domingo, 4 de dezembro de 2011

Três Minutos
No dia em que eu for
Para um plano mais bonito
Vou deixar as minhas linhas
Num traço infinito
Não chore por mim
Não sinta a minha falta
Pois quando estive aqui
Não me demonstrou amor
Agora que aceitei
Pelo nome a indiferença
Já é tarde, pois não posso
Compartilhar do teu amor
Era tão simples
Era tão natural
Eu queria com disciplina
E o que isso tem de mal?
Agora vou pairando
Pelo ar que você respira
Num encontro casual
É pena ter sido triste
O nosso final.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais®©
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98
Visite também:
O Ultimo Barco do Planeta
A Tempestade

O Livro dos Dias Poesias:
Adquira no email: evr.russo@uol.com.br

39 comentários:

Dja disse...

Tudo só tem que ser o que tem que ser, amar também é aceitar que o outro não nos escolha pra caminhar do seu lado.

beijos querido, um ótimo domingo pra vc, cheio de carinho.

LUCONI disse...

Everson belas palavras falando de alguém que só descobre que ama alguém após perdê-lo, nossa isto se aplica a tanto tipo de amor na vida não é mesmo? Alguém parte e de repente percebemos o quanto poderíamos ter convivido melhor, descobrimos as suas qualidades, relembramos as oportunidades que perdemos, e normalmente tudo por orgulho, não saber perdoar, não aceitar que o outro tenha o seu livre arbítrio de escolher seu caminho, entre tantas outras coisas pequeninas que atravancam nossa alma e nossos sentimentos. Muito bom mesmo fez-me refletir, beijos Luconi

Daniel Costa disse...

Everson

O plano do amor será sempre bonito, ficará esquisito, quando murcha a flor, a flor do amor.
Abraços fraternos de bom domingo

Callie ♥ disse...

Impossível não 'chorar' uma ausência sentida...ainda que (..)

Bom domingo querido, devolta á blogosfera e visitando amigos que por aqui deixei...

Beijo Meu'

✿ chica disse...

Lindo recado pra quem não merece o amor! abração,chica

Magia da Inês disse...

º°♥❤ Olá, amigo!
❤ Lindo, muito lindo!
º°❤ Boa semana!
❤Beijinhos.
º°❤Minas

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Forte isso! Concordo. Há que se valorizar as pessoas quando estão vivas, esse negócio de homenagens póstumas não resolve nada, eu quero homenagens presentes. E assim também se aplica aos amores.Homenagem póstuma é igual seguro de vida, a gente nunca quer "receber( receber? morto?)quem se dá bem são os outros. Um abraço de bom domingo com homenagens presentes.

Sônia Amorim disse...

O amor é sempre assim, depois de partir, sentimos a falta enorme que ele nos faz, lindo poema beijos e bom domingo

LUZ disse...

Olá Everson,

Em três minutos tanta coisa se pode fazer ou desfazer, foi o caso.
Mas, o amor está sempre chegando para alimentar a nossa alma.

Beijos de luz.

AC disse...

Everson,
Só damos valor aos finais felizes porque muitos deles não o são.

Abraço

Pelos caminhos da vida. disse...

Três minutos para te dizer: poeta vc é pura magia.

beijooo.

CARLA STOPA disse...

Alguns finais são bem assim...

MARILENE disse...

Fins são tristes porque, na maioria das vezes, apenas um dos lados o deseja. Mas ele até que pode ser bem vindo, já que a indiferença machuca muito mais.

Bjs.

Bandys disse...

Credo EverToM,

Ainda bem que sou sua amiga.

Prefiro não comentar.

Vc chegou um segundo depois que postei, aFFFFFF.

Vou ver Cazuza será que entra Renato??

Beijos pro seu Domingo ser igual o do Tim.

Pena disse...

Prestigioso Poeta Amigo de Excelência:
É nas atitudes mais puras e simples que se edifica o amor.
Fez uns versos lindos e puros.
Extraordinário, poeta.
Excelente e sensível poesia a pensar nas suas visitantes de sonho.
Eu gosto do que poetiza com seriedade e autenticidade.
Tem uma sensibilidade notável.
Abraço amigo ao seu talento poético mágico e admirável.
Com respeito e sempre a estimar a sua amizade.
Agradecido pela sua visita amável e gigantesca no meu blogue.

pena

VERDADE OCULTA disse...

maravilhoso blog

SAUDADES DO RENATO
GRANDE ABRAÇO QUERIDO
TA ADD NOS AMIGOS
QUEM ADMIRA O POETA
TEM Q SER ADMIRADO

FELIZ NATAL

BRUNO

Jackelyn disse...

fANTASTICO BLOG!! Me quedo con tu permiso para ver que descubro, Saludos desde Puerto Rico.

SOL da Esteva disse...

Everson

As recordações são mais vivas quando se perde alguém que se Ama.


Abraços

SOL
http://acordarsonhando.blogspot.com/

Carla Fernanda disse...

Um final fatal....
Beijos!

Livinha disse...

