quarta-feira, 28 de março de 2012

Folha Que Acredita no Vento
Sou folha triste
De outono cinzento
Não sei se o amor ainda existe
Mas ainda acredito no vento
Não tenho mais os carinhos teus
Também não olho pra trás
E acredito apenas na sorte e na força do adeus.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais©®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98

44 comentários:

Amapola disse...

Boa noite, querido amigo Poeta.

Acreditando na força de Deus, tudo é possível.

Paz e amor!

Beijos.

Artes e escritas disse...

Ainda acredita no vento que trará a alegria, legal. Um abraço, Yayá.

Luís Coelho disse...

Mesmo sendo folha simples e solta deste jogo de vida e de amor nada será indiferente ao vento e ao sentimento.
É preciso acreditar que o amor existe e que devemos lutar sempre por ele.
Esta vida sem amor seria de todo impensável...

LUZ disse...

Oi querido Everson,

Acreditar, no amor e na vida é o mais importante.

Beijos de luz.

Rô... disse...

oi meu amigo,

a vida é exatamente
o que a gente acredita...

beijinhos

✿ chica disse...

LINDA mais essa.

Acabei de te ver na Anne! abração,chica

Andy Santana disse...

Que o frio do outono venha deixar a vida mais gostosa...

bom dia amigo

Assis Freitas disse...

a crença no vento que impele,


abraço

Daniel Costa disse...

Everson

A época do Outono, provoca o cair da folha, abre-se numa esperança de renovação.
Abraços fraternos

David C. disse...

Meláncolico poema.

Um ponto de Vista disse...

Bom dia Emerson, muito grata pela força!
- Adorei seu conselho para meu blog.. rs
Coloquei lugar para seguidores lá,seria legal se participasse!

Beijos!

Priscila Rodrigues disse...

Bom dia, Everson, me identifiquei ai, rs.

Bjão.

Desnuda disse...

Bom dia querido Poeta,

Acreditando em Deus e no amor sempre.


Beijos com carinho Everson! Lindo dia amigo.

Marcia disse...

Amei tudo que li,,,,,amei!Bjos

Ivana disse...

O Outono também por aqui? As folhas caem para que as novas possam nascer, florescer, bjs

Carla Fernanda disse...

Desilusão do coração...

Beijos!

Néia disse...

Oi querido amigo...
Que saudades, quantas saudades de vc!! Desde o ano passado até agora tenho passado por várias provações na minha vida.Fiquei internada um longo período, vários deles na UTI, quase morri e como alguns contam, cheguei ver aquela luz.Cheguei em casa neste sábado e somente hoje e após três meses estou ligando o computador.Como sempre passar aqui é um alívio para a alma e vc sempre é preciso no sentimento.Espero ficar melhor e me alimentar de sua poesia para melhorar a vida. Beijos e saiba que só fico distante quando realmente estou impossibilitada. beijos e um ótimo dia da sua fã.

Néia disse...

Oi querido amigo...
Que saudades, quantas saudades de vc!! Desde o ano passado até agora tenho passado por várias provações na minha vida.Fiquei internada um longo período, vários deles na UTI, quase morri e como alguns contam, cheguei ver aquela luz.Cheguei em casa neste sábado e somente hoje e após três meses estou ligando o computador.Como sempre passar aqui é um alívio para a alma e vc sempre é preciso no sentimento.Espero ficar melhor e me alimentar de sua poesia para melhorar a vida. Beijos e saiba que só fico distante quando realmente estou impossibilitada. beijos e um ótimo dia da sua fã.

Bandys disse...

Muito triste.
A folha de outono pode ser colorida e trazer carinhos..
trazer o enfeite do coração...

Vou orcer pela sorte.

beijos

SOL da Esteva disse...

Everson

Acreditar é receber o sopro do Vento que nos impele para a Vida.
Belo.

Abraços

SOL
http://acordarsonhando.blogspot.pt/

... "re" ... disse...

Folha que voa sem alma, despetalado padecer...

É outono aqui neste poema...

Belo!!!

Baci blu... Noble Poet..

Guma Kimbanda disse...

O que vem de trás em nós reside, olhar em frente é seguir o coração.
O amor em nada subtrai, é soma / adição e embora parecendo que se desprende como folha levada numa brisa errante de Outono, renasce numa qualquer primavera intemporal.

Kandandos... Inté Everson

Machado de Carlos disse...

Uma máquina,
uma escrivaninha,
uma máquina,
um “notbook”.
Eis mais um enredo de vida,
abrindo espaço para
cada coração
que bate com
as portas abertas.

Abrem-se cortinas!
Uma escritora;
uma joia que abre
suas páginas
de ouro!

