segunda-feira, 25 de maio de 2009

Eu Caí do Infinito do Céu na Imensidão do Mar
Antes de você partir eu era
Uma estrela que brilhava pelas madrugadas no céu
Iluminava nosso caminho de amor e paz,
Pendurada num universo sem fim
Eu radiava minha emoção
E te trazia sentimentos que não serão esquecidos jamais,
Daqui do alto eu via tudo
Velava seu sono, tranqüila de amor
Eu via você acordar e não sentia nenhuma dor
Durante o dia eu me escondia, mas ficava
De um ponto a te vigiar
Não podia te perder de vista e muito menos ta abandonar,
Esperava com serenidade outra madrugada chegar
Pra por você outra vez a minha guarda montar,
Num dia cinza de inverno
Entre nuvens cercadas de escuridão
Eu vi você partir, partindo também meu coração,
Não sei bem certo como ocorreu
Mas eu desprendi lá do céu e me pus a cair pelo infinito
E mergulhei na imensidão do mar
E hoje vivo num profundo canto escuro e aflito,
Vivendo dos restos da vida
Até que o fim venha me buscar
De uma estrela do céu eu virei
Uma estrela no mar,
Sinto meus sonhos perdidos
Submersos num silencio sem fim
Não entendi o que houve
Porque você sumiu de mim,
O que antes eram brilhos ao vento
Hoje são bolhas numa imensidão
A espera de um porto seguro
De um carinho e um coração.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98
Visite também:
O Ultimo Barco do Planeta
A Tempestade

5 comentários:

Majoli disse...

Também eu meu amigo, me sinto esta estrela perdida no mar, tão lindo tudo isso, mas tão triste.
Beijos doces no seu coração, linda semana pra você.

Luciana disse...

Uma estrela perdida no mar a procura de abrigo talvez, quem sabe um porto seguro para acalentar o espírito...
Enquanto houver vento e luar, estaremos esperando por respostas...
Beijos, poeta!

Blue disse...

Passando novamente. Já comentei, não apareceu. OK, comento outra vez: Linda poesia. Me identifico sempre com o que escreves. Porto seguro, carinho, coração. Quem não quer, quem não precisa?
Abraços Poeta da Toca da Raposa!

Anônimo disse...

Uma paradinha pra matar as saudades desse pedacinho do céu....ou Porto seguro?rsrsrsr
Saudades amigo!!! bjos carinhosos e abraço apertado!Marcinha*

paula barros disse...

Tive a impressão de já ter lido essa.

De estrela do céu a estrela do mar. Sempre estrela, brilhando no céu, no mar.

E quando estiver amando vai fazer brilhar até as estrelas do céu da boca.

um dia intenso de carinho.

abraços e beijos

 
Web Analytics