sábado, 7 de agosto de 2010

Vidraça
Daquela vidraça eu olho a rua
Vejo toda a gente que passa
E em meus sonhos te vejo nua
Vejo o amor passar pela vida
Vejo uma avenida e uma rua sem saída
Vejo um muro escrito amor
Alguém deixou um recado pra outro alguém
Pra aliviar a saudade e a dor
Daquela vidra eu vejo uma lua inteira no céu
Eu vejo pessoas correndo sem direção
E escrevo um poema num papel
Eu vejo o sol nascer radiante
Anunciando mais um dia um novo instante
Eu vejo a chuva que cai
Carros que correm desesperados
Eu vejo crianças e amigos
Andando abraçados
Daquela vidraça o mundo corre e a vida passa
Num canto qualquer eu deixo um sorriso sem graça
Eu sinto o vento que é o mesmo que toca os seus cabelos
Quando distraidamente sem me notar na janela você outro alguém abraça
Eu vejo a correria do mundo
Também um olhar que me encanta e penetra profundo
Vejo um casal se beijando e prometendo um futuro
Mesmo sem saber que esse é um caminho escuro
Eu vejo também o mar e um farol
Mas não avisto o meu porto seguro
Daquela vidraça eu vejo tudo que eu quiser
Eu vejo um homem esperando por uma mulher
Pra lhe prometer um paraíso qualquer
E que no final de tudo não é nada mais do que a sorte
De um insignificante instante qualquer
Eu vejo também o que eu não queria ver
Eu vejo a vida escorrendo nas mãos como a chuva na calçada
Eu vejo o tempo passando tão rápido
E eu não me importando com nada
Daquela vidraça que um dia embaçou
De onde você com os lábios desenhou
Contornos de amor e desamor
Da maldade que cerca a cidade
De quando no alto do infinito meu mundo desabou
E mesmo assim com tudo no chão
Ainda vejo da mesma vidraça pedaços do meu coração
Que ficaram espalhados e invisíveis à multidão
Tudo isso eu vejo daquela vidraça
E o que eu não vejo é porque por ali definitivamente não passa.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98
Visite também:
O Ultimo Barco do Planeta
A Tempestade
O Livro dos Dias Poesias
Pedidos no email: evr.russo@uol.com.br

34 comentários:

Mila disse...

Coisas do amor, coisas da vida...muito bem descritas por vc querido poeta.
Bjs
Mila Lopes
Bom Fim de Semana!

Livinha disse...

Olá Everson!
Belíssimo poema, descrição perfeita de um dia onde na vidraça discorresse um texto, tão representativo da vida que corre lá fora enquanto teus olhos no desejo descreve o ti mesmo.

Bom meu amigo, estive doente, eis o porque do meu sumiço.
Cá estou de volta para me embevecer nos teus tão profundo poemas...

UM feliz fim de semana

Bjs

Livinha

Marilu disse...

Querido amigo, lindíssimo poema, sempre com a sensualidade que lhe é peculiar. Amei...Tenha um lindo final de semana...Beijocas

εïз εïз Doce Essencia εïз εïз disse...

Bom Dia Amigo Poeta,

Encanto ainda encontro nesta pagina,agora vejo regado com um livro todo teu ?(nosso).
E depois de um longo descanso(forçado),volto,nao sei se pra sempre...pq o pra sempre,sempre acaba...mas curtirei a cada novo amanhecer...

Doces Beijos

Doce Essencia

Wanderley Elian Lima disse...

Olá poeta
Se que fim de semana seja cheio de fortes emoções rsrsrs
Abração

Daniel Costa disse...

Everson

A mulher para se certificar da sua infinita beleza, qundo passa em frende da vidraça, não passa sem se mirar. O poeta observa e de imediato traça os contormos, ali tem a musa com que sonhava, para se inspirar nos seus versos e entrar noutro processo, que não terá acabado bem.
O verso, esse foi ficou perfeito.
Bom sábado!

Pat. disse...

Daquela vidraça podemos ver muitas coisas... se ficarmos olhando fixamente, vemos até o que não passa... enxerga-se com o coração.

beijo de carinho e agradecimento por tua presença, meu lindo!
Lindo fim de semana...

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Olá, Poeta querido! Bela vidraça! Bom Dia para todos Nós*
Beijos

Guará Matos disse...

Um voyeur costumaz. Excelente!
Abraços.

Vozes de Minha Alma disse...

Poeta, bom dia.
Que a vidraça esteja sempre aí, para que nela vejamos os teus poemas.
Abraços.

Pluma Roja disse...

