sexta-feira, 2 de julho de 2010

Os Medos de Um Poeta
Que a madrugada seja longa
E sua musa amada
Não chegue pela manhã
Que o sol não traga calor
E a lua não explique o amor
Que as estrelas
Soltas ao vento
Não tragam em silencio
O contentamento de paz
Que sombras que rondam a noite
Invadam sua poesia
E no meio da alegria
Seduzido pelo beijo
De um alguém qualquer
Ele se perca nos desejos
E jogue num papel branco
Qualquer verso que vier
O maior medo de um poeta
É não ver a próxima estação
É não encontrar a límpida água
Da lagrima pura que escorre em seu rosto
Molhando sua alma e seu coração
É acordar ao lado de anjos
Sem inspiração e sem amor
É nos desarranjos dessa vida
Se perder no inverno
E nunca mais ser acolhido pelo calor
É não ter mais o seu beijo
No seu corpo não encontrar desejo
Por todos os pólos
E em todos os seus pelos
Não se entregar mais aos seus apelos
Os medos de um poeta
São de ficar na frente do mar
E no reflexo em horizonte da lua
Nunca mais te ver brilhar
É deitar no infinito
E não ouvir seu grito
É encontrar explicação pro amor
E nunca mais poder escrever uma linha sequer
Que reflita sua dor.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98
Visite também:
O Ultimo Barco do Planeta
A Tempestade
O Livro dos Dias Poesias
Pedidos no email: evr.russo@uol.com.br

40 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Parabéns, querido Poeta! Medos? Quem não os tem? Poucos são os que assumem ti! Beijos mil************

*Feliz da Vida

Sem me importar, sigo por aí.

Feliz da vida. Feliz o tempo todo.

Com coisas pra acertar na vida. Mas feliz.

É só correr, é só querer. A gente consegue tudo o que quer.

É bom ter o que se quer.

É bom sentir o que se quer.

É bom ser feliz.

E andar por aí sem me importar.

A vida é bonita.

E isso não é uma poesia.

É só um texto.

Só um post.

Só para documentar minha felicidade.

E partilhá-la com você.

Bom Dia Válido Para Sempre!!!*
Poema da Renata

+ Beijos*
I love U*
Bom Dia!

Marilu disse...

Querido Poeta, o medo faz parte da nossa vida desde que nascemos. E nos é imposto a seguir por nossos pais, "olha o bicho papão"., e daí para a frente nos alimentamos nossos medos. Lindo texto...Beijocas

Isadora disse...

Querido Everson, medos todos temos é certo, mas ainda que os tenha sua poesia nunca deixará de ter morada nesse espaço.
Um grande beijo

*Mi§§ §impatia* disse...

Poema um pouco tristinho porém lindo demais...... medo todos temos, só não podemos nos deixar dominar por eles....
Lindo dia pra ti querido, beijos e mais beijos.

ღPat.ღ disse...

Muito triste, mas sei que a melancolia faz parte do poeta. Não vou me preocupar, pois és amado por todas nós e de forma sem igual.

UM beijo em seu coração com carinho.
Obrigada por teus encantos querido Everson!

Nany C. disse...

Sempre deixo no teu coração um beijo...
Hoje, deixo na tua alma um afago...
Fica bem meu amigo...

(senti saudades do violão... quanquer dia, te peço uma canção!...)

Livinha disse...

O medo do poeta é a solidão...
Que o vento não retorne pra levar o que deixou, quando tudo pro poeta muito pouco já ficou...

Um feliz fim de semana

Bjs
Livinha

Daniel Costa disse...

Everson

Os medos de um poeta, passarão pelas mentes e confesso, por vezes transfomarem-se em realidades. Porém penso, a maior parte das vezes, são provenientes de ciúmes. Talvez por isso, esses façam parte normal de uma relação.
Abraço fraterno
Daniel

OutrosEncantos disse...

Hoje você me traduziu, Poeta!
Lhe desejo dia feliz!
Beijo.

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Principais medos de um poeta. A solidão. Contemplar o vazio. E que seus versos ecoem sem retorno como na beiramar. Tantos medos, mas esses talvez sejam os principais. Pelo menos a inspiração não falta. Um abraço, ótimo jogo e um final de semana poético... sem os medos acima. Mas com inspiração sim.

sonho disse...

Ola meu querido amigo! Nunca deixes que esses medos de invadam...pois os teus poemas são maravilhosos...
Beijo d'anjo

Desnuda disse...

Lindo querido poeta.

Feliz dia. Beijos, com carinho.

tossan® disse...

Sempre peço que as noites e madrugadas sejam extendidas. Belíssimo poema! Abraço

Assis Freitas disse...

inumeráveis como as estrelas são os medos,

abraço

lita duarte disse...

Everson,

Há tempo para todas as coisas debaixo do sol. (Eclesiastes)

Bom dia.

Beijos

Secreta disse...

Se todas as dores pudessem ser ocultas por palavras belas...
Beijito.

Lívia Azzi disse...

Meu medo é permitir realizar todos os meus desejos e ser irrestritamente eu mesma!

Tenho medo de minhas inquietudes mais profundas e sinto mais segurança em escrevê-las do que realizá-las.

Tenho medo de ficar sempre na teoria ou cair excessivamente para prática! Hahaha!!

Beijos e um ótimo jogo!!

Mila disse...

Linda e triste!
Bjs Everson
Mila Lopes

Pena disse...

