sábado, 9 de janeiro de 2010

Alexandra
Tudo que tinha para sorrir,
Ela sorriu,
Tudo que tinha para chorar,
Ela chorou,
Misturou sexo, prazer e dor,
Hoje em casa sozinha
Deletando arquivos no computador,
Procurando saber do amor,
Se é real ou virtual,
Com qual vírus se contaminou,
Na longa ausência o mundo desabou,
Só quer cortar os pulsos da razão,
Transformar o sol em mar,
Ter na lua um lugar
Fácil para se tocar,
Pois insano é o desejo e o lugar,
Mesmo disperto o coração teve de sufocar,
O desequilíbrio de amar,
Era tão grande o quarto,
E tão pequeno o espaço,
Para tanto amor e devoção,
Hoje jogado pelos cantos,
Como poeira que se acumula pelo chão,
Não quer mais ficar nesse mundo vazio,
Tendo como companhia a solidão,
Nem ter mais na mão,
Bilhetes,
Cartas,
Retratos,
Postais,
Ou sentimentos que apenas ocupam espaço
No rígido disco do coração.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98

Visite também:
O Ultimo Barco do Planeta
A Tempestade

54 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Belo*
Triste sina. Nada irreal.
Beijos,
Bom Sábado!
Renata

fatti___ disse...

oi meu querido poeta!passei para deixar meu carinho e desejar um ótimo final de semana pra ti...

bjus c carinho...

Meus Reflexos Contos Textos Frases e Afins disse...

E´poeta...
todos um dia passamos pela trilha que sua poetica expoe...

Lindo fim de semana!
Passa nesse endereço ...depois me diz
saudades da troca de emails...


Viagem final

O grito corta a noite
atravessa a ponte da vida
alcança a faixa da morte
abismo negro sem fim
lançado dessa forma flutua
um frio corta a face
gosto amargo seca a boca
resseca os lábios que entreabertos
quase tiram o ar
é uma viagem a absurdo
lembranças, fatos, imagens,
tudo seco sem emoção
as mãos abertas esbofeteiam o vento
as pernas desconexas
soltas parecem não compor o todo
que apenas sente,
ressente
e entende
como ainda vida
o grito segue
abismo abaixo
sem ter quem
o ouça
porque salvar-se
não deseja
mais...
Reflexo d’ Alma

Bjins entre delírios e encantos

Sonhadora disse...

Meu querido Poeta

Lindo como sempre.
deixo o meu beijo de boa noite e um fim de semana óptimo.

sonhadora

Geisa Machado disse...

Oi meu amigo querido!
Andei sumida pq estava viajando e qdo chego aqui vejo um monte de poemas que vc postou. Voltarei com calma pra ler todos com atenção.
Achei forte este post, principalmente a frase "o desequilíbrio de amar", pois pra mim é isto que a gente se depara qdo está amando. É ilusão achar que o amor traz paz e tranquilidade. Ao contrário, ele mexe com todas as nossas emoções e sensações, nos revirando as entranhas e nos tirando o chão.
Obrigada pelo seu carinho e seu desejo de "feliz ano novo" pra mim. Adorei cada palavra que escreveu.
E desejo o triplo pra vc! Que 2010 seja o melhor ano da sua vida, com muitas realizações e conquistas.
Se eu entendi direito, estes poemas que vc escreve são letras de música? E tem como conseguir a música junto? Por favor, me esclarece esta história? Quantas perguntas, né? Xi, e fiz mais uma...rsrsrs
Bjusss e um excelente fim de semana pra vc!!!

Daniel Costa disse...

Everson

O poeta titulou "ALEXANDA" como o podia ter feito com Cassandra, o poema é muito actual, e assim que tem de ser visto o mundo da Net que deixou de ser virtual para ser mais abragente e actual.
Muitos amores por aqui passam, muitos amores têm origem na Net.
Belo poema, com dados reais, possivelmente observados.
Abraço
Daniel

paula barros disse...

Putzzz!!! Everson, esse me pegou de surpresa. O poema todo foi crescendo em beleza e sabedoria.

"...ou sentimentos que apenas ocupam espaço
No rígido disco do coração"

Ah, se fosse tão fácil limpar esse disco, sensível e que se torna rígido, e que acumula tantos vírus, tantas mensagens sem sentido, tantos espaços vazios que impedem de ser preenchido com arquivos bem legais...ah, se fosse fácil....

Eu chamaria o poeta que entende de computador para me ajudar. rsrs

Devia ter placas de amor para serem substituídas, não é mesmo?

Delirius disse...

lindo e sentido como sempre, mas este é muito especial!
Quantas Alexandras.....
Beijos meu querido.
Tem dia lindo!

Malucas de BR (*.*) disse...

OLÁ, ATENÇÃO...

QUERO INFORMAR QUE VAI ENTRAR NO AR A TV MALUCAS DE BR...

O PROGRAMA QUE VAI SER EXIBIDO NO YOUTUBE E NESTE BLOG QUE VOS FALA...

