domingo, 26 de agosto de 2012

Plantas no Aquário
Às vezes é tão difícil
Encontrar o verdadeiro lugar,
O verdadeiro amor,
Se as intenções daqueles que nos rodeiam
Quase nunca são sinceras,
Às vezes a percepção e a sensibilidade
Tornam-se uma arma contra nós mesmos,
Passamos a morar numa redoma,
Como plantas no aquário,
Ao nos vermos cercados do egoísmo dos homens,
Quando a chuva vem fina,
É bonita, mas é traiçoeira,
Alimenta, mas também mata o verde,
Que era a esperança que havia em nosso coração,
E quando a luz no fim do túnel
Que por mais que você avance,
Faz-se tão longe do toque e do real possível,
Acredite somente no impossível,
Que é tocar o brilho das estrelas com as mãos.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais©®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98
Visite também:
O Ultimo Barco do Planeta

29 comentários:

:.tossan® disse...

A tua poesia é colorida da cor do vinho que degusto neste instante. Lindíssima! Uma Obra Poética sem dúvida! Abraço

MARILENE disse...

Estamos, de fato, ficando assim. Deixamos de liberar os sentimentos. Somos nossos próprios carcereiros, sem perceber que, dessa forma, nos distanciamos das belezas da vida. Bjs.

Amapola disse...

Bom dia, querido amigo Poeta.

Acredito no "impossível".
Desejo-lhe muitas bênçãos.

Beijos.

Evanir disse...

Acredite somente no impossível,
Que é tocar o brilho das estrelas com as mãos.
Quanta verdade no seu poema meu filho amado.
E para mim um seresteiro da Lua.
Um enamorado das estrelas enfim meu porta preferido.
Feliz Domingo beijos da mãezinha,Evanir.

Daniel Costa disse...

Everson

Quando, aos vinte seis anos, entrei numa grande empresa, de um grupo brasileiro (Rio de Janeiro), em todas as salas, estava o seguinte slogan: "milagres não se fazem, impossíveis é já.". Vamos crer que ímpossíveis é igual a sonhos.
Abraços fraternos de bom Domingo

LUZ disse...

Oi querido Everson,

É difícil, mas não impossível.

Bom Domingo.

Beijos da Luz.

Ailime disse...

Maravilhoso poema amigo.
Às vezes é tudo tão difícil, mas "tocar o brilho das estrelas" nos dá a perceção de uma enorme leveza do ser.
Beijinhos e um domingo cheio de luz para si.

AC disse...

Crer no impossível é afastar as pedras do caminho...

Abraço

Sônia Amorim disse...

Bom dia amigo, tocaste fundo no meu coração com esse texto, parece que me virei do avesso e me li, impressionante, mas é assim que me sinto ultimamente, morando numa redoma, amei, beijos

Flor de Lótus disse...

Oi,Everson!Há momentos que essa esperança é tão remota que dá vontade de desistir e desacreditar do amor,parece que ninguém mais está interessado em amar todos querem relações rápidas e superficiais,ninguém quer se entregar,correr riscos.Mas é como tu mesmo disse é preciso ter esperança ou sucumbiremos.
Beijosss e um ótimo domingo!!

Rute disse...

Meu querido amigo, desejo-lhe um ótimo domingo e uma maravilhosa semana.
Beijos

Ivana disse...

Muitas vezes nos sentimos um peixinho fora d´àgua,rsss mas como o peixinho não sobrevive fora dela, nós também não sobrevivemos sem amor, é dando que se recebe, acredito nessa máxima, bjs
Um ótimo domingo, tudo de bom!

edumanes disse...

As plantas no aquário
Que tão lindas verdes estão
Quem terá feito o cenário
Das sementes outras nascerão!

Bom domingo para você
amiga Everson,
um abraço
Eduardo.

Pedro Luis López Pérez disse...

Creer en lo Imposible y tocar con nuestras manos el brillo de las Estrellas...Una maravilla de Poesía, Everson.
Un abrazo.

Artes e escritas disse...

Aquário é redoma rumo ao inatingível. Um abraço, Yayá.

Bandys disse...

Everson meu amigo,

Tudo tem sua hora e lugar.
Não desanime pois a esperança é a primeira que nasce.

A D O R E I o que Pyllys falou! Ela é uma mulher de visão. E como eu não pensei nisso??? Vai ver que porque sou loura, kkkkkk

beijos menino de BH, uma tarde de muitas esperanças e flores roubadas pra ti!

Bandys disse...

Que voce tinha ido visitar os parentes kkkkkkkkkkk
beijos

Carla Fernanda disse...

Viver é sem dúvida a tarefa mais complicada dque existe amigo. Não é mole não.
Beijos!

© Piedade Araújo Sol disse...

difícil mas não impossível.

bei

Vera Lúcia disse...


Olá amigo poeta,

Não podemos e nem devemos desacreditar das pessoas e principalmente do amor. Há um momento certo para tudo na vida, basta acreditar que é possível. Morar numa redoma poderá nos proteger, mas também nos afastar de grandes possibilidades.

Ótimo final de tarde.

Beijo.

Anne Lieri disse...

Everson,que essas redomas não nos impeçam de continuar a poesia!Lindos versos sempre,poeta do amor!bjs,

Elisa T. Campos disse...

Impossível não é a última palavra.
Mas este poema é possível passível de tanta beleza.
bjs

ONG ALERTA disse...

Lindo, bom domino abraço Lisette.

LORENA LEITTE disse...

ai! é bom voltar a ler suas incriveis e deliciosas poesias.
beijos

Estilo Hedónico disse...

Adoro!!!!

http://estilohedonico.blogspot.pt/

xoxo

Lilá(s) disse...

Tal como o peixe não sobrevive fora de água também nos temos dificulade em sobreviver sem amor.
Bjs

Cidinha disse...

Olá, amigo. Feliz por passar por aqui. Estive em falta por motivos de saúde. O amor é nosso alicerse, tudo pode ser possivel. Deixo um beijo carinhoso e feliz semana! Obrigada sempre.

Kellen Bittencourt disse...

Boa noite amigo, pelas palavras amigo, as vezes somos mesmo plantas no áquario, ainda assim caminhemos! Abraçooooss

Toninhobira disse...

Viver per si, é uma arte,os caminhos se apresentam de todas as formas e o perigo é constante.Romper as barreiras e se permitir machucar e ser feliz,pois estar seguro é muito distante.
Meu abraço.

 
Web Analytics