Everson,

Quando estiveres num recanto mais lindo, compreenderás que esse amor tão bonito em retorno a ti, nada será tarde demais, pois que o amor ultrapassa barreiras, se amando simplesmente, no sentimento que nos apraz...

Linda sensibilidade...
Que a poesia esteja em morada sempre dfentro do teu coração...

Abraços

Livinha

Cidinha disse...

olá amigo. Lindo meu amigo! Profundamente triste... más o que vale é enquanto estamos vivos. Hoje! Agora! Bjos e todo carinho nesta tarde de domingo.

Anne Lieri disse...

Everson,nunca é facil terminar um amor!Poesia muito linda e tocante!Mandei um email pra vc de uma entrevista,recebeu?Bjs e bom domingo!

Miguel de la T.P. disse...

Estimad@ amig@, como cada año y ya son dos mil doce los que hace que nuestro Señor Jesucristo llego al mundo para asumir y cargar con nuestros pecados, El que quiso ser hombre y nacer tal, pero el hombre apenas lo acepto, y aun mas, lo crucifiquemos, lo lamento de todo corazón. Hoy me dirijo a ti con la sana intención de desearte desde mi punto de vista cristiano una feliz Navidad llena de Paz, Amor y Felicidad, que Dios Niño te colme de vienes, esos vienes que sean de salud y amor, amor hacia uno mismo y los demás, que la pobreza y la enfermedad se vallan erradicando y poco a poco desaparezcan, que no hallan tantos niños muriendo de enfermedades, hambre y miseria que tengamos un poco de nuestro corazón puesto en ellos, que nuestros mayores sean atendidos, puesto que mañana nosotros seremos los nuevos mayores, en fin, se quedan tantas cosas en el tintero, que solo me queda dejarte un pequeño poema y desearte una muy feliz Navidad.

Blanca luna

Pronto llega la luz del alba
Anunciando lo nuevo acontecido
Sendero nevado, bien venido
Sueño que alumbra lo prometido.

Al alba soñaba la blanca luna
Viendo temblar al pobre José,
Que sintió un escalofrío
Al hacerse la Virgen río.

Llorando quedó la noche
Entre pastores y suspiros,
Que deja en un pesebre metido
Al niño Dios recién nacido.

Cayendo quedó la nieve
Sobre el alba de Belén,
Que sintió sobre sí, el bien
Del amor divino florecido.

Tais disse...

Ual que poesia profunda da até pra sentir...
Bjos.
decorehouse

lita duarte disse...

Uma ótima semana para você, amigo.

Bjos.

Ma Ferreira disse...

Amigo poeta..

amor também combina com dor né??

Beijo...

Pat. disse...

Que triste...
Mas são palavras lindas, Everson.
Abraços

Machado de Carlos disse...

Haverá sempre uma tristeza em um final. É chegada à hora, pois o ar paira no espaço. Só resta dizer; não podemos lamentar o final... Basta seguir o novo início...

Márcia disse...

"A vida começa todos os dias ."

-Érico Veríssimo-

Linda semana pra vc....beijos e beijos!!!

Rute disse...

Que lindo meu amigo, as vezes a morte faz nos lembrar que nada adianta fazer, depois e sim fazer algo a pessoa que ama, quando esta estiver viva.
Beijos, ótima semana a vc.

Flor de Lótus disse...

Olá,Everson!Tristes e verdadeiros versos,muitas vezes as pessoas só dão valor ao uqe tem depois que perdem dai já é tarde demais...
Beijosss

edumanes disse...

Foi pena ter sido, triste o final
Para plano mais bonito
Num encontro casual.

É a vida amigo Everson,
Desejo uma feliz semana
para você, um abraço
Eduardo.

Desnuda disse...

Querido amigo,

Triste, mas muito poético!

Beijos com carinho, Everson.

Rosemildo Sales Furtado disse...

No dia em que eu for
Para um plano mais bonito
Vou deixar as minhas linhas
Num traço infinito

Belo e muito profundo amigo.

Abraços, boa noite e uma ótima semana pra ti.

Furtado.

Vera Lúcia disse...

Olá amigo,
Chegando ao apagar das luzes de domingo, mas a tempo de ler seus versos de lamento por um triste final de amor.
Breve outro amor virá fazer vibrar o coração do poeta.
Uma linda noite.
Bjs.

. disse...

Olá Everson! Esse sol bem quente não te deixa partir amigo… Grande abraço António

Severa Cabral(escritora) disse...

Belo alvorecer !
O gostoso da poesia é poder transformar os versos em tristeza ou alegria...
bjsssssssssssssss

Eloah disse...

A vida nos prega peças assim, um dia vai-se a inspiração e a pessoa amada também.Vida é movimento, logo tudo volta de forma diversa, mas a beleza preenche a alma outra vez.
Seja feliz sempre meu amigo poeta.Bjs Eloah

Paula Barros disse...

Infelizmente amamos quem não nos ama, e só damos conta da falta do outro quando não tem mais jeito.

Um belo poema. beijo

 
Web Analytics