A TV ABRANGERÁ TEMAS DIVERSOS, DO JEITINHO QUE A GALERA CURTE, E COM TEMAS QUE NOS INTERESSAM TMB, DICAS PARA MATÉRIAS SERÃO SEMPRE BEM VINDAS, NOS AJUDEM A CRIAR UM PROGRAMA INTERESSANTE E DIVERSIFICADO...

ENQUANTO AGUARDAM A ESTRÉIA NOS ACOMPANHE NO BLOG MALUCAS DE BR.

OBRIGADA POR SUA ATENÇÃO, E DESCULPE-NOS PELA INVASÃO.

Mary Help disse...

Lindo poema, Alexandra...deve ser tua musa e vc usou palavras muito tocantes e sensíveis, muito lindo!
Meu amigo querido, venho tb desejar um ótimo fds e deixar um super beijo em seu maravilhoso coração, Mary Help!!!

louca esquizoffrenica disse...

Everson, um dia maravilhoso para ti.
A internet é um mundo e a carência de afectos pode mesmo fazer essas coisas que tu descreves como sempre de forma maravilhosa. Amores podem ser devastadores, certo?

Garota Karioka disse...

Querido,
Que você tenha um maravilhoso fds!
Adoro seus recadinhos!
Beijos, beijos!

Olavo disse...

Um belo poema..atual que vi 3 amigas perfeitamente neles.
Abraços

Ana Cristina Quevedo disse...

Ai, que esse me pegoui de jeito.
Por que era (juro) exatamente desse jeitinho que me senti há alguns meses atras. Digo, durou anos e anos, mas há alguns meses, sarei.
Sarei daquela dor infinita.
Acho que meus discos foram substituídos.
Até quando durarão, não sei =)

Beijo

Sol da meia noite disse...

A vida nem sempre nos sorri, meu amigo...
São tantas as Alexandras que vivem esta amargura...

Sensível esta poesia... reveladora da compreensão da alma duma mulher que sofre... por amor.


Um bom sábado :-)
Beijinho *

Felina Mulher disse...

Eu já fui contaminada por esse vírus, mas dia a Alexandra para não cortar os pulsos, pois um dia isso tudo passa!

beijos e um lindo final de semanada moço bonito.

Tatinha disse...

Alessandra teu nome é Katya

Sandra Botelho disse...

Já amei como uma louca, e te digo.
Melhor a suavidade de um simples querer bem.
Porque esse amor que escrevemos, não existe.
E se existe, ainda não conheci.
Alexandra, já passei por isso, mas a dor por maior que seja, não é maior que o desejo de viver e ser feliz e esta busca pela felicidade plena é que nos move a viver.
Repetitiva ou não, eu não me privo de dizer que é lindo seu poema, triste, real e lindo.
Bjos meus.
Meu coração caminha com você.

Luciana P. disse...

É como disse a Renata acima, "triste sina, nada irreal". Dá uma sensação de dor ao ler essa poesia. A utilização das palavras comuns ao meio virtual acaba por nos transmitir certa ideia de amor virtual, mas com o seu arremate, dizendo que ela não quer mais viver com essas coisas todas, dá uma ideia de realidade mesmo, de libertação da tristeza presente, optando pela solidão definitiva.
Lindo!
Sensível!
Triste!
Reflexivo!
É, poeta, essas madrugadas são bem proveitosas, hein, rsrsrs
Beijos cinza pra ti, aqui, na mesma, snif.

Gilson disse...

Mais uma bela criação de Everson............

Abraços amigo, belo fim de semana..

Felina Mulher disse...

Até daqui a cem anos então poeta...kkkkkkkk,,,vaiis aguentar?...eu não!

Delirius disse...

Um beijo, num sorriso :)))))))

Pluma Roja disse...

Bello y profundo poema.

Saludos cordiales, feliz fin de semana para ti Poeta.

Un beijo.

Pluma Roja disse...

Bello y profundo poema.

Saludos cordiales, feliz fin de semana para ti Poeta.

Un beijo.

busquesantidade disse...

Sentir nossa alma sendo beijada desta forma tao bela, deixa-nos verdadeiramente mais felizes. Delicadeza de alma a sua. Beijar a alma é coisa muito rara. Parabéns pelo blog e amo Renato Russo também. Escrevi uma música dele em meu blog, a que fala do Amor segundo Corintios. Abraco fraterno. Lourdes Dias

Luciana Klopper disse...

Amigo, que coisa! Texto sensual, atual, gostei muito

Memória de Elefante disse...

"sentimentos que apenas ocupam espaço
No rígido disco do coração".

Pois aqui está a essência de todo o poema.

Um beijo

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDO EVERSON, MARAVILHOSO POEMA, ONDE AS TUAS PALAVRAS CANTAM A VIDA E TODOS OS SENTIMENTOS QUE NELA EXISTEM... SUBLIME AMIGO...!!!
UM BOM SÁBADO...ABRAÇOS DE CARINHO E MUITA AMIZADE,
FERNANDINHA

Helena Rocha disse...

éhhhh bonituu porém triste.
++ doreiiii do memsu jeitu, a forma komu escrevi a massa adoooooorooo.
ta mi devendu +++ visitas em keriduu rsr...
te esperu por lá sempre sera bem vindu podi ter crtx dissu.

bom fds
bjússsssssssssssssssssss millllllllllllll
Lena

Majoli disse...

