segunda-feira, 16 de julho de 2012

Mundo Molhado II
Eu olho a janela
Enquanto chora o céu
Eu vejo a menina mais bela
Entre carros e nuvens
Lágrimas simples de amor
Tenho saudades
Não sei de onde
Nem do que
E muito menos de quem
Sofro sozinho e calado
A ausência de alguém
Quero andar na chuva
Molhar também o meu mundo
Correr por caminhos que nunca vi
Sentir sentimentos que nunca senti
Quero olhar as estrelas
Que se fixam perto do sol
Sol que se esconde entre nuvens
E com a lua no colo
Permite ao mundo derramar sentimentos
Molhar todos os meus momentos
Onde é impossível não sonhar
Apenas me perdoa mundo
Se por acaso eu também chorar.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais©®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98
Visite também:
O Ultimo Barco do Planeta

28 comentários:

LUZ disse...

Bom dia querido Everson,

Andar na chuva, é ótimo, e acompanhado, ainda melhor.
Poema muito rico de imagens visuais (lua no colo) e como sempre aquele querer, que só quem escreve e ama, consegue demonstrar.
A menina vai chegar e não vale chorar.

Boa semana.
Beijos da Luz.

AC disse...

A chuva purifica e renova...

Abraço

SOL da Esteva disse...

A chuva trás a nostalgia; os pensamentos correm as recordações de felicidade havida.
Um belo trecho.


Abraços


SOL

Rô... disse...

oi meu amigo,

ainda bem que o nosso coração é livre e se permite qualquer coisa,
até mesmo chorar de saudades...

beijinhos

Vivian disse...

Bom dia,Everson!!!

Ah!Os poetas são sempre perdoados!!
Que lindo meu amigo!E a imagem é linda também!
Beijos pra ti!!!
Tenha uma ótima semana!

Pedro Luis López Pérez disse...

Esa Lluvia que provoca la evaporación de saudades y lágrimas en nuestra mirada que quieren mirar profundamente en las Estrellas.
Preciosa Poesía.
Un abrazo.

Pelos caminhos da vida. disse...

Chuva, saudades, ausência, caminhos e esse belo poema...

Um bom dia para vc querido poeta.

beijooo.

Yurcapink disse...

poema lindo como a chuva

Yurcapink disse...

poema lindo como a chuva!

Tunin disse...

A chuva sempre lava as nossas emoções, as belas e as tristes.
Vim tomar um banho na chuva de tua poesia para lavar-me em belos trechos poéticos.
Abração, grande poeta!

✿ chica disse...

qUE LINDO,MAS POR AQUI, QUERO MOLHADO apenas DO MAR,SRRS abração praiano,chica

Van-Ivany Fulini Sversuti disse...

As vezes o vazio em que nos perdemos, nos torna românticos, nos faz poetas e rimamos sentimentos, que só o papel faz o papel de confidente!
Lindo tudo o que escreves!
Tornei-me sua fã.
Um abraço fraterno da amiga Ivany.

Wanderly Frota disse...

As gotas que vêm para regar a terra, traz também o despertar dos sentimentos mais belos que já tivemos antes. Bate saudade. Amor. Tanta coisa...

Lindo tudo!

Beijo grande!

Kellen Bittencourt disse...

O Céu qdo chora, as vezes nos fax chorar junto, fica tudo meio melancólico! Abraços amigo e ótima semana!

Vera Lúcia disse...

Olá amigo poeta,

Às vezes somos tomados por uma saudade inexplicável. Talvez algum arquivo de outras eras.
Quando a chuva cai é comum que a nostalgia se instale em nós e chorar é bom para aliviar a alma.

Lindo o poema!

Uma ótima tarde para você.

Beijo.

Mariangela disse...

Que lindo...mas que esta chuva lave e purifica seu coração e faça transbordar alegrias!
Um beijo querido amigo de muitas felicidades!
Mariangela

Flor de Jasmim disse...

A chuva lava a nossa alma, gosto de andar à chuva onde suas lágrimas se misturam com as minhas.
Boa semana meu querido amigo.

Beijinho e uma flor

MARILENE disse...

Eita saudade! E como ela chega, mansamente, mostrando-nos o que ainda não vivemos mas nos causa nostalgia. As lágrimas e a chuva levam consigo muitas das nossas dores, trazendo a sensação de que já podemos recomeçar.
Bjs.

Néia disse...

Boa tarde Poeta...
realmente é impossível não sonhar, é o sonho vontade primeira que nos faz correr atrás da vontade verdadeira.Lindo texto e hoje aqui em Campinas,sonhadores estão chorando....beijos e até

mARa disse...

Essas nuvens que molham nossos sentimentos, ou nossos sentimentos que se transformam em nuvens e molham nossos dias...sei lá.

Quando chove é certeza de versos úmidos de sentimentos.

Um beijo grandão, daqui dessa cidade gelada, com a relva molhada, horizonte cinza e garoa só pra completar.

Uma excelente semana!

Bandys disse...

Sofrer sozinho e calado é muito ruim.
Então eu ja não esteja no mesmo céu que você, podemos pelo menos ira na casa de amigos, e ouvir um sonzinho com coca zero.

Um beijo, um sol, praia e onda!

Smareis disse...

O Céu aqui anda chorando esses dias, muitas chuva.
A ausência de alguém dói profundo.
Beijos amigo poeta,

òtima noite!

Cidinha disse...

Olá, amigo. A chuva tráz saudade, ausência e nos permite derramar sentimentos tristes. Um novo dia sempre nos trará alegria. Lindo! Bjos e bjos no seu coração. Compartilho contigo!

Mariz disse...

Lindos versos inspirados pela chuva...como sempre perfeito.

bjos e linda noite!

Cristina disse...

Mucha nostalgia, bellas letras!
Abrazos miles, bonita noche.

SOL da Esteva disse...

Pois é, Amigo. Aí como aqui, é notória a falta de Amor. Depois, uns têm pouco e outros...


Abraços


SOL

Elisa T. Campos disse...

Um lindo poema de amor.

Bjs

Priscila Rodrigues disse...

Sempre soube que há magia na chuva.. magia de produzir contos belos..

Bjitos.

 
Web Analytics