sábado, 24 de março de 2012

Dádiva Imensa
Deixo uma rosa azul sobre o seu teclado,
Cuidado quando pega-la,
Ela ainda tem uma gota de orvalho da madrugada,
E trate-a com carinho,
Pois ela deixará em suas mãos o perfume do meu afeto
A vida que temos é dádiva imensa,
Somos um grão de areia na praia,
Uma estrela no céu,
Uma gota no oceano,
Fazemos parte de tudo,
De toda a existência
E por isso
Nosso combustível é amor
Uma fração de amor do universo
E assim eu faço o nosso verso.

Não sei de onde vem
Nem pra onde vai
Mas hoje aperta o meu peito uma dor
Insistentemente me chamando pra chorar
Não quero mais ficar por aqui
Perdi toda a vontade de sonhar
Pode parecer contradição
Eu escrever tanto sobre o amor
E não saber o que é amar.

Hoje me sinto assim
Jogado perdido e descartado
Como poeira que paira pelo ar
Pássaro ferido que desaprendeu a voar.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais©®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98

27 comentários:

Sonhadora disse...

Meu querido poeta

Como sempre imenso o teu sentir.

Deixo um beijinho e desejo um feliz fim de semana.

Sonhadora

Machado de Carlos disse...

Ao ler tuas palavras, realmente podemos contemplar com mais afinco as estrela lá no Céu. Pois é, sentimos o real perfume das gotas de orvalho!

Tudo de bom para você!

Abraços!

Amapola disse...

Bom dia, querido amigo Poeta.

O amor provoca sentimentos contraditórios, aguçando os sonhos, ou acabando com eles.

Que para você, ele continue trazendo poesias, e alegria de viver.

Tenha um abençoado fim de semana.

Beijos.

LUZ disse...

Bom dia querido Everson,

Penso e quero que tudo isso se esteja passando com o seu "eu lírico".
Há momentos assim, mas depois virá a luz do sol, que encherá nosso coração e o perfume das rosas, para nos inebriar.

Bom fim de semsna.
Beijos de luz.

LUZ disse...

Oi Everson,

Mais uma semana, que terminará amanhã, e nós, você e eu, continuamos juntos na poesia.
No dia 21 desse mês se comemorou o Dia Mundial da Poesia. Eu sei, que no Brasil foi Dia Nacional da Poesia, mas no dia 12.
Os meus parabéns pelos belos e inspirados poemas, que faz para nós.

AGRADEÇO SEUS COMENTÁRIOS SEMANAIS EM MEU BLOG.

Bom fim de semana.
Beijos de luz.

Rô... disse...

oi meu amigo querido,

acho que de tanto escrever sobre o amor,
um dia a gente aprende sim,
a amar...

meio tristinho seu poema de hoje...

beijinhos

AC disse...

A ave nunca desaprende, às vezes apenas é necessário orientar o voo.

Abraço

Mariangela disse...

Querido amigo, que lindo seu poema e que linda rosa!
Parece até que sinto seu perfume,ela simboliza a esperança, esta que você precisa acreditar, pois amanhã um lindo e merecedor amor te virá!
Um beijão e um ótimo sábado!
Mariangela

Rute disse...

Querido as vezes nos sentimos como uma carta de baralho, fora do monte de cartas.

Mas sempre somos alguém para uma pessoa. Seja para a pessoa amada, para desconhecidos,para familia, etc...

Beijos, ótimo sábado a vc.

✿ chica disse...

Há dias assim...Linda poesia!abração,chica

Desnuda disse...

Bom dia querido Poeta,


Escrever tão bem´sobre o amor é um dom. Bonito, como sempre.


Beijos com carinho e lindo fim de semana, Everson!

Maze Oliver disse...

Everson, belas palavras e muito sentimento! É sempre uma emoção vir aqui.Bjs.

Solange Maia disse...

que sentir bonito... e talvez o amor seja isso, essa absoluta indefinição !

beijo enorme

Andy Santana disse...

Um ótimo sábado a vc amigo.

edumanes disse...

Dádiva imensa,
Quem vive sem pensar
Faz asneira se não pensa
Ou sofre por não saber amar!

Bom fim de semana pra você.
E um abraço.

Bandys disse...

Everson,
Eu aceito a rosa mais só se ela for roubada. Temos tantas fazes, ja passamos por tantas delas que se vc pensar direito o sonho vem todo dia nos querendo ou não..
Por estar ferido não quer dizer que desaprendeu a voar,,, é somente uma pausa.

E por isso de poeta pra poeta eu te deixo hoje:
Somos donos de nossos atos,
mas não donos de nossos sentimentos;
Somos culpados pelo que fazemos,
mas não somos culpados pelo que sentimos;
Podemos prometer atos,
mas não podemos prometer sentimentos...
Atos sao pássaros engailoados,
sentimentos são passaros em vôo.

Mário Quintana

Voa Poeta...Voa..

Beijos e uma linda tarde pra ti

Anne Lieri disse...

Everson,poesia maravilhosa,linda a dádiva dessa rosa azul e,apesar de dizer não mais saber amar, seus versos são puro amor!Bjs,

Flor de Lótus disse...

Oi,meu caro poeta é complicado isso mesmo falar tanto de amor e não ter com quem viver esse sentimento que a gente tanto fala e sonha em viver.
Bom fim de semana!
Beijosss

MARLENE disse...

versos lindo meu querido poeta espero que estejas bem e que esta solidão seja apenas palavras de inspiração
poética longe de ser sua reaLIDADE
pois voce mais do que ninguem merece ter e viver um grande amor destes de
lindas histórias que florecem como rosas azuis orvalhadas um abraço grande com carinho marlene

Daniel Costa disse...

Everson

Uma rosa azul orvalhada em cima do teclado, ponto de partida para um poema inspirado.
Abraço fraterno

Assis Freitas disse...

desaprender também faz parte da alfabetização de voar,


abraço

Rosemildo Sales Furtado disse...

Oi Everson! Passando mais uma vez para apreciar um belo poema, com ênfase para o trecho abaixo:

Não quero mais ficar por aqui
Perdi toda a vontade de sonhar
Pode parecer contradição
Eu escrever tanto sobre o amor
E não saber o que é amar.

Abraços e um ótimo final de semana pra ti.

Furtado.

claudete disse...

Bateu forte com a minha tristeza de hoje... A Rosa Azul foi confortante, obrigada!Bom domingo pra você.

ॐ Shirley ॐ disse...

Muito bonito, Éverson. Bom domingo! Beijo no coração!

Lau Milesi disse...

Desaprender sempre, poeta. Nos leva a reaprender com mais sabedoria.
Um abração pra você.

Severa Cabral(escritora) disse...

Boa noite meu príncipe das letras!!!
Eu sempre estou escrevendo sobre o amor...mas o amor sempre se faz morada no outro lado...um dia ela voltará,kkkkkkkkk
bjssssssssssssssssss

Elisa T. Campos disse...

Everson
Como amei este poema e com essa rosa azul tão linda.
Versos tristes, porém, mas encantador.

bjs

 
Web Analytics