quarta-feira, 25 de abril de 2012

Quando Deixei de Ser Poeta
Quando Deixei de Ser Poeta
Perdi meus sonhos
Meu mundo ruiu
Dor e tristeza no coração
Um iceberg que partiu
Chorei estrelas, abraçado a lua,
Rasguei poesias em frente ao mar
Poeira de um universo bom
Mas que nunca conseguiu amar
Quando deixei de ser poeta
Perdi você próximo do infinito
Num horizonte que eu não soube explicar
Numa colina cercada de luzes
Numa vereda que não consegui alcançar
Rasguei do peito as vestes
De um pergaminho que contava historias
De uma alma aflita de gestos e sem memória
Quando Deixei de Ser Poeta
Entendi perfeitamente a vida
Pois o poeta nuca mente
O poeta muitas vezes nem entende a dor que sente
Por vários ângulos de sensações
Ele vê um mundo todo diferente
Quando Deixei de Ser Poeta
Meu coração parou e eu parti
Sem você e os sonhos que não vivi.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais©®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98

35 comentários:

Marilu disse...

Querido amigo, o poema é lindo, mas por favor nunca deixe de ser poeta. Beijocas

MARILENE disse...

Para o poeta, sentimentos que não apertam seu coração podem explodir com verdade. E sua realidade recebe cores e amores inexistentes. Por isso, será sempre poeta.

Bjs.

Luís Coelho disse...

Sem poesia a vida torna-se mais complicada.
O amor faz a poesia que tambem o alimenta.

LUZ disse...

Olá querido Everson,

"Ser poeta é ser mais alto...", assim diz a canção.
Só vivem, porque são poetas. Não lhes roubem essa natural capacidade.

Beijos de luz.

Rô... disse...

oi meu querido,

ainda bem que os poetas deliram,
falam de sonhos,
e nem tudo que escrevem é real...

beijinhos

Severa Cabral(escritora) disse...

Bom dia meu príncipe das letras!!!!!!
O bom de ser poeta é que se pode desenhar e pintar em palavras tudo que se quer...
bjs

Sônia Amorim disse...

Deixar de ser poeta é como engasgar com as próprias palavras e se calar diante de tanta beleza, a poesia traz vida a quem escreve, força e paz para escrever muito mais, e as letras são infinitas para quem as escreve com poesias, lindos versos, beijos e bom dia meu querido amigo!

Mariangela disse...

Ainda bem que um bom poeta como você,
que sonha, inventa, reinventa, tem a esperança de ser um eterno poeta!
Um grande abraço e beijo querido amigo!
Mariangela

Assis Freitas disse...

sem poesia, sem existência

abraço

Amapola disse...

Bom dia, querido amigo Poeta.

Mas a poesia habitará sempre o seu coração, aproximando a lua, as estrelas, e o mar, que nunca o deixarão só.

Tenha uma linda terça-feira.

Beijos.

✿ chica disse...

Lindo e ainda bem, nunca deixarás de ser poeta, nasceste assim!abração,chica

Daniel Costa disse...

Everson

O poeta sempre clamará verdades, sofrerá e padecerá. Mas só deixará de o ser quando a sua voz fenecer.
Magnifico poema!...
Abraços fraternos

Olhos de mel disse...

Querido amigo; um poeta de corpo e alma como você, jamais deixará de ser. A poesia habita em suas veias e até em momentos que parecem romper os laços, a poesia lhe faz carinho e está lá, em doces palavras permeando de mansinho...
Beijos

David C. disse...

Siempre hay que ser poetas.

Sandra Subtil disse...

Quem sente como tu, será sempre poeta.
beijinho querido amigo

Vera Lúcia disse...

Olá Everson,

"Ser poeta é
Em tudo conseguir ver beleza
E em tudo ouvir uma canção
E escrever com firmeza
O que lhe vai no coração".
(Blue Heaven).

O poeta nasce e morre poeta. A poesia é sua vida.

Você nunca deixará de ser poeta, meu amigo.

Um lindo dia para você.

Beijo.

Bandys disse...