Um poema
Uma Luz!

Nely M. A. disse...

Eu acredito no amor.

Abraços

Mariangela disse...

O importante de tudo é acreditar,
com certeza seu sonho se realizará
Beijo querido amigo,uma ótima tarde!
Mariangela

Socorro Melo disse...

Olá, Everson!

Não perder a esperança, apesar da dúvida, apesar dos dias cizentos... E mais importa, acreditar no vento...

Grande abraço
Socorro Melo

MARLENE disse...

DEIXE QUE AS FOLHAS VOEM COM O VENTO
QUE FAÇAM BAILADOS NO TEMPO MAS ACREDITE SEMPRE NO AMOR EM TODOS OS MOMENTOS,É ELE QUE ILUMINA A VIDA DA BRILHO AO SOL AOS OLHOS ALEGRIA A ALMA,SEJA MUITO FELIZ AMIGO POETA
BJS COM CARINHO MARLENE

C@urosa disse...

E o outono a nos abraços,
que assim seja

sempre aos nossos olhos e
corações,

parabéns poeta Everson Russo.

forte abraço

C@urosa

Anne Lieri disse...

Everson,que linda essa folha que,mesmo triste, ainda tem esperança!Sempre poesias lindas e eu que agradeço por permitir que eu poste no Recanto!Todos adoram,faz o maior sucesso por lá tb!bjs e meu carinho,

Lary Li disse...

Seu blog é muito lindo, parabens. Da uma passadinha no meu depois se der http://intensevery.blogspot.com.br/

... "re" ... disse...

Este tu não publica óbvio...

Mas vou tentar responder o email a noite, porque até agora não deu tempo.

Mas somente para tu situar-se, teu amigo a quem referi-me és tu mesmo seu lerdo.

Veja na lateral abaixo das borboletas, és leão e a bb é a Bandys, ela ja viu e gostou.

Te elogiou, digo o leão la no coments.rsrsrs

Buuuuuu... acorda!!!
Besitos.. Gosto de saber-te bem...

Rosemildo Sales Furtado disse...

Após a queda, o adeus é inevitável, pois não há regeneração.

Abraços,

Furtado.

Eloah disse...

Todo poeta é um sonhador, até o vento trás prenúncio de dias melhores.
Lindos dias ensolarados, inspiradores e felizes.Bjs Eloah

Jeanne Geyer disse...

uma perfeita comparação entre a natureza e nossas perdas, pensar que sempre podemos contar com os ventos e a renovação de tudo é muito reconfortante
beijos

Vanuza Pantaleão disse...

Seguir sem olhar para trás. Uma boa lição de vida. Aprecio teus poemas, Everson, porque sempre nos induzem a uma profunda reflexão existencialista.
Grande amigo e poeta, tenha uma noite tranquila!Beijos...

Rute disse...

Parabéns ao lindo poema meu amigo!
beijos

Flor de Jasmim disse...

Lindo meu amigo!
Tal como o vento o amor também existe sim.

Beijinho e uma flor

Evanir disse...

Hoje é aniversário de uma amiga
muito especial para mim.
E para todos nos blogueiros caso não a
conhecer o endereço dela esta na postagem do blog.
Que tal deixar seu carinho a essa pessoa
tão especial?
Uma linda noite beijos no coração mãezinha.
Evanir.
Meu filho espero você lá no blog .

Ana Martins disse...

Everson, boa noite!
Acreditar, é a chave para se seguir em frente.
Muito bonito!

Beijinho,
Ana Martins

Centelha Luminosa disse...

Que bela poesia, meu amigo Everson! Admiro sempre esse teu talento de falar tudo, expressar tanto sentimento em tão poucas linhas. Só pra quem tem talento mesmo!

É...a folha há de entristecer-se sempre, pois ao perder a vitalidade, ela seca, amarela, envelhece, cai ao chão, ou é levada pelo vento, sem que possa olhar pra trás...Mesmo assim, fertiliza o solo, e transforma-se...Ao homem, há sempre a renovação, as mudanças, um novo amor...

Beijinhos pra ti, meu amigo!

ONG ALERTA disse...

Acreditar sempre, beijo Lisette.

Severa Cabral(escritora) disse...

Meu príncipe das letras!
Outono nos demonstra paixão...passando insiste em viver mais um pouco para não se perder e nem morrer...
bjs

Lau Milesi disse...

Uma canção de Outono. Muito bonito!!

Um abração e boa noite pra você.

Elisa T. Campos disse...

Que antes de terminar o outono
a folha volte a ser feliz.

Bjs.

 
Web Analytics