domingo, 24 de outubro de 2010

Três Minutos
No dia em que eu for
Para um plano mais bonito
Vou deixar as minhas linhas
Num traço infinito
Não chore por mim
Não sinta a minha falta
Pois quando estive aqui
Não me demonstrou amor
Agora que aceitei
Pelo nome a indiferença
Já é tarde, pois não posso
Compartilhar do teu amor
Era tão simples
Era tão natural
Eu queria com disciplina
E o que isso tem de mal?
Agora vou pairando
Pelo ar que você respira
Num encontro casual
É pena ter sido triste o nosso final.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98
Visite também:
O Ultimo Barco do Planeta
A Tempestade
O Livro dos Dias Poesias
Pedidos no email: evr.russo@uol.com.br

44 comentários:

Mila disse...

Intensos e cheios de verdade seu escritos...adorei!
Bjs
Mila

HD disse...

Olá meu querido!!!
boa noite,

Tens muitos comentários em suas postagens e mesmo assim sempre respondes rapidamente.Que bom!!!

Eu vi a informação no blog (email) p/ adquirir seu trabalho, mas pensei derrepente encontrávamos em livrarias.
A propósito, faz quanto tempo q vc escreve?

Tenha um domingo muito especial....

bjos,
Suely

✿Lady✿ disse...

Oi poeta querido!
Lindo e triste ao mesmo tempo.
Não gosto de finais tristes...As coisas podem ser diferentes.
Beijo carinhoso
Lady

Guará Matos disse...

É complicado isso.
Mas o amar já é uma gloria.
Abraços.

Marilu disse...

Querido amigo, da tristeza do poeta, nascem os mais belos poemas. Tenha um lindo final de semana. Beijocas

Amor feito Poesia disse...

"Finos clarins que não ouvimos devem
soar por dentro da terra, nesse mundo
confidencial das raízes, — e arautos sutis
acordarão as cores e os perfumes e a
alegria de nascer, no espírito das flores."

Cecília Meirelles

Feliz Domingo e excelente semana prá voce!Sempre Beijos...M@ria

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Quanto amor e desamor. Belo poema, querido!
Quando eu me for, nem um só minuto, hein?
Beijos e um ótimo domingo

Daniel Costa disse...

Everson

Ainda que no amor, por não se esquecer o gosto de amar, todos os finais são tristes. Há porém os que não esquecem mais.
Julgo saber o que é poesia, mas também o amor. Há um mixto de realidade e ficção que se misturam.
Ambos exigem imaginação.
Abraço fraterno

JB disse...

Por vezes há finais que não são o que desejaríamos... pior é termos essa noção tarde demais...

Beijinho

Crys disse...

Muito triste poeta...
Bjs na alma, e uma semaninha de muita paz...

Luciana disse...

Oi Everson

Como está amigo?


Bom domingo.

Bjs

Desnuda disse...

Poeta,

um excelente domingo.

Beijos, amigo.

Márcia Laja - São Paulo disse...

Nem todo o final é como esperamos, a realidade é bem essa!

Meu anjo, um domingo somente de alegrias pra vc, agradeço o carinho de sempre, vc é 10!

Abraceijos,

Rute disse...

As vezes, não é nada como pensamos.
Mas sempre há um recomeço.
Beios querido amigo, ótimo domingo a vc
Desejo uma maravilhosa semana a ti.

Flor da Vida disse...

Olá amigo! Teu poema é verdadeiro e profundamente belo... Na verdade teus versos falam tudo que eu gostaria de ter falado, vou levá-lo como presente,rsr... Amei!!! Carinhos a ti... Bjsss

Palma da Mão disse...

Palavras lindas de mãos dadas que se transformam ao teu respirar...
Por isso é que o amor ninguém define, vive-se e pronto...sem muitos quês, nem porquês...
Beijinhos meu amigo, cheinhos de saudades de estar aqui

Bandys disse...

Na vida, eu acho que passa varios amores.. e quando um se vai outro chega,

Aqui dia cinza e chovendo.
Mas meu coração ensolarado de alegria.

Beijos e um domingo cheio de mil rosas roubadas, de todas as cores.

Beijos

Assis Freitas disse...

o que poderia ter sido,


abraço

Os Pombinhos disse...

Qualquer final triste é uma pena. É sentido quando o que há acaba sem que tenha acabado o amor. Que não precise-se de morte para perceber-se a falta.

Beijos, a namorada.

Pérola disse...

Eita amor heim mocinho rs...
Só estando amando para escrever coisas tão íntimas, tão belas e até nas despedidas vc consegue por beleza.
Parabéns poeta.
Beijokas

Anônimo disse...

Os que esperam no Senhor,
adquirirão sempre novas forças,
tomarão asas como de águia,
correrão e não fatigarão,
andarão e não desfalecerão.
,, Isaías 40:31,,
Deus abençoe seu Domingo.
Beijos c/ eterno carinho da maizinha que te ama,Evanir
www.fonte-amor.zip.net

Flor de Lótus disse...

Meu caro, nem tudo pode ter um final feliz infelizmente.E dai qdo a morte se aproxima ou chegou as pessoas se dão conta da burrada que fizeram dai já é tarde demais...
Beijos

Sandra Botelho disse...

