sábado, 21 de abril de 2012

Alexandra
Tudo que tinha para sorrir,
Ela sorriu,
Tudo que tinha para chorar,
Ela chorou,
Misturou sexo, prazer e dor,
Hoje em casa sozinha
Deletando arquivos no computador,
Procurando saber do amor,
Se é real ou virtual,
Com qual vírus se contaminou,
Na longa ausência o mundo desabou,
Só quer cortar os pulsos da razão,
Transformar o sol em mar,
Ter na lua um lugar
Fácil para se tocar,
Pois insano é o desejo e o lugar,
Mesmo disperto o coração teve de sufocar,
O desequilíbrio de amar,
Era tão grande o quarto,
E tão pequeno o espaço,
Para tanto amor e devoção,
Hoje jogado pelos cantos,
Como poeira que se acumula pelo chão,
Não quer mais ficar nesse mundo vazio,
Tendo como companhia a solidão,
Nem ter mais na mão,
Bilhetes,
Cartas,
Retratos,
Postais,
Ou sentimentos que apenas ocupam espaço
No rígido disco do coração.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais©®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98

28 comentários:

Lorena Leitte disse...

eita!!! coração ...tão apaixonado e complicado.
lindo

Evanir disse...

Boa Noite filho Querido.
Linda seu poema o poeta mineira é tudo de bom rsrs.
Meu filho liguei novamente e ñ tinha ninguém para atender estou sem sorte.
Amado um feliz sabado beijos da mãezinha.
Evanir

Marilu disse...

Querido amigo, muitas vezes fazemos mal a nós mesmos e não nos damos conta, quando percebemos nada restou, como vc tão bem descreve em seu belo poema. Tenha um lindo e abençoado final de semana. Beijocas

machadodekarlos disse...

Ela é a companhia dos meus portais. Todos os dias ela chega com a Luz do prazer. Ao amanhecer ela se despede e sorri.

Unknown disse...

Retalhos da vida que fizeram os nossos dias mais ou menos felizes.
Recordar é viver e muitas vezes apagar os ficheiros quer dizer renovação.
Rasgar cartas e declarações pode ser virar a curva da estrada da vida. Partir numa nova faixa mais serena e mais correspondente às nossas ansiedades.

Anónimo disse...

Olá querido Everson,

Inteligente e bonita metáfora poética nos traz, hoje, aqui.

Bom final de semana.
Beijos de luz.

Ivana disse...

Uma bela decisão! Sair do vazio, sair da solidão, viver a vida com alegria!
Um ótimo fds
Bjs

Severa Cabral(escritora) disse...

Bom dia meu príncipe das letras!!!!
No mundo do amor não conseguimos coordenar nossos pensamentos e nem orientar nossas atitudes ,por isso sofremos...
bjssssssssssssssss

AC disse...

Everson,
Alexandra não sabia que o jogo da vida não se faz numa só cartada, o mais sublime decanta-se nas pegadas do tempo...

Abraço

chica disse...

Triste vida essa escolhida por ela...Linda poesia e inspiração! abração,chica

Marcia M disse...

vOCÊ ARRASA!bJOS!

David C. disse...

muy buena inspiración.

Maria Auxiliadora de Oliveira Amapola disse...

Bom dia, querido amigo Poeta.

Quanta inspiração!

É ser feliz com o que vida nos oferece. E olha, que não é pouco...

Tenha um lindo sábado de amor e paz.

Beijos.

Carla Fernanda disse...

Bom dia e um final de semaana feliz...
que o amor acabe com a solidão!!
Beijos!!

Andy Santana disse...

Um belo final de semana amigo.

Rute Beserra disse...

Que linda inspiração. Bom final de semana a vc, querido amigo
Beijos

Unknown disse...

um hd intransponível,


abraço

Anônimo disse...

Everson

Poema de beleza, Alexandra configura um motivo muito actual. Transformado em poesia, por quem tem boa verbe, para a conduzir, poderia dizer-se: real!...
Abraços fraternos de bom Sábado

Anne Lieri disse...

Everson,poesia de muito romantismo e sofrida tb!Ficou criativa e muito bonita!Bjs e bom sabado pra vc!

Edum@nes disse...

Tudo o que tinha para sorrir,ela sorriu
Agora em frente do computador
A olhar para as imagens o que será que ela viu
Talvez, a imagem de um virtual amor!

Bom fim de semana.
Abraços
Eduardo.

Sandra Subtil disse...

ah , se fosse possível deletar o sofrimento....
Beijo meu amigo e um ótimo fim de semana

Flor de Jasmim disse...

Meu amigo
Quantas vezes fazemos mal a nós próprios, mas quando se damos conta já o sofrimento tomou conta do nosso coração.

Beijinho e uma flor

Carmem Dalmazo disse...

Everson...
O amor real e presente não é fácil, imagina o virtual cheio de incertezas...
Beijos

Pedro Luis López Pérez (PL.LP) disse...

El Amor sumido en el espacio de una habitación. Con la única compañia de un ordenador y una soledad galopante.
La vida es una sucesión de oportunidades y sólo hay que abrirse a ella para subir en su lomo y comenzar a galopar sin parar, disfrutando de todas las sensaciones que, aún, nos puede ofrecer.
Preciosa Poesía, Everson. Es una delicia leer tan bellas composiciones.
Un abrazo.

Lu Nogfer disse...

A solidão é inimiga dos momentos a sós!Ela invade, toma lugar do ausente e contamina o presente!

Gosto do seu poetar que sempre me inspira!

Beijos e beijos pra ti meu querido amigo!

Smareis disse...

Que bom se pudéssemos deletar as dores do coração.
Beijos amigo poeta!

Desnuda disse...

Querido Poeta,

Diria que é uma radiografia de inúmeras " Alexandras"...Triste.


Beijos com carinho amigo Everson

Camila O. disse...

Caraaaca, adorei E.R.!

 
Web Analytics