sábado, 17 de julho de 2010

O Barco de Papel
Cruza o horizonte
Contra a correnteza
Dos mistérios do mar
Não tem mais certeza
Corre perigo na maré
Na tempestade que enfrenta
Ou nas ondas que vier
Como um barco de papel está o amor
À deriva sem direção
Perdido nessa tola imensidão
Não encontra mais o caminho
Numa escuridão de águas e de lágrimas
Encontra-se no infinito sozinho
Levado pelo vento
Vai parar onde a sorte quiser
Não procura mais momento
Vive ao acaso num tormento
Esperando um aconchego
De quem realmente amor tiver.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98
Visite também:
O Ultimo Barco do Planeta
A Tempestade
O Livro dos Dias Poesias
Pedidos no email: evr.russo@uol.com.br

44 comentários:

Nany C. disse...

"...e é o vento da paixão que sopra as velas levando-o para além de horizontes e mares bravios... lá, de certo, encontrar-a o verdadeiro amor..."(NC)

Beijos no teu coração poeta...!

Sandra Botelho disse...

O amor está ancorado em seu coração...Solte-o ao mar e deixe que ondas o levem ao coração de sua amada.
Tenha uma linda noite.
Doce poeta.
Bjos achocolatados

Mar... disse...

E assim é a vida meu querido...sempre estamos a deriva...mesmo quando achamos que estamos seguros em terra firme...basta o coração encontrar um outro coração que o faça disparar...e pronto...ficamos a deriva...deixando se levar pela emoção...e viver isso é bom demais...
São nesses momentos que encontramos alguém que vale a pena...
Linda madrugada meu Renato Russo...
e um final de semana delicioso para vc...adoro vc viu...sua amizade e carinho são especiais demais...bjs carinhosos...

Marilu disse...

Querido amigo, todos nós já nos sentimos assim, em um barco de papel a deriva, levando nosso coração. Mas o mar sempre devolve tudo, com certeza vai devolver teu coração a tua amada. Tenha um lindo final de semana. Beijocas

Mila disse...

Somos barcos à deriva quando se trata do amor, pois nunca sabemos quando nele haveremos de ter águas calmas ou naufragar...
Linda poesia!
Bjs Everson
Mila Lopes

Luciana P. disse...

Andamos por vezes à deriva. Mas a gente se acha hora ou outra, e quando isso acontece, é muito bom, a sensação é imcomparável a qualquer coisa.
Estou indo pra serra. Quando chegar lá e instalar meu laptop, te escrevo. Beijos e torça pra eu não congelar.

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Muito sentido e tocante! Parabéns querido! Beijos enormes********
Um poema meu pra vc*

*O Atropelo dos sentidos

Digo e maldigo e repito

que pobres palavras de nada servem

se o urro do urso é mais forte

e o sussurro do mar

ou mesmo outros cantares

E se reclamares

do atropelo de pelos

e rimas vulgares

direi

que onde palpita um ritmo

ora raios

não tem sentido que agüente

que esquentes a cuca

noutras latitudes

que nesta lato e ladro

a língua que quero eu*

Bom Dia*

Daniel Costa disse...

Everson

A comparação do amor com um barco de papel sempre estará certa, porém o barquito de de papel é mais usado para navegar em águas calmas. Bastantes amores também navegarão nessas águas mais tranquilas. A poesia é a poesia e o leitor aceita de bom grado a proposta do poeta.
Abraço fraterno

Luís Coelho disse...

O amor é grande...
Ele segue o nosso olhar...
Passa para além do mar...
E sempre vem nos beijar....

Ava disse...

Mesmo de férias, tenho que vir ler os teus poemas, meu poeta brasileiro. Hoje falas de tormentas e há tantas à nossa volta.

Um excelente fim de semana cheia de coisas boas, que eu vou ficar cheia de saudades.

Beijinhos doces, Ava.

Pluma Roja disse...

Buenos días poeta, paso a saludarte y desearte feliz fin de semana. Tu poema bello como siempre.

Besos.

MEUS PENSAMENTOS disse...

td q escreves é lindo um bjo querido!fim de semana lindo pra ti!

