quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Infinito Sentimento
Sou flor arrancada do jardim
Sou poesia que não tem fim
Na distancia dos carinhos seus
Aproximo-me da hora do adeus
Pele nua
Alma sua
Lua que ilumina minha rua. 
 
By Everson Russo
evrediçõesmusicais©®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98

24 comentários:

Cidinha disse...

Olá, Everson. Boa noite querido amigo. Sempre delicados e belos versos! Lua e poesia caminham juntas. Adorei! Mil beijinhos e feliz semana pra ti. Obrigada pela visita carinhosa!

Severa Cabral(escritora) disse...

Belo alvorecer meu príncipe das letras !!!!
inesgotável o mais puro e infinito paraíso ...
bjssssssssssssss

Majoli disse...

LINDO!!!

Beijos de uma quarta de paz pra você meu querido amigo.

Felisberto Junior disse...

Olá!
Everson...
te entendo perfeitamente.
...O amor acaba, O coração pára,
o poeta não tem mais emoção,
a alma voa de encontro ao infinito...a hora do adeus inevitável...
Obrigado pelo carinho dedicado ao meu blog!
Ótima quarta feira!
Abraços
ClicAki Blog(IN)FELIZ

LUZ disse...

Oi, querido Everson!

Longe de nosso amado/a ficamos sem horizontes, sem luminosidade no olhar e calor no coração.

Te desejo um dia feliz, harmonioso e com paz.

Beijos da Luz, com ternura.

Rô... disse...

oi meu amigo,


a lua é sempre testemunha do amor
verdadeiro...
adoro te ler...

beijinhos

Assis Freitas disse...

o sem fim do querer,


abraço

Bandys disse...

Ahh Everson,

Em todo o amor há uma flor que nasce nos jardins dos nossos corações e enfeitam os canteiros de nossas vidas e que floresce o ano inteiro.
Amar é fazer da lua uma musa de amor. É fazer do vento um mensageiro de carinho...
Nada de tristeza.

Bora ser feliz.

beijos e uma pizza, uma coca-cola e um chicabom

Onde anda a PY?

Olhos de mel disse...

Querido Everson; tenho uma verdadeira paixão pela lua e quando ela figura num poema tão lindo, tão apaixonado, parece brilhar no infinito!
Beijos

Cássia Sampaio disse...

Everson,
Bom dia, meu querido poeta.
Lendo teus sentimentos viajo por entre eles, na alegria, na tristeza e na saudade que sempre mexe nossas emoções. É bom a diversidade que encontramos aqui. A cada escrita anunciada, como desabafo, elogio, notalgia é sempre um encontro com nós mesmo. Amo quem sabe descrever meus sentimentos usada em palavras que ñ são as minhas. Obrigadooooo!! Feliz demais em ti ver no meu blog Aqui seguirei seus passos, aprendendo de ti, tá? Bjs e flores nesse coração lindo! Fica com Deus!

Vera Lúcia disse...


Olá querido poeta,

Você é mesmo uma poesia que não tem fim, uma eterna inspiração.

Adorei os versos.

Excelente dia.

Beijo.

Mariangela disse...

A lua...nossa fiel testemunha.
Um beijo de uma bela tarde de paz!!
Mariangela

Kellen Bittencourt disse...

Olá amigo, belíssimo poema, parabéns! Abraçoss

Pedro Luis López Pérez (PL.LP) disse...

Ese infinito sentimiento que desahogamos con Palabras en una Preciosa Poesía, como esta tuya.
Un abrazo.

MARILENE disse...

A poesia nunca termina, ainda que um adeus se apresente. Belos versos! Bjs.

Daniel Costa disse...

Boa tarde Everson

Amor consustância mesmo a luz da lua, a iluminar a nossa rua, em nosso espaço.
Abraços fraternos de amizade

Dorli disse...

Oi Everson
Se arrancamos uma flor do seu habitat natural ela morre, assim como a lua chora o fim de um amor
Beijo
Lua Singular

Cristina disse...

Lo que no tiene fin es tu inspiración mi querido Everson, bellísimas letras!
Te dejo un fuerte abrazo, poesías y flores!

Sandra Subtil disse...

És poesia!!!
Beijinhos

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá Everson! Passando para agradecer e retribuir a visita e o amável comentário. Estou bem com a graça de DEUS, e logo retornarei, pois é muito grande à saudade.

Hoje com a ajuda da minha filha, fiz uma pequena postagem com algumas informações.

Abraços,

Furtado.

Flor de Lótus disse...

Boa noite,Everson!Lindos versos como sempre e a lua sempre grande fonte de inspiração.
Beijos e uma linda quinta-feira!!

Priscila Rodrigues disse...

No dia seguinte é mais uma poesia ♥ Adoro ♥

Bjinhos.

Elisa T. Campos disse...

Como sempre sensual e rimado.

bjs

Marinha disse...

Ritmo e poesia na despedida. Lindo!

 
Web Analytics