Lindo. Uma rebeldia que parece com um outro poeta chamado Agenor. Acho que voce esta virando carioca. Esta com todo o estilo. Lindo mesmo, adorei.

Beijos

Bandys disse...

O poeta está vivo
Com seus moinhos de vento
A impulsionar
A grande roda da história…

Mas quem tem coragem de ouvir
Amanheceu o pensamento
Que vai mudar o mundo
Com seus moinhos de vento…

Eu tenho. Então amanhã cedinho to aqui pra tomar banho de poesia, daquelas que arrepia a alma. Viu carioquinha??
Baccios

SOL da Esteva disse...

Everson, Amigo

Um lindíssimo Poema de "verdades" sobre o abandono da Poesia.
"(...)Quando Deixei de Ser Poeta (...)" vi que
"(...)O poeta muitas vezes nem entende a dor que sente(...)".

Abraços

SOL
http://acordarsonhando.blogspot.pt/

edumanes disse...

Quando você deixou de ser poeta
E quando eu gostaria de o ser
Pretendia aprender a dançar lá na festa
Ninguém me quis ensinar, eu sozinho não consegui aprender!

Um abraço
Eduardo.

Anne Lieri disse...

Everson,quando deixou de ser poeta? Foi num sonho? Linda e apaixonada sua poesia!bjs,

Sonhadora disse...

Meu querido

Nunca vais deixar de ser poeta...esse dom corre nas veias.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

Mar... disse...

Entendo perfeitamente esse texto...
Poeta tudo sente, tudo vê...e sabe como ninguém o que significa cada batida acelerada do coração...
Que a vida nos renda muitos poetas tão maravilhosos como vc meu Renato Russo...
Um lindo fim de tarde para ti meu amigo tão especial...bjs...

SIMONE PRADO disse...

Espero esse dia nunca existir de te perder como poeta e seu coração parar de sentir. Morrerá também um pouco de mim se no silêncio suas palavras se calarem, sentirei dor, sentirei frio...Lindo! Bravo!

Rute disse...

Meu querido, jamais deixe de ser poeta .
Grande beijo

Pedro Luis López Pérez disse...

¡Es tan bonito y gratificante ser Poeta! Escribir bellos paisajes y sensaciones. Transmitir estos sentimientos a través de estrofas desbordantes de sentimientos, como haces tu; es todo un previlegio.
Los que hemos nacido con "ese algo" siempre estará con nosotros.
Preciosa Poesía, Everson.
Un abrazo.

Kellen Bittencourt disse...

Uma vez poeta sempre poeta, não adianta fugir rsrsr Abraços

OutrosEncantos disse...

ah..., partiu nada, que ainda está aqui:))
estou a vê-lo e a ouvi-lo ;)

e poeta..., poeta será sempre e já consagrado :))

beijo e beijo, Everson.
tenha noite feliz.

Smareis disse...

Quem nasce com sangue de poeta que nem você, jamais "deixa" de versar e prosear.
Beijos grande amigo poeta!
Ótima noite!

Cidinha disse...

Olá, meu amigo. Que lindo! Más olha! Jamais deixe de ser poeta. Amo a sua inspiração! Dois lindos poemas. Bjos e bjos perfumados pra ti!

Cecília Romeu disse...

Everson,
a expressão:
"deixei de ser poeta", é muito forte, creio que só um desamor é capaz disso.
Beijinhos e ótima quinta-feira!

Carla Fernanda disse...

Poeta sempre cada um na sua medida certa...

Beijos

Desnuda disse...

Querido Poeta,

O coração de um poeta nunca deixa de pulsar e abarcar outros corações.


Beijos com carinho, Everson

Aleatoriamente disse...

Deixar de ser poeta para um poeta é impossível.É que ele trouxe tatuado na alma o gosto da poesia.]Everson, esse texto é de uma sensibilidade.Você dá a cor certa as palavras brotadas. Parabéns.

Beijinho e tenha um lindo final de semana

Elisa T. Campos disse...

Nunca deixará de ser poeta
Quem alegrará minha alma?

bjs

 
Web Analytics