sábado, 31 de julho de 2010

Lilás
Quando o amor chegou
Entre montanhas e nuvens
Trazendo o cansaço na bagagem
Flores colhidas no mar
Estrelas caídas no chão
Jardins suspensos no céu
Almas que acalentam um coração
Quando o amor chegou
Morava numa ilha deserta
Poema e alegria despertos
Olhos fechados pro mundo
E um suspiro profundo
Quando o amor chegou
Com um a aquarela de cores
Beijos de vários sabores
Refletindo no sol e luar
Não saberia mais te encontrar
Quando o amor chegou
Trazendo no colo um anjo
De rosto puro em paz
Que nos cabelos tinha
Uma linda e inexplicável flor lilás.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98
Visite também:
O Ultimo Barco do Planeta
A Tempestade
O Livro dos Dias Poesias
Pedidos no email: evr.russo@uol.com.br

32 comentários:

Desnuda disse...

Boa noite, poeta!

Um belo poema, Everson. Cada verso ilumina a alma.

Linda noite e um òtimo sábado, amigo.

gabyshiffer disse...

LIndo poema como sempre!
:)
Vim desejar boa noite
Bom final de semana pra vc
Beijos

Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento.
Clarice Lispector

Fátima disse...

Deixo um beijo carinhoso , e ótimo final de semana.
Agradeço seu carinho sempre.

Marilu disse...

Querido amigo, linda poesia, e é minha cor favorita..lilás...Tenha um lindo final de semana...Beijocas

Daniel Costa disse...

Evenson

Como é belo o poema!...
O amor de lilás realmente, será mais bonito, quando o poeta é muito imaginativo.
Abraço de fraternidade

Paula Barros disse...

"Flores colhidas no mar
Estrelas caídas no chão
Jardins suspensos no céu"


Um cena que me vez bem ver...imaginar...sentir...

As palavras foram tornando-se cena.

abraço, bom sábado!

Nany C. disse...

Que lindo!!!
Everson... cada vez mais é um prazer em te ler!!

Beijos no corção ,meu amigo!
Um
lindo fim de semana pra ti!!

ღPat.ღ disse...

Querido Everson!

Quando o Amor chega é assim...

Um beijo com muito carinho.
Obrigada por tua presença e palavras em meus blogs. Estive ausente, mas ainda hoje estarei fora.

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Quando o amor chegou, planando, flutuando, habitou o lugar... e o
lugar floriu em lindos poemas. Como esse. Um sabadão ótimo pro amigo. Estou te mandando um email agora. Leia por favor. Um abraço

Bandys disse...

Quando o amor chega ele tras varias cores e sabores.
Lindo seu poema.
Eu? Eu to perdida sem pai nem mãe numa praia imensa, rsss

Beijos Everson e que seu fds seja de muita luz.

Pena disse...

Sublime Poeta Amigo:
Escreve sempre de forma admirável e fantástica numa perfeita Alma profunda e poética de rara ternura por elas.
Parabéns.
Abraço forte ao seu poder criativo gigante.
Sempre a admirá-lo

pena

Excelente, poeta.
Mais um poema que preenche pela beleza.
Fantástico.

Pérola disse...

Lilás eu uma cor linda e misturada com amor deve ser um arco-íris de emoção.
Beijos poeta.
Vc é bom no q escreve,já li esse poema mas mesmo assim consegue causar novas emoções.
Beijokas.

carol sakurá disse...

Poeta!

Que lindo!

Inspirou-me a usar uma flor lilás hj à noite.

Beijos da ensolarada Bh!

HSLO disse...

Bom dia poeta meu...

Estava lendo todos esse belos poemas por aqui...é tudo muito lindo e verdadeiro. Você escreve com alma.


abraços
de luz e paz

Hugo

lita duarte disse...

Belo poema, Everson.

Beijos.

C@urosa disse...

Olá caro amigo poeta Everson Russo, a cor lilás sempre "cheira" a sensualidade, adorei mais esse belo poema, e também a imagem fotográfica. Parabéns

*lua* disse...

Everson, obrigada matastes a curiosidade que me matava rss. O lilás, adoooooro, transformação, espiritualidade, numa mulher então, sensualidade! Beijo

Josy Nunes disse...

Oi,
Everson,
emociona por ser tão simples e tão belo. Mais um que amei!
Beijão no seu coração, bfds e fica com Deus

Sylvia Rosa disse...

Quem sabe não me aparece alguem com um Cravo Lilás...........
Lindo, lindo.
Bijao de BFD

Assis Freitas disse...

linda e inexplicável flor lilás, grande arremate


abraço

Guará Matos disse...

O amor quendo vem, sacode geral.
Abraços.

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

O amor quando chega não tem quem segure.

Que sua noite seja de luz, querido amigo.

Rebeca

-

romantic disse...

meu querido que cor linda escolhestes
para representar o amor,diz uma maiga que é pura energia esta a cor.lindo mesmo! bjs!

Luciana disse...

Oi Everson
Um ótimo fim de semana pra ti amigo
Bjs

Anônimo disse...

Boa Noite,,menino poeta.
Um lindo Domingo beijos da maizinha ,Evanir
www.fonte-amor.zip.net

Rosemildo Sales Furtado disse...

Oi amigo! Estava passando e vi quando o amor chegou, aí então entrei e li um belo poema na cor lilás.

Abraços e um ótimo domingo pra ti.

Furtado.

Mar... disse...

Oi meu Renato Renato Russo...eu amo essa sua poesia ao amor colorido....nossa...que mudança hein meu amigo?????
Tudo é mais belo quando deixamos as cores da vida colorir o nosso amor...e isso está nítido agora nas suas poesias...
Lindo de viver....
Obrigada sempre meu roqueiro querido...
Amor e carinho se retribui da mesma forma...então saiba que estou sempre aqui e tenho vc aqui sempre juntinho do meu coração;;;vc é um amigo especial que Deus colocou na minha vida...adoro vc...
Tenha uma linda noite e um domingo perfeito...
Bjs com muito carinho...

OutrosEncantos disse...

Ah!....
Sempre cada um mais belo que o outro!
Amei de verdade!
Esse tom lilás me encanta, moço!
Beijo meu!

mARa disse...

...Querido lembro dessa poesia, rsssss...inspiraçao e piração...algo assim entre palavras jogadas ao vento...

Beijo e é sempre bom reler, reescrever, resignificar...


Vento frio e sol timido...

Sandra Botelho disse...

nesses jardins suspensos que não são da Babilonia...O amor será real, magistral e infinito.
bjos com ternura!

Clecilene Carvalho disse...

Lindo amor de várias cores, colorido feito arco-íris... que deixa no ar a suavidade da cor lilás. Beijos.

A Flor do Sul - Perah Hadarom disse...

Pois é... tanta coisa que parece bela aos olhos, mas na verdade é fria e sem vida! Iludimo-nos tão facilmente, amigo.

Obrigado pela poética sempre encantadora.

À bientôt.

 
Web Analytics