse...

Olá querido Everson,

Sua voz, seu poema, é a voz do amor.
Ele é assim: persistente, teimoso e nos põe à mercê de seus caprichos.
Por vezes, somos marionetas, nas mãos dele.

Bom Domingo.
Beijos da Luz, com ternura e muito apreço.

Dorli disse...

Oi!Everson
Que poesia sentida de um amor terminado.Um amor acaba, outro recomeça.
Beijos
Lua Singular

edumanes disse...

A sua voz
Tem o perfume da flor
Da nascente até foz
Correm no rio
Lágrimas de amor
Faça calor ou faça frio!

Resto de bom domingo, e começo de boa semana para você, amigo Everson,
um abraço
Eduardo.

Vivian Fernandes de Goes disse...

Olá,Everson!

Ah,meu amigo! Tão lindo poema,mas tão triste!! Faz parte da vida,né?!
Beijos!
*Demorei mas vim!rs

Rita Freitas disse...

A sua voz tem melodia de poesia. Que ela não se cale.

Bjinhos

Vera Lúcia disse...


Olá poeta,

Lindo o poema!

Sempre emudecemos diante da partida um amor, embora a alma faça ecoar o grito da ausência e da saudade.

Ótima noite.

Beijo.

LUZ disse...

Olá querido Everson,

Quero lhe agradecer os comentários diários, nos meus dois blogues, os beijos e beijos e as bonitas flores, que sempre me envia.

Boa semana.
Beijos da Luz, com ternura.

Suely Rezende - Ministério HD disse...

Olá Querido Poeta,

Lindo poema e linda imagem.

beijos

Mary disse...

Olá querido Everson!

Obrigada tha?

Olha!
Que sua voz nunca se cale, que seu amor nunca acabe, que despedidas tristes nunca aconteçam, que seu coração nunca se feche para novos amores.

bjos sempre!

Poesias e flores rs

Pode deixar essa frase e sua, só uso ela aqui tha?

Eloah disse...

Poeta que bela imagem! Ilustrou de maneira especial e harmoniosa esta linda poesia de amor, de perda e de saudade.
Preciosa semana! Bjs Eloah

Bandys disse...

Hellowwwwwwwwwwwwwwwwwww Tio Wy,
Ó minha voz aqui. Cheguei.. Não precisa mais chorar. Nem ficar triste.

Posso cantar tambem, hummmm, Estou perdido sem pai nem ame bem na porta da tua casa♫♫♫.
Brincadeiras a parte, belo poema. Deu vontade de cantar mesmo nesse microfone e chamar o amor pra perto

Beijos e uma semana com feriado no meio, uhuuuuuuuuuuuuuuu

Cristina disse...

Tu voz es un canto al amor mi querido Everson, preciosa imagen la que acompaña tus letras.
Te dejo un fuerte abrazo, buen comienzo de semana!

Sissym disse...

Querido Everson, somente hoje que vi uma série de mensagens suas em diversas postagens minhas e eu nada respondi. Estou com problema no aviso de comentários e com isso não estava vendo nada e nada publicando.

MUITO OBRIGADA. Vc é um amor!


Beijos e otima semana!

MARILENE disse...

Só o silêncio resta, quando tudo já foi dito, na alegria e na dor. Bjs.

Smareis disse...

Essa imagem é perfeita, tudo haver com o poema.
A voz do poeta nunca irá se calar.

Grande beijo poeta!

Ando um pouco ausente, mas aqui estou de volta.

Cidinha disse...

Oi, amigo. bons sonhos e boa semana. Belo e triste! A voz da alma grita o nome sempre de quem amamos. Poema e imagens perfeitos! Beijão no seu coração.

Severa Cabral(escritora) disse...

Bom dia meu príncipe das letras !!!!!
No grito da voz deixa o eco do amor gritado pelo amor...
bjssssssss

 
Web Analytics