domingo, 6 de fevereiro de 2011

Na Leveza da Bolha de Sabão
Na leveza da bolha de sabão
Seu mundo gira
Gira também meu coração
Somos dois em um
Num delicado toque do vento
Aproveitando as delicias do momento
Suave e serena paz de espírito
E numa fragilidade sem fim
Tenho medo de perder você
E nunca mais te sentir assim
Bem perto de mim.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais©®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98

Visite também:
O Ultimo Barco do Planeta
A Tempestade
O Livro dos Dias Poesias
Pedidos no email: evr.russo@uol.com.br

45 comentários:

Juliane S. Rocha disse...

Tenho certeza que ela tem essa leveza porque se deixa viver sem alimentar lobos ruins dentro de si, os medos nos impedem de viver.
Beijos

Juliane S. Rocha disse...

Tenho certeza que ela tem essa leveza porque se deixa viver sem alimentar lobos ruins dentro de si, os medos nos impedem de viver.
Beijos

Flor da Vida disse...

Guiada por essa bolha de sabão, vim te dizer que estou imensamente feliz por poder estar novamente aqui lendo e absorvendo teus sempre lindos, emocionantes, e tocantes versos, como esses que acabei de ler! Aplaudo-te sempre meu querido amigo!!! Deixo carinhos e beijos pra ti.

Marilu disse...

Querido amigo, você fez a comparação perfeita, os momentos felizes são iguais a uma bola de sabão, passam muito rapidamente pela nossa vida, e ficam apenas recordações. Beijocas

feiticeira disse...

Felicidade igual a bolha de sabão, :) , que lindo, a frágilidade da bolha faz com que tenhamos ainda mais prazer em vê la voar. Amei.
Beijos encantados poeta amigo. Um bom domingo para ti, obrigada por me ter presenciado com a sua presenta do blog.

Desnuda disse...

Querido Poeta,

Belíssima poesia. Obrigada por mais uma belíssima partilha.

Carinhoso beijo, Everson.

Hugo de Oliveira disse...

Bonito texto.
Eu também tenho um medo grandioso de perder o amado.

abraços
de luz e paz

Lindalva disse...

e entre brumas e espumas a história da vida do amor caminha lado a lado com meu amigo Everson. Um domingo sem bolhas e muito amor... a bolhas depois irão... beijos doces n'alma!

Pluma Roja disse...

Un bello poema. Gracias por compartir.

Un gran abrazo y un beso.

Feliz fin de semana.

Mila Lopes disse...

Linda poesia!
Ótimo domingo pra vc poeta!

Bjs meu
Mila

Pena disse...

Prodigioso e Fantástico Poeta:
Que simples e lindo poema de deslumbrar as suas musas que o visitam com carinho e beleza.
Ficarão felizes. Só podem.
Parabéns. Mais uma daquelas arrepiantes sensações "explosivas" de um calafrio que passam pela espinha e fazem maravilhá-las.
É fabuloso.
Abraço forte amigo de um respeito e estima gigantescos.
Com admiração e sempre a lê-lo com atenção dada a espectacularidade de si do que concebe de fascínio para elas.
É interminável o seu sentir sublime.

pena

Bem-Haja, genial poeta.
Adorei.
É notável.
Parabéns renovados e um óptimo Domingo com a família.

OutrosEncantos disse...

:))) que doçura!!

beijo e abraço p'ra ti Everson.
tem domingo feliz querido.

Daniel Costa disse...

Everson

A leveza da bolinhas de sabão fazem sentido, assim como dois em um podem ser leveza, mas devem pormar um elo de fottaleza.
Bom domingo fraterno

romantic disse...

nossa este esta lindo!! delicia beijos poeta!

Priscila Lima disse...

ontem meus filhos estavam fazendo bolinhas de sabão...
foi uma algazarra total...
a alegria de ver a suavidade das bolinhas...
o espanto da pureza...
a satisfação de imaginar como seria estar lá...

abraço Poeta!

beijinho das conchinhas...

Priscila Lima

Guará Matos disse...

O temoo nos deixa frágil e diante disso nos perdemos mesmo.
Abraços.

JB disse...

Na leveza de uma bola de sabão, o toque da tua poesia serena as nossas emoções e deslizamos nas tuas palavras!

Beijinho e bom domingo!

Professora Carla Fernanda disse...

Bom domingo Everson! Na fragilidade do amor é que está toda a beleza e a força do sentimento e desejo.
Beijos,
Carla Fernanda

Sherazade disse...

Querido amigo; não tenha medo, porque o medo paralisa; viva a paixão intensamente e só assim virá o florir...
Lindas palavras para falar desse amor!
Boa semana! Beijos

Suely - HD disse...

Olá meu Poeta!!!

Um lindo domingo pra ti.

beijos
Suely

Vivian disse...

...me lembro do tempo de
menina quando colocava
meus sonhos nas bolinhas
de sabão, e acreditava
que quando elas caiam
no chão tudo era realizado!

tempos mágicos aqueles, my God!

vc me levou para momentos
suaves com este poema.

obrigada, poeta!

bj, querido!

Paula Barros disse...

A gente geralmente tem esse medo de perder quem gostamos, quem admiramos.

beijo

Capitu disse...

e quem é que não tem medo de perder tão delicada suavidade? De momento, sentimento .. quão gostosa é esta sensação ...


beijoo no coração ..

Sandra disse...

Que doçura de poesia...leve,sensível e linda como uma bola de sbão.
Beijos

Vinicius.C disse...