Lívia Azzi disse...

"À deriva sem direção
Perdido nessa tola imensidão"

Como escreveu Clarice... "Quem não é perdido não conhece a liberdade e não a ama"

Então aproveite e renda-se, mergulhe nesse infinito desconhecido...na inquietude do mar... De que adiantam os mistérios de uma ilha deserta se ela não se move?

Beijos e um lindo sábado!!

CARLA FABIANE... disse...

encantada, com seus versos!

Felina Mulher disse...

Lindo teu poema!

Teu barco pode estar a deriva...
Mas não deixe que o inverno se aposse de ti!

Beijosss

ÂME PASSIONNÉE disse...

Passando pra dar um bom dia.........

E um beijo na Alma........

Rute disse...

"Muitas vezes o meu coração esta como um barco a deriva, perdido na imensidão do mar, sem saber que direção a tomar.
O medo do desconhecido me deixa sem rumo."
Parabéns pelo poema.
ótimo final de semana, beijinhos a vc

Carlos Augusto Matos disse...

Vou construir um barquinho desse pra mim e viajar a procura de um novo amor...

Abração...

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

O barquinho foi fundo na sua sensibilidade.

Que seu dia seja de luz, querido amigo.

Rebeca

-

Pérola disse...

Barco a deriva, sem rumo.
Nos encontramos a vezes assim,mas amor temos sim e muiiiiiiiiiito o que falta é entender quando acontece ou está acontecendo,as vezes o amor necessita ser advinhado.
Beijos poeta.
Até.
Beijokas.

Elaine Barnes disse...

Estar assim a mercê do destino e entregue ao vento nas ondas do mar...É confiar em Deus,que a um bom lugar irá nos levar. Isso é fé! Só ela muda nossa vida,independe de religião.Enquanto queremos controlar tudo a vida nos joga nela mostrando que há uma força maior que move os ventos. Amei! Montão de bjs e abraços e um excelente final de semana

sonho disse...

Não é o medo...das tempestades...das correntezas do mar...que impede o barco de navegar...
Bom fim de semana
Beijo d'anjo em teu coração

ღPat.ღ disse...

Lindo poema meu querido amigo!

As vezes o barco toma direções opostas a nossa vontade... outras, ele segue o rumo que queremos, mas tentar manipular o curso do mar é erro na certa.. ele sabe o que faz!

Um beijo com carinho e um fim de semana lindo para você. Obrigada imenso por teu carinho...

ღPat.ღ disse...

Depois vou responder o email, ok? Beijos.

Saozita disse...

Obrigada querido amigo ,bom sabado para ti tambem.
Beijinho

Lau Milesi disse...

..."Como um barco de papel está o amor à deriva, sem direção". Lindo, belíssimo!!! Só você mesmo , poeta.

Um beijo e um bom fim de semana. Vou ficar por aqui me atualizando.[rs]

Amor feito Poesia disse...

"Amigos são flores plantadas ao longo
do nosso caminho para que saibamos
encontrar primavera o ano todo."

(Letícia Thompson)

Feliz Sábado e beijos na alma...M@ria


Obs:Tem selinho aqui,um carinho prá voce!Leve-o.

Assis Freitas disse...

barco a navegar mesmo frágil,

abraço

Riff disse...

Rapá... q. doidera né... Este mundo de blogueiros é surpreendentemente misterioso... Qdo apareço tenho tanto p. receber e ao mesmo tempo me doar... E a minha doação é por completa. Sabe... não sei de mais nada... me deixo levar, assim, como este frio que chegou e assolou o Rio de Janeiro, minha casa e meu corpo. Só sei q. continuo aqui com meu coração aquescido e cheio de amor para dar. Obrigada sempre pelas doces palavras, presença frequente em meu canto LOUCO e DESARVORADO como eu sou. Bjitos querido poeta.

Vaninha disse...

Olá Everson! Hum, essa voz é linda e faz me lembra uma outra voz tão conhecida, será que é sua? Vi que vc tem amigas em comum, cheguei aqui pra te conhecer e acho que vou ficar, ficar, quem sabe até fazer uma viagem nesse barquinho. Adorei seu refúgio, seu lazer! Beijinhos e venha dançar comigo, te espero? Beijos querido!!! :O)

gabyshiffer disse...

