sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Gavetas da Alma
Nas gavetas da alma eu guardo
Um sentimento sem explicação
Uma vontade de ser feliz
Rabiscos de poemas de amor
Partituras de canções esquecidas
Um lápis quebrado
Uma caneta sem tinta
Poeira inerte pela ação do tempo
Guardo meu luar
Meus raios de sol
Um milhão de estrelas que escolhi
Guardo memórias
Deixo dobrado num canto nosso lençol
Guardo uma saudade terrível que eu queria que fosse embora
Guardo também uma nuvem onde deitamos e fizemos amor
Deixo por ali por tempo indeterminado meus segredos ao lado dos seus
Guardo também o gosto bom do primeiro beijo
Todos os sabores do seu corpo
Um retrato do seu rosto sorrindo
Outro retrato do seu corpo nu
Guardo aquele seu sorriso da primeira manhã
Deixo ali todos os nossos sonhos, pois quem sabe um dia...
Guardo desejos, tensões, tesões e trocas de carinhos
Guardo sentimentos que não tem fim
Guardo naquela gaveta da alma todo o amor que existe em mim
Nessa gaveta também guardo a mais doce e terna saudade
Seu olhar eu deixei ao lado de uma lágrima, ele pode precisar
Na realidade naquela gaveta eu guardei todas as palavras que disse
E também todas aquelas que não consegui dizer
Eu guardei o eu te amo,
E guardei a mim e a você
Naquela gaveta eu guardei num livro escrito toda a nossa historia
Aquela gaveta da alma jamais se trancará
Ela é a gaveta da nossa memória
E a qualquer momento eu posso precisar abri-la
Pra poder um dia quem sabe
Escrever tudo outra vez
Mesmo que não seja em seu corpo
Mesmo que não seja a sua pele
A história continua com o abraçar da lua.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98
Visite também:
O Ultimo Barco do Planeta
A Tempestade

46 comentários:

Lou a esquizoffrenica disse...

Tão bonito Everson, o pensar que tudo pode um dia voltar a renascer como fénix das cinzas mesmo que com plumagem diferente e novas cores para mostrar ao mundo, adorei o poema de hoje.

Nany C. disse...

É tão forte que me segurei aqui:

...Aquela gaveta da alma jamais se trancará. Ela é a gaveta da nossa memória
E a qualquer momento eu posso precisar abri-la
Pra poder um dia quem sabe
Escrever tudo outra vez
Mesmo que não seja em seu corpo
Mesmo que não seja a sua pele...

muito forte...

Beijos no coração, poeta!

Nany C. disse...

É tão forte que me segurei aqui:

...Aquela gaveta da alma jamais se trancará. Ela é a gaveta da nossa memória
E a qualquer momento eu posso precisar abri-la
Pra poder um dia quem sabe
Escrever tudo outra vez
Mesmo que não seja em seu corpo
Mesmo que não seja a sua pele...

muito forte...

Beijos no coração, poeta!

Majoli disse...

Meu querido e amado amigo.
Linda poesia.

Quero agradecer seu carinho diário comigo, mas estou me afastando um pouquinho da net e do Rsbicos.
Sentirei saudades.
Mas, mesmo que aqui eu não venha saibas que meu coração estará sempre presente.

Você me é muito especial, um amigo de anos já.
Beijos com carinho.
Se cuide.
Seja feliz.
Fique com Deus,

Adolfo Payés disse...

Mi querido poeta amiga.. eres grande con tus versos..

Un placer leerte..

¨Hermoso cuando la poesía es todo en el sentir.. nace con amor la lectura..¨ Payés

Un abrazo
Saludos fraternos..

Que tengas in buen fin de semana..

Anônimo disse...

Todas as possibilidades por momentos se esgotam

E tudo vai para a gaveta de cima do armário da alma
Não tem chave esta gaveta, ela fica entreaberta

Inevitavelmente olharemos vez ou outra para dentro dela.
Ela é nosso passado recente( ou muito distante)
e mesmo que olhemos apenas pela fresta,
nela está, toda nossa última história de amor
Ali estão nossas emoções mais intensas tanto boas como ruins.
Guardadas estão as músicas que marcaram momentos,
lá estão os dias,
a felicdade tão pouco vivida,
a dor, a ausência
a saudade que foi maior que tudo
O beijo não dado,
o desjo não saciado
a palavra não pronunciada
o poema escrito e deixado de lado

Tudo, tudo está lá na gaveta da vida...