Olá amigo poeta!

"Na leveza de uma bolha de sabão, seu mundo gira"

Ser leve sem intenção, impulsivo sem querer, esconder um sorriso com a mão, ser suave.

É possível cativar o vento, segurar uma tempestade com os olhos.

Gostei muito!

Forte abraço e exelente domingo!

Maria Soledade disse...

Meu querido Amigo;O medo de se perder quem se ama é legítimo, mas,há que viver esse amor com intensidade dia-a-dia, sem receios, e principalmente nunca esquecer dizer tantas vezes quanto possível:Eu te amo...

Nos meus últimos tempos eu vivi o amor assim...tal qual uma bolha de sabão que eu sabia que podia rebentar a qualquer momento...mas nunca me cansei de dizer: Amo-te, e quem se ama jamais morre no nosso coração...

Adoro seus poemas Everson Poeta

Um resto de Domingo muito Feliz

Beijinhos

Mariz disse...

E na leveza da bolha de sabão suas poesias estão ficando cada vez mais belas.

tô sentindo sua falta hj, está tudo bem?

bjuss querido poeta!

Adolfo Payés disse...

Después de tanto tiempo, espero poder ponerme al día con todos y todas..
Recomenzar el año con la vida en brazos es lo mas bello del amor..

Un abrazo
Con mis
Saludos fraternos de siempre...

Adolfo Payés disse...

Después de tanto tiempo, espero poder ponerme al día con todos y todas..
Recomenzar el año con la vida en brazos es lo mas bello del amor..

Un abrazo
Con mis
Saludos fraternos de siempre...

Olhos de Mel disse...

A fragilidade das bolhinhas de sabão pode se comparar as fragilidade do amor, mas não ter medo é o primeiro passo para encarar e vivê-lo com intensidade.
Lindo, como sempre!
Boa semana! Beijos

Lu disse...

teste com o meu link...

♫ ♪ Wilson ♫ ♪ disse...

Amigo,

Saudades que eu estava de passar por aqui e ler os teus poemas que tanto gosto.

Tenha uma semana abençoada.

Abraços!

Néia disse...

Oi meu poeta...
Só mesmo você para unir a leveza da bolha de sabão com a grandeza de dois seres envoltos de paixão.Fico a pensar e imaginar que bela cena uma linda bolha de sabão guiada pelo vento, voando a esmo e transportando amor pelos quatro cantos do mundo. Assim é você poeta, um vôo leve, voando para longe toda a sua sensibilidadee amor em poesia.
beijos e um ótimo início de semana.
Everson queria saber mais sobre seu livro,e só pelo email?

Lu2 disse...

Ok, deu certo, agora vou colocaer outro link e tu liberas aí, ok?

Sua poesia me lembra infância. Muito leve e livre, como os bons tempos pueris. Parabéns!

Wanderley Elian Lima disse...

Olá amigo
Tenha uma linda semana.
Abração

Lau Milesi disse...

Singelo e romântico, poeta amigo.Muito lindinho!
"As bolhinhas de sabão são translucidamente uma filosofia toda.
Claras, inúteis e passageiras como a Natureza,
Com uma precisão redondinha e aérea,
E ninguém, nem mesmo a criança que as deixa,
Pretende que elas sejam mais do que parecem ser.

Algumas mal se veem no ar lúcido.
São como a brisa que passa e mal toca nas flores
E que só sabemos que passa
Porque qualquer cousa se aligeira em nós
E aceita tudo mais nitidamente".

Alberto Caeiro
Heterónimo de Fernando Pessoa

Um beijo e boa semana ,poeta amigo.

Mari Amorim disse...

Everson,é muito bom ler seus poemas,tão cheios de sentimentos..
Obrigada por tanto carinho,tenha uma semana feliz,com paz saúde e amor,boas energias!
bjs,
Mari

Bandys disse...

De MG pra RJ. Belo poema garoto!hahahaha

E vamos cantar pro nosso dia nascer feliz!!!!Essa é a vida que eu quis.

Baccios e muita paz 4 you.
PS:obrigada pelo recadinho.

Elaine Barnes disse...

As bolinhas de sabão tem vida curta,mas enquanto soltas brilham multicores enbelezando o breve momento,intensamente. Lindo poema como sempre meu doce amigo! Montão de bjs e abraços

Flor de Lótus disse...

A bolha de sabão é mágica, é efêmera nunca sabemos ao certo quando ela vai estourar,mas enquanto ela não estoura podemos curti-la da melhor forma possível...
Uma ótima semana!
Beijosss

Rosemildo Sales Furtado disse...

Oi Everson! Belo poema amigo, principalmente o trecho abaixo:

E numa fragilidade sem fim
Tenho medo de perder você
E nunca mais te sentir assim
Bem perto de mim.

Abraços e ótima semana pra ti.

Furtado.

Vivian disse...

Oi!!

Lindo! Um momento doce e inesquecível...
O amor é feito de pequenas coisas...

Beijos

Pat. disse...

O medo estraga tudo... sinta-a e viva!

Meu beijo especial.

Néia disse...

Oi poeta...
Ontem passei e deixei o meu comentário,como ele não apareceu, fiquei em dúvida se fiz algo errado na postagem, caso tenha feito, se for do seu desejo comento novamente.
Beijos Néia

Lívia Azzi disse...

Além dos acordes do violão eu adoro quando você escreve sobre a bolha de sabão! Ambos carregam as profundezas e os mistérios do amor...

Belíssimo, Everson!

 
Web Analytics