segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

A Folha Que Amorteceu a Queda do Amor
A menina caminhava sozinha
Em seus olhos brilhava a solidão
O pensamento inerte numa gota de chuva
Que pendurada num galho quebrado
Deixava-lhe aflito o coração
Tinha medo daquela vida só
Mas o medo maior era de se libertar
Não queria ver o amor em pó
E não ter mais sonhos pra sonhar
Passeava em seus pensamentos
A paisagem cinza e umedecida
No seu peito apenas uma sensação
Da saudade daquela noite vencida
Tinha um desejo único em seu coração
Guardado a sete chaves pela dor
Como o outono que vence o verão
Salvou-se naquela estação a leveza do sentimento
Ao ver a folha que amorteceu a queda do amor
Tão simples suave estendida no chão
Como poça formada de lagrimas daquela emoção
Ali naquele momento tudo se encaixou
E um olhar de arco-íris ao horizonte voltou
Percebeu que o mundo ainda tinha o desejo
De renascer das tristezas ao alimento do beijo
E aquecer ao seu corpo num abraço profundo
De montar pra ela um novo universo
E formar seu amor em um novo mundo
De repente o sorriso voltou e o colorido reapareceu
E a esperança de novo ao seu lado deitou
Pegou pela mão a folha que a queda do amor amorteceu
E ao lado do seu coração ela repousou
E pela verdade de tudo que mora ao seu redor
Como nuvens ao vento o medo de amar novamente desapareceu.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98

O post de hoje teve a colaboração do gênio do click e da poesia, Tossan, que me presenteou gentilmente com a belissima imagem, um click de mestre, www.klictossan.blogspot.com , vale muito a pena conferir o blog dele, obrigado amigo Tossan, abraços.
Visite também:
O Ultimo Barco do Planeta
A Tempestade

42 comentários:

Sonhadora disse...

Querido amigo
São maravilhosos os teus poemas.
Não tenho palavras, gostei demais.

Beijinhos

Sonhadora

Daniel Costa disse...

Everson

Bendita a folha que amorteceu a queda do amor. Que esse estado de alma jamais entre em colisão. Todos os seres devem estar sempre prontos para usufruir da paz que traz a paixão.
Abraço do amigo sincero que sempre te deseja a tranquilade e a paz.
Daniel

Sandra Mara disse...

Oi meu amigo, nem preciso comentar o poema, só posso dizer-lhe: "viva o amor!"
Passando para desejar-lhe uma segunda feira iluminada e abençoada.
Beijossss e até já já!

Nany C. disse...

Uma ótima semana para ti...

Há petálas azuis no teu teclado...

Beijos no teu coração!
;)

Nany C. disse...

rsrs

pétalas*
(desculpa...isso é sono!)
Beijos!

Nany C. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nany C. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pena disse...

Extraordinário Sonhador Amigo:
Um poema extraordinário visto pela sua sensatez e ternura.
É um Ser Humano invulgar que ama a vida. Com intensidade. Encanto e beleza.
Mais uma manifestação preciosa e "alucinante" do seu harmonioso sentir a vida, o mundo, a pacatez do seu Ser GIGANTE.
A sua sensibilidade poética já faz parte de si com pureza.
Adorei. Magistral de genialidade e imenso talento.
MUITO OBRIGADO pela simpatia e amabilidade expressas no meu blogue. Bem-Haja, fabuloso poeta admirável.
Abraço de imenso respeito e estima.
A espectacularidade do seu pensamento não pode parar.
Nasceu para ser poeta brilhante, estimado e respeitável.
Adorei. DIVINAL.
Abraço forte de uma amizade sincera.
Sempre a lê-lo atentamente pela personalidade fantástica que é.

pena

Pleno de gigantismo enorme, amigo.
Bem-Haja, tudo de alegrias e felicidade.

tossan disse...

Amorteceu e expurgou de vez a patologia do medo de amar. Começar assim o ano com uma segunda-feira nublada, porém, com um poema lindíssimo como este! Foto bonitinha viu? Serve. Rsrsrsr... Obrigado e ela não poderia estar melhor acompanhada do lindo poema. Abraço

Maria Dias disse...

O coração é como terra fértil.Passado a primeira decepção o q se plantar de mudinha de amor pega.Aproveitando: Te convido a chegar até o Ofertando Flores...

Beijinhos

Maria Dias

louca esquizoffrenica disse...

Lindo o poema como sempre uma optima semana para ti .
Beijo

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Olá, querido Poeta*
Com este poema é claro que qualquer esperança renasce*
Lindo demais*
Beijosss
Maravilhoso Dia*

Mulher na Polícia disse...