Impulsiva disse...

Acabo de guardar na gaveta da minha alma este seu poema e a viagem que ele me permitiu...

Lindo, grandioso, profundo.

Um abraço,
Kenia.

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Gostei muito de ver uma gaveta aberta. Amei*************************
Bom Hoje, meu querido Poeta!
Beijos

direitinho disse...

As nossas recordações que enchem a memória de desejos que no tempo se foram e que povoam agora outros sonhos e fantasias.

Lady disse...

Ah, as gavetas da alma, cheias de lembranças e segredos guardados.
A gaveta estára sempre á disposição para que eu possa relembrar meus momentos...
Amei essa gaveta.
Delicioso dia recheado de magia e poesia.
Bjs Lady

"re" disse...

Poeta...

Trazemos em nossas almas inúmeras gavetas, passagens secretas para mundos só nossos. Somos seres instintivos, mergulhando em descobertas e aventuras. Vivemos em um silêncio interior estrondoso, mesmo na mais populosa das metrópoles. E, ao mesmo tempo, trazemos uma multidão em nosso mais profundo silêncio. A vida não é tão doce, e também não chega a ser tão amarga, mas contêm um leve sabor agridoce, que vez ou outra, tinge nossos sentidos. Vivemos de lapsos de momentos bons e ruins, flashes em meio ao cotidiano. E quando vislumbramos estes flashes, estamos fechados na solidão de nós mesmos, mas abertos às novas descobertas, querendo ver através das vidraças que nos cercam e impedem a nossa visão.
Em nosso mais profundo spleen chegamos não apenas a de luzes e glamour, mas aquela da escuridão e do submundo da nossa alma, dos becos escuros onde jorram o vinho, o sangue, a poesia, e o amor.
É a lua, que não é luz, que não é escuridão, que confisca o que lhe cabe, e ao que ela rejeitar, ainda à sua conveniência, resta uma busca em vão, pelas gavetas, telhados e porões nossos, em sua sombra, em sua luz, pelo mais importante que foi levado, o teu amor, o meu...o nosso. Presta-se nova, com todo o amor que lhe roubou, enquanto minguava.
Pudera eu poder tirar a tristeza do coração de todas as pessoas que adoro...

Un beso poético

Juliana Dias disse...

Inspiração pura!

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Meu Deusssss! O homem está cada vez melhor. Uma gaveta rica essa,de sentimentos, de poesias e canções, de amor. Claro que essa gaveta deve e vai ser reaberta e escrever tudo de novo. Viu ótimo,amigo. Outro paralelo: em uma época ruim ,escrevi REVIRANDO GAVETAS, bem similar ao seu poema. Só não vou postar, porque já sabe, poeta é assim, fica visado, se eu postar vão dizer.. "ihh o Carlos está mal", quando às vezes a gentesó gosta de recordar algum poema. mas o seu está lindo mesmo.Um abraço e óotimo final de semana

Felina Mulher disse...

As minhas gavetas estavam abarrotadas de recordações...um dia eu fiz uma faxina geral...joguei fora tudo...algumas coisas ficaram é claro, mas por pura teimosia...ta tudo limpinho, nada mais resta por lá...quem sabe esperando pra ser abarrotada novamente.
Lendo teu poema me inspirei:

Pudesse eu ter uma gaveta onde guardasse os teus gestos quentes os teus lábios úmidos
O teu cheiro envolvente.Pudesse eu abri-la sempre que quisesse,sempre que a saudade apertasse.Pudesse eu encostar o rosto nos lençóis fechar os olhos reconhecer tatear dos teus dedos em todo o meu corpo.E sentir-me repleta de uma aura azul de prazer que apenas tu sabes tão bem pintar, que só tu sabes fazer...sim ,pq só tu sabes me tocar!


undefined
E eu aqui fico só, por somente pensar só em ti... Tão só que sozinha nunca estou, por ter somente gente que não queria. Porque o que queria era estar somente com quem me deixa só, por estar só longe...