Buen día poeta, paso a saludarte y desearte feliz fin de semana.

Tu poema como siempre: Bello,

Saludos cordiales.

besos.

E.Rakowski disse...

A vida passa com todos os seus momentos!!!



Everson,
que bacana as fotos com o livro.
adoreii tbm quero *__* rsrs.
um beijo e feliz fim de semana!!!

Bandys disse...

Na vida temos que ter varias
vidraças...
Belo poema.
Mil beijos e um sabado de muita PAZ

Diva Lali disse...

Nossas vidraças...Só nossas!

Lindo poema, querido poeta!
Bjo grande e abraço na alma.

Hod disse...

Ola Amigo,
Belas panorâmicas saltam pelo mundo e sua vidraça possui um certo elan.

Bom domingo festivo,

Forte abraço!!

ღPat.ღ disse...

Everson Querido,

ahhhhhhh eu quero teu comment lá sobre o gajo.. rsrsrs
Beijos em ti...

darlene alves^♥^ disse...

Que encantooooo......

E eu vejo junto com vc.......

vejo, vejo, vejo além.....

bjo Poeta amado....^♥^

bom fds p ti...*-*

Folhas de Andreza disse...

..vc me diz que seus pais não entendem...mas vc não entende seus pais...são crianças como vc, e o que vc vai ser quando vc crescer...
Feliz dia dos pais (se for ou se tiver)com bjks doce no ♥.

Lívia Azzi disse...

Esse é um dos mais profundos que li aqui no livro...

"Vejo um casal se beijando e prometendo um futuro
Mesmo sem saber que esse é um caminho escuro"

O que conheço como definição para o amor é essa de se atrever a caminhar na escuridão...

Lindo, poeta!

Um belo sábado para ti!

EU SOU NEGUINHA disse...

Atrás daquela vidraça....eu procuro...
Beijos meu amigo,lindo fds

legalmente loira... disse...

Olá Everson,
que lindo!!
vidraça de nossos sonhos.
bjos com carinho

Principe Encantado disse...

Como nossos olhos que são a vidraça, seu poema me mostrou que muitas vezes vemos distorcidamente a realidade.
Abraços forte

Assis Freitas disse...

vidraças, que vai atirar a primeira pedra,


abraço

lita duarte disse...

Oi, Everson.

Bom final de semana.

Beijos.

Memória de Elefante disse...

"E mesmo assim com tudo no chão
Ainda vejo da mesma vidraça pedaços do meu coração"

Duplo coração o que se contempla
e o que não se entende
o que viaja sem saber se chega
mas não desiste jamais!

Um beijo e ótimo fim de smena

Grafite disse...

"E em meus sonhos te vejo nua
Vejo o amor passar pela vida
Vejo uma avenida e uma rua sem saída"

suas palavras são demais! Parabéns...

beiijo,
*.*

Paula Barros disse...

Da janela da mente, com imaginação, se ver tudo o que se quer, e o que não se quer também.

Da janela da mente, criamos mundo, destruimos mundos também.

Da janela da mente o pensamento voa..

beijo

Felina Mulher disse...

Este poema é fabuloso e de uma grande expressividade. Parabéns!!

besos meus.

Mar... disse...

Para os mais sensíveis e atentos é possível enxergar coisas tão especiais como a alma daquela que ama incondicionalmente...
Simplesmente lindo de viver meu querido....
Saudades de vc...já estou ficando mal acostumada a conversarmos por e-mail....
Linda noite meu querido e um ótimo domingo...
Sabes que és especial demais para mim...um grande e muito querido amigo...
Bjs carinhosos meu Renato Russo....

Rute disse...

Ótimo domingo a vc, Beijinhos, parabéns pelo linda poesia.
"Cada vidraça, a um olhar diferente".

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá amigo! mais uma vez, passando para me deliciar com mais uma das tuas belas criações. A janela de repente pode se transformar num excelente mirante.

Abraços, ótimo final de semana e um feliz dia dos pais.

Furtado.

Vaninha disse...

Oi amigo lindo! Vim te ver, ver o que andas pintando...ou melhor, escrevendo! Tudo mais que perfeito, lindos sentimentos! Beijão querido, um recheado final de semana pra vc...com amor, carinho, desejos!!! :0)

Sonhadora disse...

Meu querido
Maravilhoso como sempre, devia haver uma vidraça onde a vida fosse sempre clara.

Beijinhos
Sonhadora

Ivone Leão disse...

Obrigada pela visita Everton, passei por aqui deixando um abraço!

Parabéns pelos seus trabalhos poeta!!

Ótima semana pra você!!

 
Web Analytics