quarta-feira, 28 de julho de 2010

Entre Nuvens e Estrelas Bem Perto da Chuva
Eu me deitei num jardim
Olhava intenso o luar
Um vazio dentro de mim
Tão profundo quanto o mar
Ali fiquei por horas
Esperando não sei o que chegar
Então porque demoras
Vem logo me buscar
Eu não penso
Sou intenso
Eu não choro e sim demoro
Satélites e cometas
Presos pelo ar
Neons invadem cidades
E eu não consigo me encontrar
Vi pétalas azuis pairando
Vi anjos lá de cima olhando pra mim
Acho que me procurando
Acenavam com o fim
Hoje eu quero olhar pra lua
Entre nuvens e estrelas
Escrevendo uma poesia no céu
E eu viciado no seu mel
No infinito da exatidão do tempo
Eu queria estar perto da chuva
Pode parecer sem sentido
Mas quero você comigo
Na ansiedade dessa minha loucura
Fina essência sem mistura
Sentimento puro como o vento
Dilacerado amor
Eteno esse momento
Continuei ali deitado
Fechei os olhos pra te encontrar
Enquanto o amor inesperado
Veio do alto pra me buscar
Sereno suave e leve
Vou contigo até o mar
Descobrir mistérios e segredos
Apelos que desvendam medos
Deixei a chuva cair
E molhar meu rosto em lágrimas
Acabei de sair do mundo
Pra morar bem longe com o seu amor
Inevitável sonho que muda de cor.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98

Visite também:
O Ultimo Barco do Planeta
A Tempestade
O Livro dos Dias Poesias
Pedidos no email: evr.russo@uol.com.br

28 comentários:

carol sakurá disse...

Adoro suas liras!
Bjs!

Marilu disse...

Querido amigo, que doçura de poema...Escrevendo uma poesia no seu, e eu viciado em teu mel...Lindo..Beijocas

Livinha disse...

Quanta intensidade tem teus versos Everson.
Mto bom te ler.

bjs

Amor feito Poesia disse...

... É um sonho esta vida, mas um sonho febril de um instante único. Quando dele se acorda, vê-se que tudo é só vaidade e névoa...

Gustavo Adolfo Becker.

Amo sua amizade.....Beijos & Flores! M@ria

rosa-branca disse...

Lindo poema meu amigo. Adorei. Beijo meu

Daniel Costa disse...

Everson

Com outro tempero, diferente do habitual. No entanto o poema, tem na mesmaa, o sentido de magia, muito agradável.
Abraço fraterno.

Pena disse...

Notável e Criativo Poeta Amigo:
Mais uma daquelas explosões fabulosas do seu sentir de excelência e perfeição.
Adorei.
Possui uma sensibilidade que não tem fim.
Abraço amigo de respeito imenso.
Sempre a admirá-lo pela beleza do que faz.

pena

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Um amor-poema cósmico que permite ir além das estrelas, da chuva, uma contemplação do universo dentro de um sentimento. Belo. Um abraço

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Entre tudo isso, um beijo enorme e votos de um lindo dia, meu querido!
+++ Beijos
Renata

..."re"... disse...

Poeta...

Sementes de alvoradas e sonhos nascem de tuas mãos na madrugada...
Há marés de vontade nos teus olhos e na tua língua o jejum de um dia santo que conhece seu quebranto no mais profundo de mim.
Ahhh...e há sinais de sorrisos nas pregas da tua pele mel que em ti deposito assim...ao roçar de leve os teus lábios...

Deliciei-me com tua poesia...
Lindo pra ti meu querido amigo...
Doce beso

Rosemildo Sales Furtado disse...

Demorei, mas cheguei! Não poderia deixar de vir apreciar mais um belo poema.

Abraços meu amigo e ótima quarta pra ti.

Furtado.

Lívia Azzi disse...

"Vou contigo até o mar
Descobrir mistérios e segredos"

Complexo amar!! Amanhã também parto para o mar com meu amor, amar!!

