segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Do Amor Nasce a Solidão
Sentando ali e trancado no quarto
Ouvindo os sons da madrugada
Sons que clareiam silêncio
Desatinos de amor e desafios de dor
Eu vejo o poder das estrelas
Pequenas lágrimas brilhantes do céu
Lá de cima contam historias
E aqui embaixo eu lembrando seu mel
A lua nem uma palavra a dizer
Se não tinha luz
Não tinha arco-íris
E não tinha cor
Pela ausência da paz que me trazia o amor
Peguei o violão
Toquei uma canção
Canção que do amor nasce a solidão
Por não resistir
Pro não querer ficar
Por não entender
E não decifrar o que é amar.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98
O Barco de Papel
Cruza o horizonte
Contra a correnteza
Dos mistérios do mar
Não tem mais certeza
Corre perigo na maré
Na tempestade que enfrenta
Ou nas ondas que vier
Como um barco de papel está o amor
À deriva sem direção
Perdido nessa tola imensidão
Não encontra mais o caminho
Numa escuridão de águas e de lágrimas
Encontra-se no infinito sozinho
Levado pelo vento
Vai parar onde a sorte quiser
Não procura mais momento
Vive ao acaso num tormento
Esperando um aconchego
De quem realmente amor tiver.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98

Visite também:
O Ultimo Barco do Planeta
A Tempestade

43 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Olá Rapaz!
Decifrar o Amor? E depois, que graças tem? Não decifra não. Onde está quem tem Amor? por favor, quem tem Amor é o Poeta de esta Hora! Tão caloroso nos presenteia com tantos versos dos quais transbordam carinho amor bondade amor amizade e tudo o que ele sabe, não é meu Lindo Poeta
Gostei e como já vou indo
Deixo-lhe beijos carinhos abraços mais beijos e um maço de flores sempre
Bom dia!

Kátia Ruivo disse...

Vc tem um talento e uma sensibilidade incríveis...

**£ú® disse...

Uma semana linda prá vc... bj... **£ú®

Lua disse...

Belo, beloo!

Uma maravilhosa semana p vc, beijos!

Nanda Assis disse...

ai q lindo essa do barco de papel, maravilhosa.

bjosss...

Pluma Roja disse...

"Escute os sons da madrugada
Os sons que iluminar o silêncio
Loucuras de amor e os desafios da dor "

Russo Olá eu venho a dizer Olá boa noite, e acho este poema lindo. Uma saudação cordial. Até logo amigo.

Wanderley Elian Lima disse...

Olá meu amigo, o amor é uma incógnita, amamos mas não entendemos.
Um lindo dia para ti
Abração

Daniel Costa disse...

Poeta Everson

Na solidão embora, poderá deduzir-se, os poema de amor são imaginados e escritos calorosamente. O violão em qualquer cincunstância pode acolitar o poeta, ajundando a tecer e imaginar com vibrante folgor, como aconteceu.
Abraços,
Daniel

Marcia disse...

Olá amigo,
Lindo, lindo, muita inspiracao! é necessário ter muita sensibilidade para compor tao belos poemas!
Abracos,
Márcia

louca esquizoffrenica disse...

Everson, por vezes vamos à deriva em silêncio, na solidão, mas vamos. O amor por vezes não se entende. Mas nada a fazer contra todo o seu poder. Porque quem nasce com coração grande e cheio de amor para dar acredita sempre no sua capacidade de ser guiado por esse mesmo amor, contra a solidão, contra as marés, mesmo que seja num frágil barco de papel. Beijos e um lindo dia para ti. Hoje adorei vir aqui, obrigado pelas tuas lindas palavras.

Gilson disse...

O amor e desejo envolvidos pela força da natureza. Muito lindo.
Ótimo dia.

(Carlos Soares) disse...

Amor se faz com duas metades.Se uma faltar,como você disse... nasce a solidão, a saudade, a fraqueza, o desânimo. Amor só serve por inteiro.
Gostei muito também do BARCO DE PAPEL, solto nas águas aguardando alguém que tenha amor,que mereça. E EU NÃO SOU DAQUI, concordo.A gente tenta jogando poesias,mas a terra continua fria.Um abraço e ótima semana

Adolfo Payés disse...

Un beso siempre con cariño, paso como siempre a disfrutar de tu blog..


Un abrazo
Con mis
Saludos fraternos
que tengas una feliz semana..

Francisco Vieira disse...

Uma grande semana para si, é o que lhe desejo , meu amigo, e um grande abraco

Luciana P. disse...