Lindo, triste e que acontece com muitas "Alexandra"...

Beijos no coração.
Linda tarde de sábado meu querido.

Pelos caminhos da vida. disse...

Hoje estou agradecendo de um por um por eu ter alcançado mais de 100.000 visitas, isso não seria possível sem vc, meu muito obrigada.

Fim de semana de muitas bençãos.

beijooo.

lagrima disse...

Moço lindo, beijos p'ra ti também

Graça disse...

Que lindo!

Meu Deus, amigo, com esse vc se superou...
Quantas não se sentem ou se sentiram um pouco retratadas aqui?...
Parabéns, você é fera!
Com muito carinho te desejo tb excelente fim de semana, com as bênçãos de Deus...

Pena disse...

Uma bela e deliciosa poesia sobre o infortúnio de amor de Alexandra que tudo tinha e tudo perdeu.
Extraordinário. As palavras parecem falar com magia uma poesia fabulosa. Perfeita.
Mais um momento de poesia fantástica que adorei.
Abraço amigo e parabéns sinceros sobre a sua harmoniosa e sensível capacidade de fazer versos admiráveis.
Com um imenso respeito e amizade.

pena


SUBLIME.
Bem-Haja agradecido, pela sensacional visita que gostei muito.
MUITO OBRIGADO, amigo notável.

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Lindo e preocupante poema amigo. lIndoo pela construção e palavras mas a triste pelo teor. Já disse no meu blog.Senti o amigo triste ou minha impressão? Fique bem por favor. Um abraço e bom fim de semana

Josy Nunes disse...

Oi,
Everson,
Confesso que visitei seu blog por curiosidade e pelo avatar, pois adoro, O Renato Russo digo adoro pq para mim ele não morreu um artista tem dessas vantagens ele é imortal! E quando chego aqui o que vi um lindo blog com textos incríveis e muito lindo.. Parabéns e vou te seguir
bjos no coração e fica com Deus

Katy disse...

Poema lindo...em alguns versos tive a sensação de que você falava do que sinto....
Sincronicidade!
Ótimo final de semana!
Beijos.

Katy disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Adolfo Payés disse...

Un bello poema como siempre poeta..

Me gusta como escribes..

Saludos fraternos
Un abrazo



Que disfrutes del fin de semana

Thomas Albuquerque disse...

Alexandra pecisa de amor, nada mais...

Um dia ela o encontrará..rsr


bom fim de semana...

Juliana Carla disse...

Olá Everson

Com licença... Estou entrando no seu espaço...

Versos lindos! Solidão... Que dor vazia!

Vou seguir seu cantinho também. Sempre que puder virei aqui para deixar o meu carinho.

Feliz 2010 repleto de grandes realizações! Muita poesia para nós!

Bjuxxx e xerooo

Juliane S. Rocha disse...

Lindo poema!
Mas é horrível o sentimento de solidão...
Ótima semana para você
Beijos...

Chinha disse...

Uma maravilha de poemas.

Fica sempre uma solidão quando a partisa existe ou quando não acontece a chegada.

Bom domingo

bjinhos

BANDEIRAS disse...

Querido poeta,
Mais um diamante jogado para nós...

Lindo !

Passando tb p/ desejar um bom domingo.

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

O amor quando é verdadeiro só dói o tempo necessário... depois se mistura com a verdade no amar.

Noite de luz, querido amigo.

Rebeca


-

Juliane S. Rocha disse...

Obrigada pela visita
Bom fim de semana!
Beijos...

Ariadne disse...

Que triste belo amigo...
Mas belo ainda assim...

Outro beijo de sábado pra ti!
Daqui... rs

Ari!

FOTOS-SUSY disse...

OLA EVERSON, BELISSIMO POEMA...ESCRITO COM MUITO SENTIMENTO...ADOREI...VOTOS DE UM FELIZ FIM DE SEMANA AMIGO!!!
BEIJOS COM CARINHO,


SUSY

FOTOS-SUSY disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Andreia disse...

Embora seja belo é muito triste este poema, porém infelizmente fato real na vida de muita gente.
Everson querido, quanto mais te leio mais te vejo "Russo".
Que saudades tenho dele, não existe um momento da minha vida que não tenha sido marcada por uma música dele.
Parecia que ele nos conhecia e muito bem.
Beijo na alma meu lindo e "Russo" poeta...

Anita "Menina Flor" disse...

Quem já não passou por esses tormentos amigo Everson? mas o bom é saber que o mar se acalma no final da tempestade. Linda poesia, como todas que vejo aqui. Boa semana pra vc. Bjs

Lau Milesi disse...

Lindo e profundo. Parabéns poeta amigo!
Beijosss

SAM disse...

Querido poeta, um poema que retrata uma realidade. Uma oportuna reflexão.


Carinhoso beijo

Xanele disse...

Hummm...
ainda bem que eu achei o meu amor...rsrs
beijo
Alexandra - não a do poema

 
Web Analytics