terça-feira, 24 de novembro de 2009

Pedaços de Mim
Pedaços de mim jogados pelo chão
Feito folhas num jardim
Procurando por um verão
Pedaços de mim, pra você juntar
Como sol que quebra a lua
Escondendo o luar
Pedaços de mim gotas de tempestade
Que saem dos meus olhos
Inundando a cidade
Pedaços de mim como o mundo fosse acabar
E tudo terminando em pó
Na mesma estrada que irei te encontrar
Pedaços de mim são as palavras
Que escrevo pra você
Só pra dizer eu te amo e que quero só você
Pedaços de mim como estrelas
Caídas do céu espalhadas pelo chão
Eu quero seu amor seu mel e também seu coração
Pedaços de mim que hoje
São cacos de vidro do futuro
Que querem te levar por mar
Ou pra um universo seguro
Pedaços de mim que choram
Pela distancia do meu bem querer
Pelos dias que demoram
Pra eu poder ter você
Hoje carrego numa caixa dourada
Fragmentos pra você colar
São pedaços guardados de mim
Que só o seu amor pode guardar.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98

Visite também:
O Ultimo Barco do Planeta
A Tempestade

39 comentários:

Adolfo Payés disse...

Perfecto poema.
todo un placer pasar a leerte

Un abrazo
Con mis
Saludos fraternos

Que tengas una muy buena semana..

Sonhadora disse...

Everson
Maravilhosa poesia, sempre.
Um beijo
Sonhadora

Nanda Assis disse...

que lindooooo.

bjosss...

Nany C. disse...

Sempre somos pedaços... Quando nos damos inteiros nos partem em mil pedaços...
metades de desejos e pensamentos... Em cada poesia um pedaço, uma metade, um caco de mim...

Everson... Uma boa noite! Uma linda noite com pedaços de sentimentos a brilhar no infinito...

beijos n'alma e no coração meu amigo!

DE VEZ EM QDO VENHO AQUI disse...

kkk,menino, q coisa, cores,amores,realmente hj postamos sintonizados!!ah se as meninas poetisas lessem vc cm a alma,entenderiam seu rimar e seu penar...bj to em provas ainda, dia 2 é a banca e peguei uma sub(recuperação)to ferrada, mas aos poucos eu vortoooo!!bjs no ♥

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Olá, Poeta do Amor! Que lindo! Sua exposição de sentimentos é admirável. O Poeta sofre insiste persiste borda o poema com o seu puro cristal de amor ainda que aos cacos de tanta dor e canta encanta. Merece tudo, Poeta, todo o amor do mundo. Falamos por alegorias e nos chamam de lunáticos. Continuemos.
Beijos nesse vasto coração do mais puro amor.
Bom Dia,

Daniel Costa disse...

Everson

Mulher e homem vivendo em comunhão, com pensamentos deferentes, embora, devido às respectivas biologias, formam um ser para se completarem. O teu poema e a ilustação, indicarão isso. Ficou interessante, como sempre.
Poeta do meu apreço um abraço.
Daniel

louca esquizoffrenica disse...

Ja com saudades dos locais Que mais gosto, não resisti vir ler.te.
As vezes andamos pela metade quando damos tudo o que temos a alguem que tem dificuldade em entender o encaixe das nossas peças , mas quando o amor é verdadeiro e sentido ha sempre formas de tentar montar o puzzle e juntar de novo
metades que não sabem viver distantes .
Beijos e um lindo dia para ti .

Sofia Carvalho disse...

oh Everson, a tua paixão na escrita não tem limites,cada vez voamos mais longe dentro dela! Espero que pedaço a pedaço te vás construindo num poeta cada vez mais grandioso...
Amigo , beijos e boa semana

Andresa disse...

Nossa vida é cheia de pedaços, as vezes perdidos no passado..... outros que deijamos cair no presente......
Pedaços que se vão, e as vezes não mais conseguiremos juntar.
beijos amigo
e uma otima semana....

Att
Andresa

uminuto disse...

lindos estes fragmentos que nos fazem sonhar
um beijo

Elaine Barnes disse...

Maravilhoso poema. O verdadeiro sentimento de estar aos pedaços e o sonho bom que esse alguém virá juntá-lo. Esse desejo, essa alma aberta para gritar sua verdade é fascinante. Quem dera ouvissem e viessem provar esse amor aos pedaços, fragmentos de anseios de um poeta romantico tão inteiro. bjão amigo e parabéns pelo poema que fala dos sentimentos de tantos de nós.

sonho disse...

Pedacos de amor á espera de se juntarem...com quem te fez sonhar...
Beijo de uma anjinha em teu lindo coração

Elzenir disse...

Lindo...lindo...lindo...mais uma vez o poeta se revelou. Acho que o poema mais lindo q vc já fez. Parabéns! Bjs

(Carlos Soares) disse...