Não, nem me fale em solidão. Sei que vc entende do amor bem mais do que eu, mas eu e a Tatinha adoramos rir dos seus comentários, só pra sacanear. Se eu fosse vc, leria o que ela disse do seu comment, não só o de hoje, têm outros, hahahahaha.
Seus versos estão lindos, até por que, hoje estou verdadeiramente com olhos de primavera. Finalmente, a estação florida entrou na minha vida e posso compactuar com a sua beleza depois de um longo e tenebroso inverso de tristeza. Acho que mereço essa euforia. Centrei-me novamente, redescobri a minha vida e nem precisei sair de casa. Apenas me dei uma chance de redescobrir as emoções. Beijos, Everson, beijos encantados e muitas inspirações para os seus versos de amor.

DE VEZ EM QDO VENHO AQUI disse...

muito triste amar,ficar só...qdo há o reencontro tudo passa, mas qdo o amor vai embora...
bjs na alma!!!hj tenho banca!!!é semana científica, fiz um artigo do tcc, e apresentarei a noite,dia 2 é a banca do bendito tcc,mas tudo dará certo!!
assim q td isso acabar,retorno com todo a garra,nao esqueço de vcs!!
fica com Deus!!se cuida gurí!!!!

Luciana P. disse...

Ah, o cometário que ela fez está no Sex Appeal...

Luciana Klopper disse...

Quanta delicias nas sensibilidade de suas palavras

Tatinha disse...

Oi,
Olha eu aqui. Confesso estar tímida e meio assustada diante de tantas produções lindas, sensíveis e com tantos seguidores.
Comentar tamanha sensibidade não me cabe. Eu uma simples mortal diante de um DEUS, não o grego mas das palavras. Pelo menos é o que eu pude ver até então.
Sinta-se privilegiado menino, por esta dádiva divina que você possui.
E continue "desviando" pelo caminho... estes seus desvios são lindos!
Eita Lu, estou diante de outro que eu quero ser igual!!!! Eu que não vá estudar para conseguir chegar aos pés de vocês, não??? Para ver se eu consigo!!!

tossan® disse...

Inspiradíssimo como sempre. Decifrar o amor pra que? Impossível! Grande poesia!
Se por acaso quiser...Prestigie a homenagem que fiz ao João Menéres e Eduardo Poisl lá no Amigos. São poetas também só que nas imagens. Abraço
http://amigosnablogosfera.blogspot.com

Fragmentos Intemporais disse...

Do amor nasce a solidão...

Está tudo dito!!!


Beijinhos querido.

Isa disse...

É de um dom incalculável esta beleza de poesia que exprimes no céu

Ari Mota disse...

Caro Poeta

Parabéns pela sensibilidade e escritos.

Ari Mota disse...

Caro Poeta

Parabéns pela sensibilidade e escritos.

Bandys disse...

Ah Everson,

Belos e tristes!!

Faz assim óoooo, passa lá no esconderijo que acabei postando hoje... e tem recado pra galera.

Solidão?? Humm cadê Cazuza??

O amor é um caso serio!! Mas seu eu não vivesse por ele, viveria porque então??

Ah eu hein! Ame menino.
Ame e se não encontrar um amor, ame-se!!
Eita eu hoje to me amando demais.
hahahaha
Beijos na alma
Se quiser passa lá. ☺ ♫ ♪ ♫ ♥ ☺ ♫

Pena disse...

Notável Poeta Amigo:
Dois poemas de fascínio e gigantesco sentimento poético perfeito.
Ressalvo e cito um sentir extraordinário e fabuloso de si:
"...Na tempestade que enfrenta
Ou nas ondas que vier
Como um barco de papel está o amor
À deriva sem direção
Perdido nessa tola imensidão
Não encontra mais o caminho
Numa escuridão de águas e de lágrimas
Encontra-se no infinito sozinho
Levado pelo vento
Vai parar onde a sorte quiser..."

DIVINAL, como é uma constante em si.
Fantástico.
Sempre a respeitá-lo cada vez mais pela amizade sincera.
É uma honra estar aqui.
MUITO OBRIGADO pela amabilidade deixada no meu blogue.
Abraço forte amigo de muito respeito e estima.
Sempre a admirá-lo

pena

Bem-Haja, GRANDIOSO amigo poeta exímio.
É sublime, o que cria em versos fabulosos.

Memória de Elefante disse...

