sábado, 14 de julho de 2012

O Ultimo Barco do Planeta
Eu paro a madrugada,
Pra olhar a clara estrela,
Luzes noturnas avisando,
Da imensa solidão,
Do imenso vazio dentro, e algum lugar tão próximo,
Que parece em nós mesmos,
Perdidamente a procura
De um porto mais seguro,
Que o grande manto negro,
Que nos cobre firmemente,
E que os olhos não vêm,
Nada mais além,
Pra se tocar, e sentir calor,
Um rumo indefinido,
Tão incerto quanto o
Invisível que nos salta aos olhos,
E não entendemos bem o que é,
Como as luzes da cidade,
Que clareiam um nada,
Nada que nos possibilite ver
Tudo que queremos,
Tudo que precisamos,
Tudo que sentimos e,
Tudo que amamos.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais©®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98
Visite também:
O Ultimo Barco do Planeta

28 comentários:

Evanir disse...

Depois de alguns dias ausente os motivos vc sabe .
Quando liguei para vc disse que não estava bem e não é que a coisa ficou pior.
Venho te desejar um feliz final de semana beijos no seu doce coração mãezinha,Evanir.

Cecília Romeu disse...

Everson,
lindo poema!
Um maravilhoso fim de semana para ti também!
Beijos!

Magia da Inês disse...

Muito bonito!


¸❤✿•.¸
♥ Bom fim de semana!
♡ Beijinhos.

LUZ disse...

Bom dia querido Everson,

Curioso, o título de seu poema, hoje, é o do seu outro blog.

O vazio e a solidão nos conduzem ao último barco da vida, da terra.
Depois da tempestade, vem a bonança.

Bom final de semana.
Beijos afetuosos da Luz.

Daniel Costa disse...

Bom dia Everson

Este teu belíssimo poema, é muito meditativo e faz o leitor questionar-se: verdadeiramente, onde paira o amor, no brilho estelar, na luz da lua ou na das ruas? Mais certo no coração!
Abraço fraterno de bom Sábado

Severa Cabral(escritora) disse...

BOM DIA MEU PRÍNCIPE DAS LETRAS!!!!!!
O POEMA TRANSCENDE AO AMOR QUE NUNCA MORRE...
BJSSSSSSSSSSSSSSSSS

Flor de Lótus disse...

Bom dia meu caro Poeta!às vezes estamos tão perdidos que fica tão difícil ver a luz no fim do túnel.
Um ótimo fim de semana!
Beijosss

edumanes disse...

Viajar no último barco do planeta
Para nunca mais voltar
Não haverá quem erros não cometa
No amor mesmo sabem muito amar!

Que esse barco
Venha muito devagar
Enquanto puder nele não em barco
Porque não tenho pressa de viajar!

Bom fim de semana para você, meu amigo Everson,
um abraço.
Eduardo.

MARILENE disse...

Se o último barco se foi, deixando ansiedade, ausência e saudade, ainda podemos vencer nossos limites, com as asas da poesia. Bjs.

vendedor de ilusão disse...

Quisera eu ter o predicado das rimas e poder escrever poesias inspiradas como são as tuas!
Parabéns meu amigo, e um abraço.

✿ chica disse...

Muito lindo!abração praiano,chica

Tunin disse...

A gente ler os teus poemas, Everson, fica embebecido com a beleza de cada verso que fala do amor em suas diferentes nuances.É incrível o teu jeito peculiar de fazer.
Abração, grande poeta!

You and Me disse...

Lindoooo e questionador...
Normal nos sentirmos assim, somos seres humanos, as vezes é bom ter certos sentimentos, faz com que agente possa enchergar mais longe, para sermos feliz mais adiante. Beijosss amigo e ótimo domingo

Nos Amando... disse...

não existe obstáculo para quem ama.
lindo dia amigo bjs

deisinha disse...

Lindo verso e como sempre tocam a gente..Adorei um bom domingo pra vc!Bjs

LORENA LEITTE disse...

nossa! espetacular...
amei esse poema!
luzes que clareiam um nada!
abraços

assis freitas disse...

velas a inflar este barco,



abraço

Vera Lúcia disse...

Olá poeta,

A nostalgia ressalta dessa bela inspiração.

Ótima noite.

Beijo.

Pedro Luis López Pérez disse...

Esas luces de la ciudad que nos mantienen en penumbra.
¡Que bonito es parar la Madrugada!
Preciosas Letras, Everson.
Un abrazo.

ONG ALERTA disse...

Sempre lindo poema por amor, abraço Lisette.

Kellen Bittencourt disse...

Lindo demais amigo, sempre criando com muita sensibilidade! Parabéns! Abraços

LUZ disse...

Oi querido Everson,

Agradeço suas palavras sinceras e bem explicativas.

Eu sou bastante perspicaz, por vezes, até demais.

Mas, foram os Portugueses que descobriram o Brasil, então eu, descobri VOCÊ.

Beijos com ternura da Luz.

Néia disse...

OLÁ AMIGO...
QUE O ÚLTIMO BARCO SEJA O PRIMEIRO A ENCONTRAR O SEU CAMINHO GUIADO PELA ESTRELAS...tENHA UM ÓTIMO FINAL DE SEMANA...

Smareis disse...

Madrugada de solidão.Belo versos.
Beijos porta amigo
Ótima noite, ótimo domingo!

Olhos de mel disse...

Lindo poema meu amigo querido! Embora sinta um ar de tristeza, de vazio, de saudade...
Desculpe minhas ausências, mas estive impossibilitada de digitar, porque tive problemas no dedo. Quando minhas filhas estavam em casa, contava com ajuda delas. Mas estou melhor, e devagarzinho estou voltando.
Bom domingo! Beijos

Cristina disse...

Bello, bello.
Abrazos miles.

Elisa T. Campos disse...

Lindo, Everson

Bjs.

Priscila Rodrigues disse...

Tudo que queremos,
Tudo que precisamos,
Tudo que sentimos e,
Tudo que amamos...

Tão individual, tão nosso, tão verdade..

Bjinhos.

 
Web Analytics