domingo, 4 de outubro de 2009

Adrianne
Por mais atenção que o caminho possa me exigir
E a paciência queira me cegar,
O corpo não quer mais seguir
Mas o coração insiste em lutar,
Deixando pela madrugada a solidão
Que acompanha manuscritos tristes,
Que me fazem lembrar,
Vidas trocadas por diamantes,
Em tempos que nunca vão voltar.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98
Ampulheta
Estou aqui parado
Não consigo nem pensar
Inerte como um relógio de areia
Vendo o tempo passar
Perdi meus movimentos
Ao ver seus sentimentos
Indo embora sem me avisar
Fiquei tão só
Meu sol não tem mais brilho
Meu mar não tem mais cor
Na imensidão do meu firmamento
Sua estrela se apagou
Vou segundo meu caminho
Tentando te esquecer
Te arrancar do meu peito
Me acostumar sem você.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98
E continua a fase Mémorias do Livro, só antigas. Otimo domingo a todos.
Visite também:
O Ultimo Barco do Planeta
A Tempestade

25 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Retorno à dualidade. Faz parte, todos somos assim. Desculpe-me a demora, mas estava publicando em meu Blog. Fico feliz quando usa as minhas imagens.
Meus beijos de boa madrugada e bons sonhos,
Renata

Mah disse...

Muito bom os textos.

adoro aqui.

Beijos e otimo domingo!

Luciano Braz disse...

Ohhh Meu amigo poeta, que prazer em poder voltar aqui te visitar, fico feliz quanto tenho tempo de ler meus amigos e principalmente por que sei que vou ver algo emocionante
"O corpo não quer mais seguir
Mas o coração insiste em lutar"

esta frase tem muito haver comigo meu amigo.

Estão otimas suas ultimas postagens ...

tenha uma bela semana e precisando da um grito Ok

Abraço desse teu amigo,
Luciano

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Bom Dia, Poeta da Minha Alma e do Meu Coração!
Tenho quase certeza de que dormiu bem!
Quanto a mim, dormi maravilhosamente bem. Fui deitar-me às 4: 30 e agora são 6: 29.
Meu querido, deixo-lhe meu beijo, sono, desejo, cabelo ensolorado, sonho risonho, céu estrelado e, enfim, o meu sorriso perolado, para que o seu domingo seja muito inspirado.
Rênata

EternaApaixonada disse...

..."Deixando pela madrugada a solidão
Que acompanha manuscritos tristes,"...

Que palavras lindas! Sensibilidade à flor da pele...
Adorei passar cedinho em seus blogs! Saio iluminada!
Um lindo domingo e um semana plena de amor e inspiração!
Beijos
Helô Spitali

Elaine Barnes disse...

Pois é amigo,dói, dói e dói. Quem não sente mais hoje, sentiu ontem ou sentirá amanhã. Ninguém passa por essa vida sem chegar nas profundezas Dela.Conversar com Ela e morrer simbolicamente para Ela. Assim como escrevi lá no texto "Conversando com a dor".Parabéns por estar enfrentando esse fantasma que assombra todos nós.Você fala com a alma machucada lindamente. Sentir a dor de uma asa quebrada, faz com que o tempo a cure e você poderá subir voando livre Dela fortalecido, valorizando-se e amando a si mesmo muito mais por sair do abismo inteiro. É um mergulho solitário,mas, aqui estaremos todos pra recebê-lo com o mesmo amor que dá a todos nós. Bjs amigo e um domingo cheio de amigos pra você!

Blue disse...

Percebi pelas palavras que era um poema antigo. De tristeza e solidão, lembrando da Musa.

E assim vagando,
de firmamento em firmamento,
vamos seguindo a vida,
bonito sempre aqui,
lindos poemas de amor!

Abraços e bom domingo. Azulão contra azulão? Deve dar empate........

BANDEIRA disse...

E quem por alguns instantes não pára no tempo, inerte fica sem saber para onde vai e nem o que pensar ???

"Vou seguindo meu caminho
Tentando te esquecer
Te arrancar do meu peito
Me acostumar sem você" .

Amei !

Bjs

Wanderley Elian Lima disse...

Olá amigo , é sempre muito bom ler os seus poemas.
Um lindo domingo para ti.
Abração

FOTOS-SUSY disse...

OLA EVERSON, MARAVILHOSOS POEMAS...
VOTOS DE UM OPTIMO DOMINGO!!!
BEIJOS DE AMIZADE,


SUSY

Daniel Costa disse...