Everson, querido!

Além de poesia você também fornece esperança... É um blog de utilidade pública.
:)

Obrigada!

Felina Mulher disse...

A negação do que sentimos por medo de sofrer, de errar, de nos magoar, é o motivo da tristeza muitas das vezes estampada em rosto e em nossas escritas, porque o abrir os olhos tarde demais não nos permite ficar com aquilo que estava destinado. Mas a vida sempre nos dá uma segunda oportunidade ,e isto nos é uma dadiva concedida e que só nos resta aproveitar, e como tal acredito que não tarde, a tristeza nos abandonará, o sorriso sera espelhado em nós, e a caneta começará a escrever os mais pelos poemas, as mais belas estrofes, e é isso que te desejo do fundo do coração! Um beijo

Mariazita disse...

Meu querido amigo
Os dias que medeiam o Natal e o Ano Novo não têm 24 horas! Não pode, mesmo!
Vamos ver se com a entrada do novo ano tudo entra nos eixos :)))
Para já...estou arrumando a casa, respondendo aos comentários nos meus blogs. Está caminhando bem...

Como compreendo bem a menina que tinha medo de ver o seu amor morrer em pó e não ter mais sonhos para sonhar! É um medo que acompanha muita gente…
Felizmente ela conseguir libertar-se e perder o medo de amar novamente. Que todos lhe sigam o exemplo.

Lindíssimo, o teu poema. Parabéns.
A imagem também é muito bonita.

Que o teu novo ano seja resplandecente, e a tua bela veia te acompanhe sempre.

Beijinhos
Mariazita

Ana Cristina Cattete Quevedo disse...

"Tinha medo daquela vida só
Mas o medo maior era de se libertar"

Demorei anos a me entender com esses versos rs

Ótima semana para ti, Russo!

sandra Freitas disse...

Há sempre uma folha pra amortecer a queda, há sempre quedas quando se dispõe a amar.Lindo poema amigo. Amei as palavras de ontem também..
bjokas

Sandra Botelho disse...

Por tantas vezes desejei não mais amar.
Por tantas outras quis amar intensamente e eternamente.
deve ser essa folhinha que amortece a queda do amor, que não mde deixa deixar de amar, de sonhar que um dia esse amor cantado em verso e prosa ainda ha de atravessar meu caminho.
E eu irei me entregar a ele de corpo alma e coração abertos.
E nunca mais cogitarei a ideía de desistir do amor.
Querido me desculpe a ausencia em seu blog.
Estive viajando e somente entrava no blog rapidamente em computadores alheios.
Então ficava sem jeito de demorar. rsrsrsrs.
Mas agora estou de volta e me deliciarei sempre com seus lindos poemas.
Tenha um ano maravilhoso, cheio de inspiração e muito amor.
E que o amor que você busca bata em sua porta em dia de inverno e aqueça seu corpo e coração.
Bjos ternos.

Memória de Elefante disse...

"a esperança de novo ao seu lado deitou
Pegou pela mão a folha que a queda do amor amorteceu"...

Recomeçar sem medo,só com a força do amor...

Muito bonito,Everson!

Um beijo

Sol da meia noite disse...

Existem momentos em que o medo de voltar a sofrer, nos bloqueia. Mas mais forte que esse medo, terá que ser a vontade de sonhar, de renascer para nova vida.

Esta poesia toca fundo quem já trilhou este caminho, dividido entre o medo e o desejo.


Um dia feliz, meu amigo :-)
Beijinho *

Tétis disse...

Olá Everson

Belísimo este poema e a imagem que o acompanha.

Visito este blog pela primeira vez e o que aqui vi e li dão-me a certeza de que vou voltar sempre que possa.

Parabéns.

Um abraço

Desnuda disse...

Querido amigo,


que alegria ver a foto de Tossan emoldurando seu poema! Duplamente belo!

Lindo dia, querido poeta! E uma excelente semana.



Carinhoso beijo.

Sereia disse...

Nossa!!!Esse poema me deixou sem respiração...
Ma-Ra-Vi-Lho-So...
Posso postar depois no meu blog?
Um beijo grande.

Amanda disse...

Gostei do seu poema.
Deejo a você um 2010 repleto de realizações, que Deus satisfaça o desejo do seu coração.

Beijos em versos!!!

Bandys disse...

Everson e Tossan,
(vou passar no Tossan tambem)

Abraçando as lembranças queridas
eu creio que, em algum momento da vida, Deus fez com que eu me encontrasse com você.