Esse barquinho cheio de sentimento está no mar da vida...
Vai se entrega ao amor e deixa que o mar seja pequeno pro seu barquinho
:)
Bom sábado pra vc meu amigo
Beijos na alma!

Pena disse...

Mais um belíssimo poema assinado pela sua magia e talento.
Parabéns.
A poesia já nasceu consigo, de certeza.
Abraço de respeito pelo que concebe de maravilhar.
Excelente, poeta amigo.

pena

Perfeito.
Bem-Haja pela visita. Adorei.

EU SOU NEGUINHA disse...

Traduzindo:
Meu pequeno anjo a troca de fluidos, o prazer, luxúria, o riso em seus olhos ... passar por tudo isso, me traz o prazer da alma ...
Beijos amigo lindo..adorei o poema
lindo fds

carol sakurá disse...

Que o barco dos seus versos atravessem o mar do mar do amor.
Beijos!

Chris... ჱܓ disse...

Lindos teus escritos...
Parabéns!
Amei...

Bjos e um finzinho de semana maravilhoso.

Vaninha disse...

Feliz demais com minha mais nova amizade: VOCÊ!!! :o)

ErikaH Azzevedo disse...

Pra amar é preciso ter coragem de se entregar ao balanço da maré e até se sentir desgovernar...amor nem sempre vem com bussula né.

Adorei a anologia do amor como barco de papel.

Bjinhos menino

Erikah

Mary Help disse...

Amigo, sua amiga Pérola não pode fechar o blog...ele é lindo D+ da conta e eu adorei.
Net sempre dá um probleminha, mas não podemos deixar isso acontecer e o melhor à fazer é nem dar ouvidos para quem quer que seja, que faça algum comentário de mau gôsto ou coisa parecida! Jamais devemos ligar para essas coisas, pq assim estaremos dando o gostinho para quem quer isso, fazer desarmonia!!! Temos que ser amigos leais e legais, sem competições e nem criticar quem quer que seja. Somos seres humanos e temos nossos direitos de preservar aquilo que gostamos de fazer. Ela precisa continuar, justo agora que ví aquela maravilha...não, ninguém merece! Pérolas são tudo de bom e queremos essa amiga desse blog lindo, CONTINUAR BLOGANDO!!! Bjux para vc e para essa nova amiga querida.
Com carinho, Mhelp!!!

Paula Barros disse...

Os meus barquinhos de papel todos se desmanchavam, se abriam, afogavam....seria algum presságio para o amor? rsrs

Olha, só não fiquei torta de inveja e de ciúme do seu abraço em Vilminha, porque eu já sabia desse encontro, porque eu abracei você e abrecei ela "muito mais primeiro" rsrs E até já abracei Sérgio, que você nem abraçou ainda.

Quero só saber se você cantou e tocou para ela? Aí o bicho vai pegar. rsrs

beijos no seu coração.

Denis disse...

Olá.

E nesse barco embora pareça frágil, vão os Sonhos e esperanças.
Muito bela a tua poesia, meus parabéns.

Boa noite.

;D

Pérola disse...

Everson meu querido,muito obrigado pelo seu carinho.
Eu sei que ñ deveria ter postado aquelas bobagens mas foi no calor da emoção,me magoei mas enfim...Passou.
Agradeço a sua atenção e a força q vc me deu com o seus amigos.Ganhei mais amigos e para ser franca fiquei muito contente.Eles foram muito gentis.
Beijos poeta,te amo muiiiiiiiiiiito.

Vozes de Minha Alma disse...

E mesmo em sua aparente fragilidade, o barquinho segue na força do amor.
Um abraço, meu amigo.

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Esse barquinho de papel cujo norte é o amor, vai longe, pois está soprado pelos bons ventos da poesia. Um abraço

Enigma disse...

Não sei por quanto tempo o meu barquinho vai firme, a tempestade é muito forte. Um beijo fofo* da sua amiga enigma. Kiss!! Kiss!!

 
Web Analytics