Everson

Poeta parado, governado pelo cair da areia da ampulheta, poderá parecer barco sem navegar. Porém fazendo um compasso de espera o mundo risonho, onde moram as Arianes, nunca esquece quem o seu mundo poeticamente enaltece.
Abraço,
Daniel

HSLO disse...

Amigo quero muito postar outro poema seu lá em meu blog...Existe algum que retrate um amor diferente? Um amor proibido?


aguardo resposta.



Abraços na alma.


Hugo

HSLO disse...

Amigo....pode ser pra sexta feira...ok; Sim, sobre amor proibido, desejos condenados pecados pela sociedade...quero algo assim.

abraços


Hugo

Tatiane Trajano disse...

É tão difícil me acostumar sem você. O relógio de mim parou, tudo parou desde que tua luz me deixou...

Everson, é sempre muito bom poder ler você.

ótimo finalzinho de domingo pra vc.

Beijos

Abraão Vitoriano disse...

"Meu sol não tem mais brilho
Meu mar não tem mais cor
Na imensidão do meu firmamento
Sua estrela se apagou"

sublime! essa é a palavra... como seu lirismo é contagiante, fora o ritmo e a rima que é tão nobre...

um forte abraço,
e no amor que nunca venha desprezo, só se você garantir escrever...!

lia disse...

Nem que o tempo fosse inventado para se sobrepor à recordação, jamais se arranca do peito uma paixão.

O mar me encanta completamente... disse...

Por mais labiríntica que seja a vida, nos seus encontros e desencontros, há sempre uma
"seta" que nos indica o caminho
da tranqüilidade...
Te ler é sempre um prazer crescente.

Bjos

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Boa Tarde, beijos, à Noite, eu volto!
Mandando sorrisos para vc, veja a caixa postal, mais fotos minhas minhas, POETA,

Bandys disse...

Lindoa poemas!

Você foi o unico que não me visitou buaaaaaaaaaaaaa!!

Mas tudo bem, meu bem! Tudo azul.

Perdeu uma fotinho minha, (mas os curiosos de plantão ja viram) hahahahaha

Beijos
Na minha infância sonhei em ganhar medalhas como atleta (natação).
Sonhei com o mundo encantado de Disney..
Quem sabe hoje as crianças do mundo realizem estes sonhos na minha cidade...(NOSSO BRASIL)!!
Na cidade maravilhosa do Rio de Janeiro. Estarei na torcida.
"o amor é uma filosofia de vida".
☺ ♥ ☺

Ana Martins disse...

Dois poemas que descrevem estados de alma em que a saudade e o sentimento de perda estão presentes... lindos!

Beijinhos,
Ana Martins

Ariana disse...

Muito bom, e que o tempo passe rápido para que as emoções possas florir leves, soltas e sem tempo...

Também eu estou a precisar deste relógio, mas acho que logo, logo, terei domínio do meu próprio tempo, ou seja, farei o meu tempo...

Adorei os versos e a profundidade deles.

Beijos!

Maria Bonfá disse...

oi conheci seu blog pelo blog da Elaine..amei seus poemas..parabens.. beijo

NADJA disse...

Kiidinho..eta que lindo poema..minha drika se chama Adriene ..bem recebi e divido com vc!!!
Que você sempre tenha no olhar... o encantamento da vida! Sempre tenha no coração... a plenitude do amor! E que acredite sempre, na grandeza de Deus, no destino do mundo, na beleza da vida, nos sonhos e na esperança!" Deus Abençoe a sua Vida Hoje e Sempre! Bjinhos lindo fim de dominguinho!!!!

Layara disse...

Lindo menino do Lindo Horizonte
Recordar aconchega a alma em abraços,beijos,rosas,vento,madrugadas,saudades.
Recordar é Amar.
Recordar as vezes é chorar
Recordar é as vezes um jeito de viver.

Beijos do meu Horizonte.

[aqui noite linda de Lua prateada enfeitando a escuridão, ao longe o Horizonte anuncia chuva, muita chuva,e eu vou andar na chuva...rsssss...lógico]

Bom dia e Boa semana e muita inspiração!

Desnuda disse...

Meu amigo querido, são belos estes poemas. Todo sentimento é lindo quando poetizado pela sensibilidade humana e o domínio da arte poética.


Carinhoso beijo.

 
Web Analytics