Fantástico Poeta Amigo:
Extraordinária poesia de ouro dedicada às musas de sonho.
De Portugal para o Brasil, a selecção brasileira merecia melhor sorte.
Empolga e entusiasma o seu mágico futebol que merecia melhor sorte.
Parabéns, na mesma. O Brasil deslumbra com aqueles toques sublimes de requinte na bola. São maestros fabulosos numa deliciosa sinfonia.
Lamento, com sinceridade.
Abraço ao seu talento.
Sempre a admirá-lo e também à selecção - maravilha que é o Brasil.

pena

Lamento.

ஐ¸.*Lady *.¸ஐ disse...

É a vida né poeta?
Medos, sonhos, tristezas, felicidades.
Viver é isso, conviver com nosos fantasmas, mas nunca deixar de viver e buscar nossa felicidade.
Não foi dessa vez, o Brasil perdeu.
Mas, a luta contunuará na próxima.
Faz parte, se ganha, se perde.
Bola pra frente!
Lindo fim de semana querido!
Com todo meu carinho.
Lady

Grafite disse...

"E jogue num papel branco
Qualquer verso que vier"

adorei o post!

beiijo,
*.*

laurinhando por ai disse...

Oi

Quanta saudades, menino!!!

Eu tenho muitos medos...mas quem não os tem??
Eles não me paralisam, ao contrário me impusionam!Embora muitas vezes isso me causa um estresse....mas a vida é isso matar um leão por dia..
Bjos
Laurinha

Lídia Borges disse...

Ser poeta é ser desassossegado... E ter no desassossego o ensejo de se encontrar.

Beijo meu!

Mari Amorim disse...

gostei muito,parabéns!
excelente final de semana,
Boas energias,
Mari

Luciana P. disse...

Os medos de um poeta são bonitos, apesar de melancólicos, mas são os mesmos medos de quem sente a vida com intensidade, com certa particularidade. Os nossos medos são sinônimos das incertezas que adentram o coração e ali permanecem sem saber para onde ir...
Beijos de início de final de semana.

anita sereno disse...

não deixes que a tristeza te agarre
vive intensamente
beijos bom fim de semana
desculpa a ausência

*lua* disse...

"É encontrar explicação pro amor" Difícil heim, então fique tranquilo, beijo!

♥.•:****-franciete-****:•.♥ disse...

Ó meu querido quisera eu te dar um pouquinho da minha janela, mas estamos tão longe que só te posso dar a minha sincera amizade, e desejar para você alem de tudo de bom também um lindo fim de semana com muita luz e paz no coração.

AFRICA EM POESIA disse...

Everson
Recebi o beijo verde e amarelo
torci pelo meu Pais /irmão.
Não sei explicar o que se passou...


umm beijo verdinho da cor do meu Sporting

Marcia disse...

Meu Renato Russo...o que se passa???? Sabes que todos te adoramos e queremos te ver bem....me deixaste preocupada...espero que seja somente devaneios de um poeta na madrugada...fazendo indagações a lua...pois o me Renato Russo não pensaria assim...
Vou te mandar e-mail e conversamos melhor...
MAS SAIBA QUE EU TI ADORO...
Linda noite e um excelente final de semana meu Renato Russo...e estou sempre juntinho de vc...nunca esqueça disso...

ॐ Camila Anastasi disse...

Se eu tinha gostado do teu outro blog, gostei ainda mais desse aqui. De verdade! Que poesia deliciosa e cheia de coisas verdadeiras!

Otimo final de semana!

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

E quando nos perdemos no desejo, todo o resto vai com tudo.

Noite de luz, querido amigo.

Rebeca

-

IT disse...

"Tu Tens Medo"
Não Vês que acabas todo dia
Que morres no amor
Na tristeza
Na dúvida
No desejo
Que te renovas todo dia
No amor
Na tristeza
Na dúvida
No desejo
Que és sempre o outro
Que és sempre o mesmo
Que morrerás por idades imensas
Até não terem medo de morrer
E então serás eterno.
Cecília Meireles

Grande abraço meu caro!

Rosemildo Sales Furtado disse...

É não ter mais o seu beijo
No seu corpo não encontrar desejo
Por todos os pólos
E em todos os seus pelos
Não se entregar mais aos seus apelos

Muito profundo, Amei!

Abraços e ótimo final de semana.

Furtado.

ANTOLOGIA POÉTICA disse...

És tu a Primavera que eu esperava,
A vida multiplicada e brilhante,
Em que é pleno e perfeito cada instante.


Sophia de Mello Breyner Andresen

Te desejo um Sábado de alegrias M@ria

Paula Barros disse...

Bem, neste momento, e em outros também, acredito que está é um grande receio de um poeta:
"É encontrar explicação pro amor
E nunca mais poder escrever uma linha sequer
Que reflita sua dor."

beijo

ღPat.ღ disse...

Um liiiiiiiiiiiindo fim de semana para ti meu querido do coração.

Amapola disse...

É muito bom estar aqui, respirando seus belos poemas.
Parabéns, e muito obrigada por esse privilégio.

Um grande abraço, amigo poeta.

Carlos Augusto Matos disse...

Medo é normal ter, mas temos que enfrenta-los sempre, se não seu reinado dentro de nós, não acaba!!!!!!!!

Abração!!!!!!!

Tianne disse...

tenho cá meus medos. pretendo sublimá-los de forma poética como você.
adorei

 
Web Analytics