sexta-feira, 24 de julho de 2009

Passos no Corredor
Do ápice do silencio da madrugada
Estrelas me olham e não dizem nada
Nem a lua se insinua para mim
Talvez ela queira também o meu fim
Ouço passos no corredor
Quebram o silencio subitamente
Será enfim o tão esperando amor
Que resolveu se fazer presente
Não era nada enfim
Apenas a imaginação me dizendo sim
Da janela em meio a uma nevoa de inverno
O vento quebra uma folha que se faz perdida
Não teve tempo nem de se despedir
Nem olhou pra trás na sua partida
Quieta e calma rompe o muro do infinito
E se esfrega pelo chão
A procura de um abraço protetor
Ou um calor pra aliviar o coração
Mas por ironia o temporal a joga no infinito
Dentre os trovões insanos
Ninguém ouviu seu grito
Perdeu-se no mundo como o amor
Ninguém mais encontrou no horizonte
Talvez fosse o mesmo arco Iris que mudou de cor
E nessa gangorra eu espero a tempestade
Pra lavar minha alma e as ruas da cidade
Troco meu silencio por um eu te amo
E em despedida pela ultima vez
O seu nome eu chamo.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98
Visite também:
O Ultimo Barco do Planeta
A Tempestade

16 comentários:

Carissa disse...

Achei triste.Sério. Fiquei melancólica com essa sua poesia.
Um beijo e boa sexta.

Luciana P disse...

Triste e linda...
A madrugada também está silenciosa por aqui, mas sem estrelas e sem luar. O tempo está fechado, e com ele me calo, assim como os seus versos...

Que bela inspiração, poeta!
Beijos e um lindo sorriso ao despertar!

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

O amor também tem suas tristesas, muito lindo o poema.
Abraços.

Nanda Assis disse...

ler seus poemas é ter vontade de sentir saudade de quem nunca conhecemos, e de momentos que nunca vivemos.

bjoss...

Ava disse...

"Quieta e calma rompe o muro do infinito
E se esfrega pelo chão
A procura de um abraço protetor
Ou um calor pra aliviar o coração
Mas por ironia o temporal a joga no infinito
Dentre os trovões insanos
Ninguém ouviu seu grito
Perdeu-se no mundo como o amor..."


Destaquei esse pedacinho... As vezes me sinto assim...


Everson,

Seu carinho sem deixa meu dia mais feliz...
Coloca um sorriso em meu rosto...

Mary Help disse...

Lindo poema, linda foto e imaginação fértil, vc é muito show!
Tenha um ótimo fds e receba um beijinho no seu bondoso coração, Mary Help!!!

Layara disse...

Como uma folha ao vento
Tempestades noturnas
Madrugadas de inverno
Quase inferno
O vento na janela
Leva a última folha
Voa sem rumo
Ao vento das estações
E vai dizendo em cada
Horizonte em que passa
Teu nome em silencio.


Belo Poema!

Um beijo Lilás!

Ótimo fim de semana!

Majoli disse...

Meu querido, quantas vezes eu cheguei a pedir ao universo pra pelo menos por um minuto não chamar mais pelo nome de um certo alguém, mas só de estar a pedir por isso estava assim já a murmurar o nome dele em meus pensamentos.
Difícil dizer que foi a última vez.

Beijos no seu coração.

Princesa disse...

“A amizade é um bem ao alcance de todos. Saiba investir nas pessoas à sua volta. Os amigos valem mais do que verdadeiras preciosidades.”


Um enorme...


0000000__________000______000000
00000000_________000_____000__000
000___00_________000____000____000
000___00_________000____000____000
0000000__________000____000____000
0000000____000___000____000____000
000___00___000___000____000____000
000___00___000___000____000____000
00000000____0000000______000__000___000___000___000
0000000______00000________000000____000___000___000
Bom fim de semana...

arteeeducaçao disse...

Oi!
fiquei melancólia,mas tudo bem,rs.
Valeu por entrar no meu novo blog. Bjs!!

Carissa

Bandys disse...

Everson,

"Pra lavar minha alma e as ruas da cidade
Troco meu silencio por um eu te amo
E em despedida pela ultima vez
O seu nome eu chamo."

Depois você diz de mim?? hahahaha... Ja te disse que não sou poetisa , a madrugada vem e com ela vem os pensamentos, os desejos, as vontades...as loucuras.
Agradeço seu belo comentário, mas nem tanto neh??? Olha a coca-cola!!!

Um fds de muita paz proce!!

Ariana disse...

Ah, eu já comentei por aqui... mas tudo bem, hoje estou vestida de Ariana, rsrsrs.

Beijos, poeta, muuuuuito frio por aqui.
Estou de mau-humor por causa disso.
Ó vida, por que eu não nasci no Nordeste???

Índia disse...

Infelizmente o amor tem dessas coisas, momentos felizes e tristes. Encontros e despedidas.

Um ótimo final de semana para vc tb.

Beijão.

Blue disse...

E como trocaríamos o silêncio por um chamado assim!
Mas............... a noite esta aí..... e com ele o silêncio de mais uma noite fria de um rigoroso inverno que parece que jamais acabará!

Abraços, bom final de semana.

Mai disse...

Silêncio quebrado. O quese quebra quando quebramos o silêncio.
Corpos em silêncio têm sons, sons dos amores, sons dos amantes, sons e estalidos dos corpos.

Belo texto!
Abraços,

DE VEZ EM QDO VENHO AQUI disse...

voretiii,to de neteee,kkk
troque seu silencio sim,por mil eu te amo e q vc viva esse amor,logo!!
bj na alma,amanha eu apareço!!!

 
Web Analytics