O Amor deve ser sentido e chega quando menos esperamos...que venha mesmo num barco de papel e encontre logo seu cais de amor!

Um beijo e ótima semana!

Blue disse...

Que do amor nasce a solidão e uma profunda tristeza, disso tenho certeza!

Abraços

Luciana disse...

Oi Everson


Tenha um dia lindo

Bjs com carinho

Bandys disse...

Quero saber se tu vai participar de novo?? hehehehehe
Mas antes tem um montidegenti..tu espera??

mergulho nas profundezas como mortalha de meus sonhos feitos de papel, de textos e de letras. Bem no fundo, retorno à essência da natureza, de ser tudo e não ser apenas, um pedaço deste mundo."

Lindo isso ne??


Beijos no teu ♥ gigante!

Sofia Carvalho disse...

"Peguei o violão
Toquei uma canção
Canção que do amor nasce a solidão
..."
Muito forte estas palavras Ever, mas de uma beleza tamanha. estas bateram forte, tão forte que até doeu!;)
Amigo, bom fima de semana e beijinhos;)

M@ria disse...

Na tempestade que enfrenta
Ou nas ondas que vier
Como um barco de papel está o amor
À deriva sem direção

nada a falarrrrrrrrrr

sua sensibilidade me emociona sempre.....Beijos ...Beijos

Tatiane Trajano disse...

Passando aqui pra deixar o meu carinho e o desejo que sua semana seja maravilhosa..

Beijos!

Beta disse...

Oi sumido!
Lindos poemas!
bj
beta

Layara disse...

...Você cantou a mais bela canção em versos de solidão...você aconchegou a noite mais fria com o calor de uma colcha de retalhos coloridos de emoções...Ah! voce fez a Lua beijar as aguas tépidas do mar, coloriu o jardim com perfumes de flores perenes.
Você canta o amor como serenata na janela da amada. Se encanta com a Chuva e conversa com as estrelas...

Sorria!

beijos do meu Horizonte ao teu Belo Horizonte, as vezes com solidão,mas sempre tão Belo.

MEUS PENSAMENTOS disse...

boa noite everson mesmo dodoi vim correndo lhe agradecer por me seguir ,lindos poemas ,maravilhoso e aconchegante o seu cantinho,voltarei assim que estiver melhor um abraço!

♥ ♥ Eu disse...

Os poemas são lindos, amores sentidos e q um dia quem sabem poderão voltar a fazer parte de tua vida.

Um grande beijo e uma semana com muita paz!

Prof. Sergio Ricardo disse...

Fala sério, se tivesse que escolher o melhor teria muita dificuldade. Mas gosto da maneira que relaciona amor e o universo, é uma ligação complexa e maravillhosa entre os seres o cósmico. abraço amigo e irmão

Felina Mulher disse...

Boa noite Everson!

Preguiça, provas e muita, mas muita vontade mesmo de dizer "vc é especial".


Bjinhas.

Mary Help disse...

Meu bom amigo, vc sempre assíduo com suas visitas e eu como sempre, Adoro!
Obrigada eu que digo, por tanta dedicação e carinho para comigo.
Tenha uma ótima semaninha e receba um super beijo em seu coração, Mary Help!!!

Mary Help disse...

Meu bom amigo, vc sempre assíduo com suas visitas e eu como sempre, Adoro!
Obrigada eu que digo, por tanta dedicação e carinho para comigo.
Tenha uma ótima semaninha e receba um super beijo em seu coração, Mary Help!!!

evanir disse...

Hoje somos muito preocupados com nós mesmos. É um tal de o que EU quero, o que EU sinto, o que EU preciso.Temos a impressão que vivemos num jogo e que todos os demais são nossos adversários. Esquecemo-nos do principal a pomessa que Deus tem p/ nossas vidas .Oferemos nosso presente de 5 mil visitas ,também convidamos a conhecer nossa sala de oração a esquerda do blog Uma semana na paz e na luz de Jesus ,Evanir e Darly.

Querido filho sou grata pelo seu carinho .
E esteja certo que preciso dele mais do que nunca.Um beijo carinhoso no seu coração ...Te Amo..maizinha ,,Evanir
www.e.garcia.zip.net

paula barros disse...

Poeta, achei lindo esse trecho:

"Ouvindo os sons da madrugada
Sons que clareiam silêncio"

Ah, a madrugada, tão esclarecedora de nós. Que instinga nossos fantasmas.

Mas ela faz o poeta do amor delirar e escrever belezas sem fim.


um beijo!!

 
Web Analytics