E aqui em BH... partimos sempre pro bar! hahaha!

Beijos, poeta Everson!

Carlos Augusto Matos disse...

Mais que beleza...................

Abração....

Folhas de Andreza disse...

Bjks doce no ♥...qualquer palavra seria pequena diante desta melodia...lindo!!!!

♥.•:****-franciete-****:•.♥ disse...

Oi querido que lindo e maravilhoso mais este poema cada um que passa deixa marcas profundas, são assim seus lindos desabafos.
Beijinhos de luz e muita paz

Bandys disse...

Que pena que vc não vai a praia...
mas então toca Cazuza o dia inteiro.hahaha

Trouxe flores mortas para ti
Quero rasgar-te e ver o sangue manchar
Toda a pureza que vem do teu olhar
Eu não sei mais sentir..

Um dia de muita paz

lita duarte disse...

Entre, nuvens, estrelas e chuva, dá para encontrar o amor em muitas formas e várias cores.

Belíssimo poema, amigo Everson.

Beijos.

nadja disse...

UFA QUE BELEZA AMIGO..COMO É LINDO TER O DOM DE ESCREVER ..EU Ñ TENHO BUÁAAAA
Pituquinho..voltei das férias com a corda toda kkkk ..postei no fantasia de amor e no dicas de beleza aparece se der ok!!!
http://dicasdebelezadanadja.blogger.com.br/
http://fantasiadeamor.zip.net/
Mil beijokinhas e feliz dia fuiiiiiiiiiiiiiiiiiii

Sandra Botelho disse...

Sabe eu depois que leio vc, fico sem palavras para comentar. Porque seus poemas já são plenos em si mesmo.
transbordam amor...
Lindo demais.
Bjos achocolatados

Isadora disse...

Everson, a ausência nos causa muitas sensações, principalmente, de perdermos o sentido, mas quando quem amamos se faz presente tudo muda. A perspectiva também.
Meu amigo tem uma pequena homenagem a você lá no Tantos Caminhos.
Um beijo

Desnuda disse...

Querido amigo,

é sempre uma alegria ler seus poemas. Obrigada.

Beijos com carinho, Everson.

Priscila Rodrigues disse...

Que linda poesia, amigo, "inevitável sonho que muda de cor" gostei disso, é é exatamente assim.. rs.

Beijos.. desculpe minha ausência..

Pérola disse...

Belo poema poeta.
Tudo tem seu tempo né meu querido, as vezes a demora é significativa.
Beijos de boa noite poeta.

Majoli disse...

Oi meu querido, o que dizer de sua poesia?
Só sei que me alimento de suas palavras, me transporto pra um mundo de sonhos...amo.

Beijos com muito carinho no teu coração.

Juliana Sphynx disse...

Tudo muito belo!
Ótima semana para você!
=D

IT disse...

Processo natural da natureza poética.
Nuvens, estrelas e chuva...de onde vem?! vem de um intenso vazio que não tem fim...
vem! leve esse poeta que só sabe amar!

Ai poeta gosto qdo chego aqui leio seu coração e emoção! é assim que eu gosto! uma emoção atemporal.

beijos

Lau Milesi disse...

Lindo!!!! Muitas vezes é bom sairmos do mundo...mesmo que seja em pensamentos. Adorei seu poema, como sempre.

Beijossss

Paula Barros disse...

Lendo este poema me lembrei que ontem li algo sobre o estado alterado de consciência, que alguns escritores provocavam através de drogas.

E neste poema encontramos este olhar de poeta, que através da imaginação, da emoção, do permitir-se...deixa o estado alterado da consciência nos trazer belas imagens poéticas.

"Eu não penso
Sou intenso
Eu não choro e sim demoro
Satélites e cometas
Presos pelo ar
Neons invadem cidades
E eu não consigo me encontrar
Vi pétalas azuis pairando
Vi anjos lá de cima olhando pra mim"




abraço

 
Web Analytics