segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Alecrim
Verdes mares
Verdes cores
Verdes folhas e flores
Verdes olhares
Novos amores
Cheiro de mato molhado de chuva
Seu corpo e vários sabores. 
 
By Everson Russo
evrediçõesmusicais©®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98

25 comentários:

LUZ disse...

Bom dia, querido Everson!

E alecrim, e corpo cheirando a essências diversas, nos transporta até sensações, não apenas olfativas.

Beijos da Luz, com carinho.

Majoli disse...

Rimas deliciosas, e o título "Alecrim" diz tanto do amor, da paixão...tem aroma inebriante.

Lindo!!

Beijos meu querido amigo.
Tenha uma ótima semana.

Wanderley Elian Lima disse...

Olá amigo
Simples e bonito. Rimas rápidas que dão ritmo ao poema.
Abração

Rô... disse...

oi meu amigo,


o verde é a cor do frescor,
da natureza,
da esperança,
lindo esse amor verdinho...

beijinhos

RotinaDeUmCasal disse...

Nossa, não sei bem qual foi a intenção do texto, mas me apaixonei, senti que foi pra mim!!!! rsrs

Lu Nogfer disse...

Querido!

Os seus poemas tem sempre esse cheirinho de alecrim em cada verso conquistando a gente!

Beijo e bom dia!

edumanes disse...

Alecrim, aos molhos
Gosto de todas as cores
Do verde, lindos olhos
E das vermelhas flores!

Boa segunda-feira para você,
amiga Everson,
um abraço
Eduardo.

Assis Freitas disse...

sabores e cores,


abraço

Mariangela disse...

Que bom sentir tudo isso, não??
Beijos amigo e um dia abençoado!
Mariangela

Dorli disse...

Oi Everson
Esse verde olhar transpõe qualquer natureza, pois ela está acabando e precisamos preservar o que há de mais belo o olhar do amor
Beijos
Lua Singular

Machado de Carlos disse...

Em primeira mão, nada como degustar as novidades que se iniciam sempre com aquele jeitinho verde. Sempre será um início de vida.
Grande abraço, nobre Amigo!

MARILENE disse...

Verde esperança, com perfume poético. Lindos versos! Bjs.

Bandys disse...

Um que de esperança nesse verde que embala ouras cores.

beijos Everson,
Lindo seu poema.

Pedro Luis López Pérez (PL.LP) disse...

Esos verdes ojos que son reflejo de Esperanzas y locuras de amores.
Preciosos versos.
Um abraço.

deisinha disse...

Saudades daqui.Adorei o verso.AMO O VERDE.Bjks meu querido!

Daniel Costa disse...

Everson

Verdes olhares, grandes sonhares, ou "alecrim aos molhos, por causa de ti choram os meus olhos".
Abraços fraternos de boa semana

Rute disse...

Ótima segunda-feira a vc meu amigo
Beijos

Vera Lúcia disse...


Olá poeta,

Versos com gotas de esperança. LINDO!

Você desejou e São Pedro mandou: olha a chuva aí (rsrsrs). Por pouco não tomo um banho de chuva. Saí para comprar uns presentes e foi no momento exato que entrei no carro que ela desabou. Pela escuridão que se formou pensei que ela chegaria em maiores proporções. Só tenho dúvidas de que irá refrescar-rsrs.

Beijo.

Flor de Jasmim disse...

Rimas lindissimas que fazem um belo poema.
boa semana meu amigo

beijinho e uma flor

Aleatoriamente disse...

Olá meu amigo, vim matar saudades. A casa continua poeticamente bela.Este é um dos belos poemas teus.

Um abraço Everson.

Lilá(s) disse...

Cores, aromas e sabores! ingredientes essênciais para uma inspiração perfeita!
Bjs

lis disse...

Sempre poético Everson
olhares esverdeados como o mar.
deixando muitos abraços

Smareis disse...

Gosto do cheiro de mato molhado.
Belos como sempre.
Beijos poeta amigo!

FOLHAS DE OUTONO disse...

Bom dia meu príncipe das letras !!!!!
A magia do poetar sempre te perseguindo...lindo verdes mares...
bjsssssssssssssssss

Maria Alice Cerqueira disse...


Prezado amigo
Vim agradecer sua presença amiga lá no meu recanto.
Eu vim também lhe oferecer dois selinhos, um de 700 seguidores e o outro com os votos de Feliz Natal.
http://www.mariaalicecerqueira.com/
Abraço fraterno.
Maria Alice

 
Web Analytics