E eu digo somente isto, mais nada... Por não querer ser complicada

Beijos__________Felina.

Ju Fuzetto disse...

Olá amigo!!!

Admiro seus versos!!!

Lindas palavras!!

bom final de semana!
abraço

Xanele disse...

Tocou bem no fundinho do ♥
beijo Xan

Maria Bonfá disse...

que L-I-N-D-O!!!! queri foi um dos poemas mais lindos que já li .. fiquei sem ar.. amei de paixão.. quanta ternura..tanto amor.. vc me emociona..parabens.. sou sua fã..lindo dia para ti..beijão

lita duarte disse...

Everson,

Que assim seja.

Que você tenha um ótimo dia.

Beijos.

Luciana P. disse...

Pior é que essas gavetas, quando resolvem abrir, SOCORRO, sai de baixo, rsrsrs.

Besos sonoros e ensolarados pra ti!
Morra de inveja. O vento sul foi embora, e o sol está se acabando ali fora de tanto brilhar, hahahaha, bbbuuuuuuuuu!!!

tossan disse...

O importante que a nossa emoção sobreviva não importa os obstáculos. Bela poesia! Abraço

Luciana P. disse...

E não me venha com essa de chuva... não vai rolar... O sol é poderoso e não deixaraá que as nuvens se formem na minha cabeça. Ainda vou descobrir sobre esse seu fetiche por chuva.

Déia disse...

Hoje vou arrumar minha gaveta.
Vou tirar tudo que está guardado e começar a usar!

bj

Lady disse...

Tem um presentinho pra você lá no meu jardim, é de coração por sua amizade.
Vai lá tá?rs
Bj

Blue disse...

Mas que as gavetas guardam muito mais do que lençóis perfumados, ah, isso guardam!

Pois é. E quem sabe o último dia do Capitão América não seja ergeundo a taça de campeão? Que tal, heim?

Abraços

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Que seu final de semana seja abençoado.

Maravilhosa sexta, querido amigo.

Rebeca

-

Sonhadora disse...

Meu querido
lindissimo poema, realmente a gaveta da nossa alma, guarda tantas coisas.
Adorei.

beijinhos
Sonhadora

Wanderley Elian Lima disse...

Olá poeta
Nas gavetas da alma guardamos todos os nossos sentimentos bons ou não, nossas lembranças e saudades.
Grande abraço
Bs: que bom que refrescou, não é mesmo?

Luan Fernando disse...

Fico imprecionada com o poder da memória, mas não dirias que é apenaas uma gaveta, mas são várias que se trancam e abrem constantemente.
Beijos de Juliane

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Fiquei preocuopado comm o comentário do amigo.Esepro que esteja bem.Um abraço

Delirius disse...

Ah Everson, que é isso?! Não é que você fez um clic de abrir-me uma gaveta?! Ui.....

Amei este teu poema, amei de verdade, não posso dizer o porquê, mas amei.

Beijo, já consegui voltar, e venho cheia de saudade de teus mimos :))

Pena disse...

Notável e Fabuloso Poeta Amigo:
"...Guardo memórias
Deixo dobrado num canto nosso lençol
Guardo uma saudade terrível que eu queria que fosse embora
Guardo também uma nuvem onde deitamos e fizemos amor
Deixo por ali por tempo indeterminado meus segredos ao lado dos seus
Guardo também o gosto bom do primeiro beijo
Todos os sabores do seu corpo
Um retrato do seu rosto sorrindo..."

Simplesmente, um delicioso e perfeito poema de amor de encantar as musas dos seus sonhos.
Excelente. Tem uma sensibilidade fantástica.
Abraço amigo de um respeito grandioso perante a sua magia e encanto poéticos.
Sempre a lê-lo atentamente.

pena

Bem-Haja, pela sua amizade.
É fantástico, amigo.
Excelente fim-de-semana.

PoesiaMGD disse...

Ainda bem que fizeste do blog a tua gaveta! Gostei!

Bom fim-de-semana.

http://www.escritartes.com/forum/index.php?referredby=3

Daniel Costa disse...

