quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Qualquer Dia Desses...
... Ao entrares no jardim
E procurares uma flor
Olharás para o céu
E lembrarás-se de mim
Do meu tênue amor
E eu não mais estarei no jardim como estrela
Nem no céu como semente
O meu tempo aqui se esgotou
Eu serei apenas o pó da lembrança
De tudo que a gente sutilmente sente. 
 
By Everson Russo
evrediçõesmusicais©®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98

28 comentários:

LUZ disse...

Bom dia, querido Everson!

Os poetas, os que muito amam, nunca desaparecem.
Seu "eu-lírico" continuará no jardim pra o embelezar e dar amor a quem o merecer.

Beijos da Luz, com carinho.

Felisberto Junior disse...

Olá!
Everson
quem ama não espera chegar um dia desses...e se não existe mais nada que possa ser feito, é porque o destino tem algo melhor preparado para você...
ah...nem esquenta com o Facebook.Não existe algo mais "troll"que o Facebook. Eles mesmos fazem a confusão, e nós que somos penalizados.
Obrigado!
Ótima quinta feira!
Abraços
ClicAki Blog(IN)FELIZ

Amapola disse...

Bom dia, querido amigo Poeta.

Sinto que o "sentimento" é o que mais importa nessa vida.

Desejo-lhe muita saúde, paz, e alegrias.

Beijos.

✿ chica disse...

Melancolia e beleza juntas! abração,chica

Rô... disse...

oi meu amigo,


o importante é sempre deixarmos algo bom para ser lembrado,
assim como você deixa todos os dias rastros de lindos poemas...

beijinhos

Kunti/Elza Ghetti Zerbatto disse...

Bom dia Everson!
Que bela inspiração e sensibilidade em seus versos.
Adoro poemas que falem de amor e natureza juntos.
abração com carinho

Wanderley Elian Lima disse...

Olá amigo
Acredito que no fim, todos nós seremos apenas lembranças.
Voltei
Abração

Suzane Weck disse...

Ola amigo,senti uma pontinha de nostalgia nesta tua lindíssima poesia.Um muito bom -dia e meu maior abraço.SU.

Bandys disse...

Corri e cheguei. Só porque é voce. meu amigo conhecedor de tudo... kkkkk

Poderia ter sido escrito por Cazuza na época mais down dele. Então por favor levante esse astral,o tempo aqui só se esgota quando o homem la de cima quer. E os poetas loucos ainda estão por aqui.

Estarei sim dividindo tudo com vc, poesia, sol, chuva, montanhas etc...
Beijos e beijos, claro que não fico brava, kkkkkkkkkk eu dou risada seu bobo, porque essa sua foi demais.
Se cuida, domingo to aí, pra tomar coca cola com tu.

Daniel Costa disse...

Caro Everson

Virá o dia nos transformarmos mesmo no pó da lembrança. Mas enquanto cá andarmos, dor amor, sempre seremos arautos da esperança.
Abraços fraternos

© Piedade Araújo Sol disse...

melodioso e muito belo.

beijo

;)

Assis Freitas disse...

o que se sente em sentimento,


abraço

Sónia M. disse...

A melodia da alma...muito belo!
Um lindo dia para ti, Everson!
Beijos
Sónia

Vera Lúcia disse...


Olá poeta,

O poema hoje está em clima de nostalgia.
Um dia, sem dúvida, seremos apenas lembrança, mas que seja linda e saudosa.

Ótimo dia.

Beijo.

Priscila Rodrigues disse...

Essa distância e adeus só são bem vindos em belos poemas tipo os seus, amigo.

Um beijo.

Mariangela disse...

Querido amigo...tomara que se lembrem de nós com amor e saudades, pelas nossas alegrias e pelas boas sementes que semeamos!
Beijos, fique com Deus!
Mariangela









Dorli disse...

Olá Everson
Onde há tristeza, não mora o amor
Onde há tempestade, há a solidão
Onde há esperança, há perseverança e muito amor com cheiro de paixão.
Um beijo
Lua Singular

Cristina disse...

Muy bello mi querido Everson, te dejo un fuerte abrazo, poesías y flores para vos!

Pedro Luis López Pérez (PL.LP) disse...

Ese Polvo de la memoria que surgirá en cada momento.
Bellísima Poesía.
Un abrazo.

MARILENE disse...

Somos eternizados também nas lembranças que alguém carrega. O amor que oferecemos sempre será lembrado, mesmo que tenha sido descartado. Bjs.

Sissym disse...

Everson,

É isso mesmo. Por razões diversas, podemos nos afastar definitivamente (ou não?!) sem ter partido para o infinito, apenas no rumo da historia da vida.

Bjs

Anne Lieri disse...

Everson,tb não vejo o poeta desaparecer como pó,pois suas palavras estarão sempre eternizadas em nossos corações!Bjs e meu carinho,

tossan® black&white disse...

Puxa vida! Que tristeza! Faz parte da poesia, o poeta está sempre alerta entre o sentimento e as palavras. Bravo! Abraço

Flor de Jasmim disse...

penso que no fim todos nós não sejamos mais que apenas lembranças.
adorei meu amigo

beijinho e uma flor

Severa Cabral(escritora) disse...

Boa noite meu príncipe das letras !!!!!
Avassalador nas palavras...transforma numa nostalgia seus versos...
bjsssssssssssssss

Smareis disse...

Os poetas nunca viram pó, eles sempre deixa uma flor pra perfumar o seu jardim, e essa flor espalha sementes pelo céus aos ventos.
Beijos poeta amigo!

Elisa T. Campos disse...

Poema de beleza inesgotável que jamais Hão de virar pó.

bjs

Dorli disse...

Oi Eversom
No céu não é seu lugar nem de flores, o seu lugar é aqui conosco escrevendo poesias de amor sensuais.
O amor sempre vence...cai fora da tristeza.
Um bom final de semana
Lua Singular

 
Web Analytics