Pequenos pedaços de poesia que se unem e fazem um lindo mosaico, num todo romântico. Parabéns por saber fazer esses pequenos pedaços virarem poesia e canção.Um abraço

Majoli disse...

Pedaços de Mim, ah que lindo meu querido.

Também eu estou querendo que um certo alguém venha colar os fragmentos meus.

Você poetiza tão lindo...ai ai.

Beijos meu amigo querido.

Memória de Elefante disse...

"Escondendo o luar
Pedaços de mim gotas de tempestade
Que saem dos meus olhos
Inundando a cidade"...

Estes versos são lindos!
Pura música a nos embalar para enfrentar cada amanhecer vestindo o dia...

Um Beijo

Bandys disse...

Everson,

Você hoje me lembrou meu não menos amado Chico!!(Nossa será que fomos cantores em outras vidas? Será só imaginação... Será???hahaha)
Lindo seu poema, mas não guarde seus pedaços..reconstrua com muito amor..
ps¹: Gostei da nova fotinho..ficou 1000
ps²:você chegou quando estava mudando a poesia, hahahaha..

Deixo Chico pra você:

Pedaço de Mim
Chico Buarque
Oh, pedaço de mim
Oh, metade afastada de mim
Leva o teu olhar
Que a saudade é o pior tormento
É pior do que o esquecimento
É pior do que se entrevar

Oh, pedaço de mim
Oh, metade exilada de mim
Leva os teus sinais
Que a saudade dói como um barco
Que aos poucos descreve um arco
E evita atracar no cais

Oh, pedaço de mim
Oh, metade arrancada de mim
Leva o vulto teu
Que a saudade é o revés de um parto
A saudade é arrumar o quarto
Do filho que já morreu

Oh, pedaço de mim
Oh, metade amputada de mim
Leva o que há de ti
Que a saudade dói latejada
É assim como uma fisgada
No membro que já perdi

Oh, pedaço de mim
Oh, metade adorada de mim
Lava os olhos meus
Que a saudade é o pior castigo
E eu não quero levar comigo
A mortalha do amor
Adeus


Beijos meus e uma quarta de muitas colas pra juntar os pedaços.

"re" disse...

Nobre Poeta

Tem um selinho pra ti lá no meu canto, caso tu aceite
Un beso

Luciana Klopper disse...

Amei a foto nova...
Nada mais que mosaico pra definir esse sentimento de completo e incompleto que só o amor nos traz

Pena disse...

ENORME Poeta Amigo:
"...Pedaços de mim como o mundo fosse acabar
E tudo terminando em pó
Na mesma estrada que irei te encontrar
Pedaços de mim são as palavras
Que escrevo pra você
Só pra dizer eu te amo e que quero só você
Pedaços de mim como estrelas
Caídas do céu espalhadas pelo chão
Eu quero seu amor seu mel e também seu coração
Pedaços de mim que hoje
São cacos de vidro do futuro..."


Fantástico. Pleno de magia poética sensível e grandiosa.
Parabéns.
Abraço forte de amizade sincera.
Sempre a lê-lo com atenção e preciosismo.
MUITO OBRIGADO pela simpática e amiga visita.

pena


Uma poesia de deslumbre!
Bem-Haja, sensível Amigo Poeta.

*Bela Poeta disse...

Olá Everson!
Lindo poema. Em que momento já não nos sentimos fragmentados pelo amor de alguém? As vezes é triste. Em outros momentos marca i início de um recomeço. Belas imagens e ótima escrita.
Agradeço sua visita em meu blog.
Volte quando quiser!
Att,
Vanessa Pompeu.

Eu amo um cara chamado Flavio disse...

Último post: Briga pelo msn....será que eu peguei pesado?

Wanderley Elian Lima disse...

Oi amigo, juntar os pedaços, refazer o coração e amar de novo, nunca desistir do amor.
Um forte abraço

Felina Mulher disse...

Boa tarde anjo meu!

"Hoje carrego numa caixa dourada
Fragmentos pra você colar
São pedaços guardados de mim
Que só o seu amor pode guardar"

Belíssimoooo...estou na espera que os meus um dia sejam colados :)

Beijos...muitoss!

**£ú® disse...

Tô indo pro céu... quer ir comigo ???... será uma viagem linda...partida lá do meu blog...bj... **£ú®

Paulo Tamburro disse...

BRAVÍSSIMO COMPAMHEIRO, APLAUDO DE PÉ!

O que eu sempre me pregunto, EVERSON, é o seguinte: Na mídia profissional, também chamada de "a grande mídia", quantos "Cadernos Especiais" e de quais jornais, por exemplo, nós encontraríamos algo parecido com o que você esccreveu?

Verdade!

Muito pouco... leitura seletiva e deste valor? Muito pouco!

É sempre aquela mesmice, os mesmos "profissionais" da literatura, que na realidade EVERSON, escrevem por obrigação, pois,têm aquele espaço e precisam dizer alguma coisa.