Evenson

Do teu pensamento apenas se pode esperar ver boa poesia.
Só agora posso pasar, porque desde ontem à noite não tinha Net. Era problma de sarvidor que acabou de arrajar.
Abraço fraterno.
Daniel

Memória de Elefante disse...

"Ela é a gaveta da nossa memória"

E aqui está a essência do poema guardar ,fitar e admirar eternamente ...

Emocionante !

Um beijo

paula barros disse...

Everson, consegui entrar, não, não foi na gaveta, foi no blog. Ufa! Não sei se ele vai aprontar comigo, se vai fechar. Ontem travou o computador do trabalho. rsrs
Vamos la!

----------------------------------

Tempos sem ler, e achei de uma bela extraordinária como relata o amor guardado, as vivências guardas, com saudade, com carinho, com muita vontade de viver...

beijo com carinho

@vitinhobinho disse...

A gaveta da alma. das emoções..
são palavras de arquivo de valor

lidia disse...

MI AMIGO EVERSON,QUE BELLAS POESIAS CREAS,BELLAS PALABRAS,BELLAS IMAGENES,BELLOS RETRATOS DEL SENTIR...MUCHAS GRACIAS
UN ABRAZO
LIDIA-LA ESCRIBA


SI QUERES PASA POR MI BLOG

lidia disse...

MI AMIGO EVERSON,QUE BELLAS POESIAS CREAS,BELLAS PALABRAS,BELLAS IMAGENES,BELLOS RETRATOS DEL SENTIR...MUCHAS GRACIAS
UN ABRAZO
LIDIA-LA ESCRIBA


SI QUERES PASA POR MI BLOG

Pérola disse...

Boa noite meu querido.
Demorei mas cheguei rs.
Suas palavras são um acalento para a minha alma.
Ainda guardo muitas coisas nas minhas gavetas,emoções indispensáveis no meu viver.
Um beijo grande.

KrystalDiVerso disse...

As Admiráveis gavetas onde guardamos o melhor que nos vai na Alma!... O Amor prevalece sobre o desgaste da memória e ali o guardamos com todo o carinho dos corações!... Com saudade, também, quando a ausência acontece!... A Amizade, o carinho, a gratidão, a solidariedade, a compreensão, o sorriso feliz, o perdão!... Admiráveis gavetas que nossa memória mantém aberta... para que a vida seja uma construção contínua de bases bem sólidas que o passado pôs à disposição do melhor de nós!... E o Presente dará lugar a um futuro Admirável que nossas gavetas garantiram!


Bom fim de semana

Excelente, este seu cantinho





Escolha entre... beijos e abraços

Lou Witt disse...

Que lindooooooo

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá Everson! A minha gaveta está sempre abarrotada, mas parece que ela usa rexona, está sempre cabendo algo mais. Rsrs.

Belo poema meu amigo. Muito profundo.

Abraços,

Furtado.

Anônimo disse...

www.fonte-amor.zip.net.
Hoje comemora seus 4 anos de vida no ar.
Quantas pessoas lindas pude me relacionar nesse tempo todo .
Certamente nem tudo foi flores no decorrer de 4 anos .
Mais tudo valeu para meu crescimento não só como blogueiro ,
mais para um ser humano melhor .
Na pagina Menu esta o presente de 4 anos e também o award.
Deus abençoe seu carinho . Conto com vc sempre .
Um final de semana na paz de Jesus.
Depois de muita tentava consegui entrar aqui meu filho .
E mesmo estando inaugurando meu template hoje ñ estou muito bem derrepente senti que perdi meu tempo nesses 4 anos de blogueira.Um beijo eternamente carinhoso maizinha ,Evanir

Juliana Lira disse...

Nessa gaveta também guardei as minhas memórias.Por vezes me vejo parada frente a ela a observar os momentos mais doces e os mais preciosos!
Como sempre lindo poema...

Milhões de beijos

Thomas Albuquerque disse...

Abra a gaveta e mostre seu valor.

bom fim de semana.

SAM disse...

Querido poeta,
somos gavetas de lembranças, sentimentos..Temos um arquivo na memória....E que sejam felizes todos os amores, para que possamos guardar boas lembranças!


Carinhoso beijo.

 
Web Analytics