terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Cadê o Meu Verso?
Cadê o meu verso?
Não sei...
Ele se perdeu!
Na solidão da minha poesia
O desejo da vida desapareceu
Morre lua em distante noite fria
Entre você e eu.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais©®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98
Visite também:
O Ultimo Barco do Planeta
A Tempestade

O Livro dos Dias Poesias
Adquira no email: evr.russo@uol.com.br

38 comentários:

Luís Coelho disse...

Tantos são os versos que se perdem nos caminhos desfeitos do amor.
São aqueles que agora procuramos nos sonhos que deixámos de viver.

Márcia disse...

"Solidão...

Momento em que o nada
Nos faz sentir falta de tudo!!

- que lindo momento poético....-

Um bom dia pra vc e um beijão no teu core....bjs e bjs

Severa Cabral(escritora) disse...

Belo alvorecer meu Príncipe das leras!
Esse vendaval de poesias que vc posta todos os dias me faz acreditar que tens à alma de poeta,kkkkkkkkkkkk,Será que deixa dúvidas,mas óbvio que não,kkkk
Escreves lindamente querido...
bjsssssssss

Rô... disse...

oi meu querido,

para os verdadeiros poetas,
até mesmo o vazio,
o nada são fontes inspiradoras...

beijinhos

LUZ disse...

Bom dia Everson,

Se seu verso se perdeu entre ela e você, então ele está na vosso coração.

Beijos de luz.

Vivian disse...

Bom dia,Everson!!

Mesmo o verso que se perde vira um lindo poema!!!Tudo é poesia né amigo?!!

Beijos pra ti!!!
Tudo de bom!!

Ivana disse...

Oi moço,
E tem dias que é assim mesmo, e nossos versos hoje estão em sintonia. Mas, amanhã haverá uma nova lua no céu a brilhar, bjo de um dia maravilhoso pra você

Secreta disse...

Tudo o que se perde , pode ser reencontrado...
Beijito :)

✿ chica disse...

Mesmo sem os versos,tá lindo...abração,chica

Bandys disse...

Cansei de cantar solidão procê!!

Então eu deixo um verso:

Sorria,
Sempre nos momentos
de tristeza e angústia
Para que a alma não se acostume ao sofrimento,
não se cale em desespero,
e não adormeça eternamente

Sabe que eu não sabia que eu inspiro? Nesses anos todos voce nunca me disse.
Só implicou, rsrsrsrsrssr

Que bom, fiquei até feliz, ganhei o dia hoje.

Beijos menino Renato, toma juízo e procura seu verso.

Beijos com rosas roubadas.

lita duarte disse...

O verso renascerá...

Bjos.

Tais ♥ disse...

A desilusão do verso caiu como uma luva para mim hoje...
Bom dia poeta
Bjos.
decorehouse

Daniel Costa disse...

Everson

"Silêncio e tanta gente", terá sido nesse ambiente que o belo pesamento poético encurtou.
Abraço fraterno

edumanes disse...

Na noite fria,
A lua não apareceu
Seu corpo permanecia
O dela encostou ao seu
Na noite escura não se via
Porque o Sol desapareceu!

Muito lindo este seu verso.

Desejo um dia muito feliz para você,
um abraço
Eduardo.

Evanir disse...

Meu filho Querida.
Uma tarde de paz e luz para você .
A mãezinha esta preocupa contigo desculpa minha Insistência.
Beijos no coração meu querido.

Rebequinha Clemente disse...

Oiee Eversom eu gostei muito do seu Blog,ele e muito Informativo,tem muito cunteudo,ja estou Seguindo,te CONVIDO PARA CONFERIR OS SAPATOS ORIGINAIS DE RUBI DO Filme o mgico de oz,bjs
Boa Semana
Rebequinha

SOL da Esteva disse...

Everson

Os versos que perdemos são como filhos que se afastaram de nós.
Procura-os, Amigo.

Abraços


SOL
http://acordarsonhando.blogspot.com/

Machado de Carlos disse...

O verso não morreu. O verso continua em estado latente na mente do poeta. O verso apenas descansa!
E ele, - o verso voltará!

Flor de Jasmim disse...

Lindo mesmo com esta tristeza e solidão.
Beijo

... "re" ... disse...

Noble Poet...

No silêncio dos silêncios a solidão lamenta o seu próprio existir.

A lua apagou-se o verso morreu...
Restou quem sabe, apenas tu e ele... O desejo...

Baci il pianeta Zorg ... rs

António Gallobar disse...

Olá

Nem sempre a inspiração nos bate à porta, aí o que temos a fazer é ir apanhar ar...

Um grande abraço amigo Everson

SexyButterfly disse...

Quando esses versos fogem é um problema!

Beijos borboléticos!

*Isis* disse...

Um poema que navega na sensibilidade.Agradeço a visita.

ZilMar disse...

Solidão desértica e árida implantadas por um amor que se perdeu...

lindo verso Poeta...

deixo meu carinho e admiração...

Zil

MARILENE disse...

A lua renasce, assim como os sentimentos. E os versos ocultos chegam, simplesmente. São alimento para a vida de quem os ama.
Bjs.

Rosemildo Sales Furtado disse...

A perda de um verso para poetas com a tua capacidade não representa nada, pois vai um e vêm mil. Não te preocupes porque ele volta, foi só dar uma voltinha. Rsrs.

Abraços e boa tarde pra ti.

Furtado.

Anne Lieri disse...

Everson,ás vezes nossos versos vão dar uma passeada por aí,mas voltam logo,ainda mais vc sempre inspiradíssimo!Ficou lindo de viver!Bjs,

。♥ Smareis ♥。 disse...

Os versos renasce sempre e sempre pra um poeta como tu.Beijos e ótima tarde amigo poeta.

Paula Barros disse...

Ah, poeta, estás sempre com um verso a iluminar as luas nas noites escuras e frias.

beijo

Hana disse...

Olá menino, este poema triste mas sensível, triste solidão, mas quando fala da lua, a gente esquece da solidão!
Com carinho
Hana

Pena disse...

Notável Poeta Amigo:
Claro, que o seu verso não podia morrer porque faz parte de si e da sua extraordinária sensibilidade poética sonhadora. Toda a gente que o lê e visita gosta muito.
Excelente.
Os seus versos são majestosos e primam pelo bom gosto e gigantesco talento.
Parabéns sinceros.
Abraço amigo à magia que brota de si e do que escreve.
Com respeito e sempre a admirá-lo.
Agradecido pela sua visita brilhante.



pena

Vera Lúcia disse...

Oi amigo,
O verso perdido gerou belos versos.
Bjs.

Desnuda disse...

Querido Poeta,

Um pequeno, mas belíssimo poema!

Beijos com carinho e ótima noite Everson

ॐ Shirley ॐ disse...

A lua pode ter morrido, mas, o poema ficou lindo. Meu amigo, um beijo!

»♥»♥«Nati Caetano»♥»♥« disse...

Amigo muitas vezes os versos se perdem no meio do caminho,mas em outro dia o sol vai raiar e a poesia irá sempre brilhar.
Amigo Everson, um abraço.Nati

Rute disse...

Que lindo versos, meu amigo!
Beijos

Carla Fernanda disse...

O frio apaga o fogo do amor!

Beijos!!

Suely Rezende - Ministério HD disse...

Querido Poeta,

Os versos são a inspiração diária da sua vida.

beijos
Suely

 
Web Analytics