Há muito tempo, eu venho coletando material que, um dia pretendo organizar, e dar sentido prático a minha tese de que, nos blogs, pela diversidade e dedicação de quem coloca alí os seus textos, em muito já é uma mídia que supera a tradicional.

Eu não aguento ler, EVERSON, nem os melhores jornais do país e tempo atrás lia muito o Caderno B do JB, agora nem isso.

Está uma pobreza geral.

Parabéns, EVERSON RUSSO, pois você já devia estar na grande mídia e também, lhe agradeço pela honrosa e generosa presença nos meus blogs.

Fique com Deus e um grande abração Carioca!!!

Paulo Tamburro disse...

DESCULPE O COMPANHEIRO, COM "M".

Foi a emoção!!!

Abraços!

♥ ♥ Eu disse...

Doce amigo, vc expõe os sentimentos de um jeito impressionante, sua sensibilidade em relação ao amor é adorável, ela certamente vai voltar.

um grande beijo no coração!

Luciana P. disse...

Qdo falamos em pedaços, nos referimos ao que ficou, ao que se dividiu em partes, ao tanto que foi para longe de nós... É uma metáfora bem interessante essa.

Gostei, beijos cansados, acabei de chegar. Tô morta!

Geisa Machado disse...

Oi Everson!
É claro que vc pode me chamar de amiga, meu amigo!
Gostei muito da forma como vc me recepcionou e estou aqui pra agradecer a sua visita e o seu carinho.
Respondendo a sua pergunta, SIM, neste mundo louco e conturbado existem príncipes e princesas. A gente não aguentaria viver numa realidade dura e fria sem ter estes sonhos. E é o nosso lado criança que sabe onde eles estão. Deixe o seu lado criança seguir seu instinto que ela te levará até a sua princesa.
Adorei a sua poesia, o seu lado romântico e sensivel. Ainda não deu pra olhar tudo, mas estou curiosa pois deve ter poemas lindíssimos.
Bjusssss

Blue disse...

Os dias passam,
fico sem vir aqui por longos dias,
mas quando retorno,
encontro sempre lindas poesias!

Eita inspiração boa, Poeta Mineiro.

Abraços

Laurita disse...

Olá meu amigo, lindo poema bastante sofrido. Passei para te desejar também um bom dia. Beijos

Vilminha disse...

oi meu doce amigo, sua presença diária me conforta, mas acho que ainda sem querer estou de luto é maior do que a minha vontade, que a minha compreensão e as vezes leio suas poesias como agora e lembro muito do meu tio zé que também era um poeta, ele deixou um poema de despedida que havia escrito a muito tempo, um dia eu faço um post, mas agora ainda não.
o que eu queria te dizer é que nesta poesia lembrei dele muito ao ler: "Pedaços de mim jogados pelo chão Feito folhas num jardim
Procurando por um verão Pedaços de mim, pra você juntar Como sol que quebra a lua Escondendo o luar
Pedaços de mim gotas de tempestade
Que saem dos meus olhos Inundando a cidade Pedaços de mim como o mundo fosse acabar E tudo terminando em pó Na mesma estrada que irei te encontrar". Beijos, boa noite e um ótima quarta feira.

Rosemildo Sales Furtado disse...

oi amigo! Como sempre, bastante inspirado e criando maravilhas.

Abraços,

Furtado.

SAM disse...

Querido amigo,

belíssimo poema. Um só verso define toda a beleza deste poema e que representa tudo o que se quer, deseja e espera quando amamos:


"....Só pra dizer eu te amo e que quero só você..."



Carinhoso beijo

Carol Mioni disse...

É a primeira vez que sinto solidão ao ler seus versos.

Lindos =]

Deusa Odoyá disse...

Meu lindo.
Um poem lindo e solitário.
O pedaço de uma alma romântica e pura.
Meu lindo poeta, o amor é a melhor música na partitura da vida.
Sem êle, você será um eterno desafinado no imenso coral da humanidade.
Uma semana de muitas realizações e paz.
Beijinhos doces, meu poeta lindo.
Te dolo e muitooooooooo.

Regina Coeli.

O mar me encanta completamente... disse...

Saudades poeta,
Fico feliz demais ao ver sua obra literária...
O mundo blogueiro só tem a ganhar com sua presença e escritos dignos
do grande poeta que vc é, de fato.
Há alguns dias não vinha aqui, aproveitei e me alimentei de
uma farta porção de sua inspiração...
Hoje vim te ler, e compartilhar com você um presente:
Sou a poetisa da semana no Blog do VALTER POETA e
é claro, gostaria que lesse, e caso queira, opine.
É sempre pra mim um prazer e uma honra saber sua concepção,
sua opinião, seu parecer.

Te espero...

http://valterpoeta.blogspot.com


Beijinhos... Glória

 
Web Analytics