O verdadeiro amor não é efemero...
Se tiver fim é porque não foi verdadeiro.
Bjos poeta lindo domingo pra ti.

Diana Carla disse...

Lindo poema...

bjinhus...e um domingo abençoado!!!

Malu disse...

Bela poesia , poeta querido.



Acima de qualquer coisa , penso que amar sempre vale a pena...



Bjo Grande !

Lívia Azzi disse...

"A ruptura amorosa corresponde a uma dor brutal, uma espécie de morte em vida: acompanhamos nossa morte na consciência do amado. E o matamos!" (Flávio Gikovate)

Um beijo e uma ótima semana!

Lua Nova disse...

Finais tristes não apagam os bons momentos que foram vividos e a felicidade é feita desses momentos.
Beijokas, poeta do amor.

Pelos caminhos da vida. disse...

Triste poeta.

beijooo.

Confissões de uma borboleta disse...

Os finais são sempre tristes.
Mas nos ensinam outras lições.
As muitas portas que se abrem.
Bom domingo.
Bjs

mARa disse...

...amor casual, é isso, sem regras, sem disciplina, sem hora marcada, ele apenas acontece as vezes por acaso e casualmente se valer a pena deve ser vivido nessa dimensão, ao acaso como um caso.

Beijos daqui até aí, hoje uma brisa daquelas que amamos, mando-a para que toque tua face num beijo.

Mar... disse...

Meu querido Renato Russo...muita tristeza nesse poema....pude sentir daqui a tristeza exalando nas veias desse poeta que eu adoro...
Amigo....vamos nos animar meu querido....
Linda tarde e uma semana repleta de momentos alegres...
Bjs carinhosos meu amigo querido...

lita duarte disse...

Oi, Everson.

Boa semana.

Beijos.

EU SOU NEGUINHA disse...

Poeta meu amigo...
Sempre bom estar aqui
Beijos

Pena disse...

Notável Poeta Amigo:
"...Era tão simples
Era tão natural
Eu queria com disciplina
E o que isso tem de mal?
Agora vou pairando
Pelo ar que você respira
Num encontro casual
É pena ter sido triste o nosso final..."

Lindo poema com um desfecho final evidente e óbvio. A reciprocidade falhou.
Um poema perfeito.
Abraço amigo.
Com respeito e admiração pelo seu talento que a todos e a todas fascina.

pena

Bem-Haja, poeta de resoluções amorosas da sua conta e da sua razão.
MUITO OBRIGADO pela simpatia no meu blogue. Adorei.

F@bio Roch@ disse...

"Dois amantes felizes não têm fim nem morte, nascem e morrem tanta vez enquanto vivem, são eternos como é a natureza".(Pablo Neruda)

Tudo lindo por aqui, mais uma vez!!!

ABRAÇO!!!!!!!!

Carlos Augusto Matos disse...

Não deu valor
Perdeu o amor...

Abração...

Sil.. disse...

Nem todos os finais são bonitos.
Mas fazem parte da vida.

Amores vão, mas também, amores vem!

Um abraçãoooooo meu querido!

Machado de Carlos disse...

Meu Amigo e grande poeta!

Sempre escrevendo coisas maravilhosas.

Parabéns!

Que seja muito bom o seu fim de noite!

Um grande Abraço

Lou Albergaria disse...

Todo fim é apenas um ciclo que se fecha para imediatamente abrir-se outro. Fim é começo sempre...

Tenha uma linda semana!

BEIJÃO!!!

*Mi§§ §impatia* disse...

É tem gente que só depois que perde de vez que dá valor....uma pena.....
Linda semana pra ti querido, beijos.

Lau Milesi disse...

Lindíssimo, saiu do fundo da alma.Poeta amigo, todo final é triste. Mas aí vem o recomeço e a tristeza é abafada pela expectativa, por tudo de novo e de bom que chegará.
Lembrei do poeta Quintana quando ele diz: "a gente pensa uma coisa, acaba escrevendo outra e o leitor entende uma terceira coisa... ".

Eu vou fazer de conta que entendi que você disse isso somente por "três minutos". Depois mudou de ideia.:) Poeta, não aprecio partidas.:(
Só de futebol mesmo. Aliás, meu Flu hoje voltou ao pódio. [rs]
Boa noite e uma semana produtiva.

Beijos, poeta querido.

Vilminha disse...

Olá meu doce amigo de alma e de coração gostei da poesia me lembra muito algo muito particular. Me inspirou em escrever uma poesia, faz tempo que não escrevo, pois fiquei as voltas com os trabalhos práticos que deixei os teóricos de lado, as gostei de ler este poema e me trouxe a inspiação e a vontade de voltar a escrever. Bjs e uma ótima semana na paz do senho e em 12/11 a 17/11 Minas gerais que me aguarde.

romantic disse...

querido tudo que escreve é lindo,adoro td! rs um bjo! volto amanha,para ler-te mais....

IT disse...

Melancolia de um poeta...
Apenas 3 minutos de partidas e tristezas....
é assim mesmo meu caro!
Um dia, todos vão embora e as cortinas se fecharão....

Não fique triste comigo se ando ausente, estou numa fase de recolhimento...ainda não sei por quanto tempo....vai passar!

Abraço demorado de IT

 
Web Analytics