segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Nostalgia, Amor e Noite Fria
Olhava aquela lua que escondia em nuvens
Anunciando que viria a chuva
Os olhos nem se importaram
Neles já chovia faz tempo
Estrelas iam recolhendo seus brilhos
Se esquivando dos ventos que vinham insanos
Raios já anunciavam que algo iria desabar
Um coração ou um olhar
Ou minha alma que pairava sozinha sobre o mar
O frio se fez intenso
No amor perdido e num poema
E em você eu sempre penso
Peguei o violão que desafinado afinei
Não tinha letra apenas a canção
E nessa melodia eu viajei
Seus lábios eu beijei
Corri por um jardim em flor
E por essa chuva que caia eu também sonhei
Fui tocando a suave melodia
E a cada nota, passo e compasso
No arco-íris eu inseria mais uma cor
E no meio daquela tristeza
Que loucamente se misturava com saudade
Com toques de requinte de alegria
Sonhando com a nudez do seu corpo
Eu compus
Nostalgia, amor e noite fria
Que ela ecoe no vento
E num dado momento
Como um bumerangue ela vá e volte em fim
Trazendo no meio dessa tempestade de acordes
Você de volta pra mim.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98
Visite também:
O Ultimo Barco do Planeta
A Tempestade

26 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Triste, Poeta, sentido... Hoje, tristeza rima com beleza, beleza que se expressa profundamente.
Guarde o meu beijo no coração,
Renata

Vivian disse...

...bom dia, poeta!

embora as dores de amor
sejam difíceis e doloridas.
um bem elas trazem...

trazem nos corações poéticos inspirações encantadoras
como acabo de ler aqui,
por coincidência numa noite
fria, chuvosa e repleta de
nostalgias...

beijos n'alma, doce menino!

HSLO disse...

Amigo...já pensou em públicar um livros com seus poemas?

Te desejo um ótima semana.


abraços


seu amigo Hugo

Nanda Assis disse...

que lindo, nos olhos ja chovia faz tempo, amei.

bjosss...

cristal de uma mulher disse...

Encantada con tanta sensibilidade com o encantamento de cada palavra que soa como dor más em tudo o amor sempre vence.Amar sempre ainda que tenha que passar dores...beijos lindos de luz

Wanderley Elian Lima disse...

Oi poeta do amor, ainda bem que ela vai e volta, seja feliz.
Abração

Blue disse...

Uma bela definição!
Bumerangue...
Que assim seja para todo o sempre.
Sem este amor não vivemos!

Abraços. Bom feriado.
MARCHAR!
SENTIDO!
DESCANSAR ARMAS!

Layara disse...

Sempre há chuva
Sempre a chuva,que molha,escorre,leva,lava,traz brisas frias leva sentimentos além. Chuvas e Tempestades, raios e ventos,madrugadas com gotas de chuva deslizam suaves no vidro,transparentes tal qual gota de cristal...escorrendo, lembram que o tempo passa a tempestade se vai e deixa um sentimento molhado, com gosto de chuva...

Hoje choveu pedras aqui no meu jardim, peguei algumas pedrinhas de gelo e acabei chupando gelo de chuva, rssss....

Um ótimo dia Menino Lindo!

Beijos do Horizonte para teu Horizonte as vezes e chuva.

Layara disse...

as vezes de chuva (ai que não acordei ainda)

Daniel Costa disse...

Everson

Belo canto de amor, talvez apelativo.
Eis que surge o violão, serenata à chuva então.

Abraço
Daniel

Francisco Vieira disse...

Impressionante essa sua infindavel fonte de inspiração, Everson :-)
Abraços

Cris disse...

Acredito Everson, que a força que nos mantém retos e olhando pra frente é sem dúvida alguma, essa que fica de um amor bem vivido, independente do final da história, muito embora tenhamos sim que vêz por outra, voltar os olhos pra direção por foi aquele amor, pra trazermos de volta o que ele levou da gente. Um beijo.

Miriam * disse...

Inspiraçºao, bonito, que nos faz pensar!

s gostar de meu blog nao existe em se tornar meu seguidor

eu voltarei nao tenho duvida disso;)

obrigado
beijinho sincero

Miriam*

Sofia Carvalho disse...

Poetico, lindo e como sempre as palavras e as imagens em perfeita sintonia...

Majoli disse...

Já não encontro palavras pra dizer do que acho e do que sinto em ler teus poemas...o que fazer???...rs

LINDO, LINDO E LINDO POEMA!!!

Tá bom assim?...rs

Tenha um bom feriado meu amigo.
Beijos nesse lindo coração.

FOTOS-SUSY disse...

OLA EVERSON, EXCELENTE POEMA, CHEIO DE NOSTALGIA E AMOR...
UMA FELIZ TARDE...
BEIJO DE AMIZADE!!!

SUSY

Mariana disse...

Vim aqui atrave´s do teu convite, e "descobri" que já estive aqui, gostei tanto dos teus poemas que já era tua seguidora.
É um prazer ler o teu blog.
Tenhas uma linda semana.
bjs

Luciano Braz disse...

Poeta, é por estas e outras que sou teu fã!

Suas poesias soam como cantos que embalam nossas emoções ...

parabéns garoto!

Abraço e obrigado pelo carinho dispensado ao meu humilde espaço!

Luciano Braz

Bandys disse...

Everson,
Se seja o bumerangue ou tua canção..
Que seja teu amor ou tua decisão..

Mas que ela volte pra voce.

Hoje estou meio jogada pelo chão na tua poesia..

Beijos e que sua semana seja de esperança e de muita paz .

sonho disse...

Boa noite querido Everson adorei esta frase:
nos olhos ja chovia faz tempo...bateu bem forte no meu coração:)
Linda semana para ti
Beijo de um anjo

Graça disse...

Também dos sentimentos tristes nascem as palavras belas.

Um boa noite para ti, querido Everson

Miriam * disse...

Me tornei seu seguidor ;)


s gostou do meu blog onde escreve minhas hsitorias, desabafos e pensamentos ! nao exite em se tornar meu seguidor ;)
voltarei procurando noticias

Obrigado
Miriam*

Bandys disse...

Eita Everson,
Acho que citei meio que errado a letra de Chico..rsrsrs
Amigo, não me deixo abater não!!
Às vezes a vida nos faz errar pra acertar e aí eu fico assim meio que largada sabe^??
Meio Cazuza roubando flores, ou Renato..(tire suas mãos de mim eu não perteço a voce)Ah sei la..
Não se preocupe tô linda loura e querendo a madrugada pra dançar na lua.

Beijos e obrigado pela força!! ♥

Ana Martins disse...

Melancólico mas muito lindo!

Beijinhos,
Ana Martins

BANDEIRA disse...

Amigo,
Poesia um tanto qto triste...

Bjs

Pena disse...

Notável Amigo Poeta:
"...Sempre vou te amar
Como a lua que calada e tímida
Vem pratear sua madrugada
Se fazendo inteira
E no seu silencio te falando
Daquela paixão verdadeira
Sempre vou te amar
Como o vento ama as flores..."

Uma musicalidade poética perfeita.
Bem-Haja, amigo genial.
Tem uma sensibilidade admirável.
Abraço amigo de respeito e estima.
OBRIGADO pela sua simpatia.
O AMIGO SINCERO

pena


Excelente!

 
Web Analytics