Agradeço a Ele pela oportunidade
de reencontrar ou de alguma forma
me comunicar com você, que faz parte da minha vida.

Agradeço..A você que foi e é poesia e ternura no meu ser..

A você que me ensinou a admirar as estrelas nas noites de dúvidas e incertezas. A vocês que foi presença e me ofereceu ajuda,
partilhando comigo momentos de
dor, solidão, silêncio e alegria.

A você que me fez sentir muito especial, querida e amada
acolhendo a mim, com todos os meus defeitos.

Que o Deus do Amor e da Vida,
surpreenda você com muitas bênçãos!

Obrigado por você que me presenteou com a gratuidade de sua amizade, com gestos concretos, palavras, silêncio, escuta e perdão.

A você que encontrou tempo-qualidade para estar comigo, enchendo minha vida de mais fé, vida e esperança.
A você que comigo sonhou, planejou, realizou, aprendeu e ensinou tantas coisas lindas
nos caminhos da vida...

Que Deus abençoe e abrace você com infinita ternura.

Que a folha amorteça todas as dores..

Beijos no ♥ de voces!

paula barros disse...

Chegar aqui e encontrar dois grandes poetas juntos, que me emocionam sempre em separado, é uma emoção enorme.

Essa folha simboliza elos e a mão estendida. Que nunca se perca a esperança de amar e ser amado, que sempre tenha uma "folha" para amparar e amortecer as dores e desilusões do amor, e florescer novos caminhos e amores.


beijos e abraços, ficou lindo.

paula barros disse...

Everson, o site de Tossan está errado. Começa com K.

beijo

Hod disse...

Olá Everson,
Exuberante poema, onde a mulher menina teceu amor.
O poema remete aos tempos de Odisseu na passagem pela Ilha das Sereias...!!
E ela como Penélope passa com amor tecer na esperança de tornar a rever Odisseu....!!

Contente por sua visita e retribuo os votos para muita criatividade neste ciclo que se iniciou.

Forte Abraço,

Alôha, e infinitas bençãos!!

Hod.

carol sakurá disse...

"Como nuvens ao vento o medo de amar novamente desapareceu."

Ah,poeta!
BH ensolarada e inspiradora...rs
Abs!

Graça disse...

Éverson,

lindo poema da menina à procura... na grande esperança...

Tossan sinta-se parabenizada tb!!


Meu querido, fui vê-lo lá no Recanto das Letras...
Bjssss

lagrima disse...

"A folha que adormeceu a queda do amor"...., liiindo, como se fosse um Anjo da Guarda!

Pessoa romântica e bonita, beijo p'ra si! :))

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Ninguém escapa do amor sincero.

até mais.

Jota Cê

JBMendes disse...

Estimado amigo Everson Russo, visitando seu blog cada vez me encanto mais , é muito importante o seu trabalho, parabéns, convido-o a visitar os meus sites WWW>mendejb.zip.net e www.jbmendes.zip.net Um afetuoso abraço , amigo.

Lou Witt disse...

A menina correu
a desvendar os mistérios do mundo
a contemplar as belezas que havia
por trás de cada cortina.
Aprendeu a combinar cores
e coloriu seu mundo
e de suas mãos nasceram sonhos.

Lou Witt

Sua escrita é linda!!!

Beijos!!!

AFRICA EM POESIA disse...

EVERSON
No livro dos dois dias escvreve...a minha amizade.
Bom Ano e um beijooo

Val Du disse...

Oi, Everson.

Uma folha, às vezes faz um grande milagre.

Você tem a medida certa para as palavras.

Beijos.

Gilson disse...

Cada vez que venho aqui me entorpeço nos seus poemas. Que Deus continue a te fazer um catalisador de bons momentos.

Abs

Francisco Vieira disse...

Abracos, Everson e boa semana para si. Gostei do poema.

Majoli disse...

Oi meu querido amigo, chegando tarde da noite, mas chegando.
Muita correria por aqui.

Linda poesia...é sempre tão bom vir aqui.

Beijos com muito carinho.

HSLO disse...

Mais uma belíssima obra;


Abraços


Hugo

TristãoeIsolda disse...

Nunca é tarde para um recomeço, para devolver ao olhar um sorriso de menina, para voltar ao lugar onde não existem medos; apenas sonhos e o desejo de os alcançar.

Abraço

(Isolda)

Pelos caminhos da vida. disse...

Obrigada pelo seu carinho.

Feliz 2010!

beijooo.

 
Web Analytics